Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Vão tentar te enganar (de novo) em 2019

Estamos no começo de 2019. Vemos os primeiros passos do novo governo, eleito poucos meses atrás, lidando com os problemas dos país – ou pelo menos tentando lidar. Muitos de nós fizemos as famosas promessas de começo de ano: alguns pularam as 7 ondas no mar, outros jogaram rosas que a maré trouxe até a areia. Alguns pensaram no tão temido regime, e prometeram a eles próprios que dessa vez vão mesmo reduzir o peso, enquanto outros tem como objetivo economizar dinheiro e realizar algum sonho, que pode ser a compra de um bem (carro ou casa) ou a de realizar uma viagem planejada por muito tempo.

Cada vez mais tem aparecido promessas milagrosas de enriquecimento rápido e resolução de problemas complexos por meios simples. Conforme o número de informações vai se multiplicando na internet, as propostas que acabam fisgando muita gente despreparada crescem até em velocidade superior.

Legenda: 1 – Títulos de Capitalização; 2- Armadilha dos juros do Cartão de Crédito; 3 – A promessa do almoço grátis e 4 – O velho ‘caça-clique’ da internet.
Imagens retiradas do Google, em 05/01/2019.

Na era da informação, não é difícil achar essas facilidades com poucos cliques. Os pontos 3 e 4 da imagem são velhos conhecidos de quem navega na internet. Segundo o DFNDR Lab, laboratório especializado em crimes virtuais, ocorrem até 620 tentativas de golpes e cyber-ataques por meio de links maliciosos por hora. Sim, você não entendeu errado. Foram mais de 200 milhões de tentativas de roubo de dados financeiros ou pessoais apenas em 2018.

E essas pegadinhas não ocorrem apenas no mundo da internet. Na vida real, cara a cara, ainda estamos sujeitos a muito papo e convencimento para pouco resultado.  Veja a sua própria vida financeira. Quantas vezes não nos deparamos com ofertas ‘imperdíveis’ oferecidas pelos gerentes dos bancos, com propostas de títulos de capitalização ou consórcios para a compra de um automóvel ou da casa própria. Atraentes no primeiro momento, mas uma dor de cabeça no futuro próximo, devido às altas taxas cobrados e péssimos resultados entregues perto do que é pago (quase um “pague dois e leve um”).

E o cartão de crédito então? Uma solução fácil para a compra de qualquer bem ou serviço hoje em dia e que pode se tornar um tormento se a despesa não cabe no orçamento. Com taxas que giram de 5 – 10% ao mês (isso, você não entendeu errado), o valor devido sobe na velocidade da luz e chega ao dobro ou até no triplo do valor inicialmente gasto na compra.

E as armadilhas financeiras não se restringem apenas ao grande varejo. No mercado financeiro, se espalham promessas de enriquecimento rápido e palpites certeiros na compra de ações de empresas e no valor do câmbio, como se fosse possível estimar com exatidão tais indicadores. Cuidado com os ‘gurus’ do mercado. Se há um segredo de retorno rápido e consistente, provavelmente haveria grande resistência em revelá-lo e sair por aí vendendo em cursos de poucas horas.

Ninguém fica rico dormindo. Ninguém atinge resultados no trabalho sem esforço e estudo. Desconfie das histórias milagrosas contemporâneas, que se espalham com o vento, mas somem como poeira no ar quando são descobertas. Como diz um conhecido meu: “as coisas muito boas para serem verdade normalmente são de fato muito boas para serem verdade”.

Ótimo 2019 a todos!

Terraco Econômico Terraco Econômico

Parceiro Guide

Hoje o maior blog independente de economia do Brasil, foi criado por 4 amigos em 2014, o motivo? Fornecer análises claras e independentes sobre economia e finanças, sempre com a missão de informar o leitor.

860 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami