Semana passada, eu estive no 1º Fórum Itália em São Paulo, que contou com uma Roda de Negócios com o pré-candidato à presidência Henrique Meirelles. A primeira impressão que tive é a de que ele não é uma pessoa muito carismática, esta é uma percepção que me levou a duvidar de suas forças para a corrida presidencial. Mas, como o país tem o histórico de eleger por duas vezes uma candidata com pouco carisma, como a Dilma, não podemos descartá-lo.

Outra constatação é a capacidade técnica na parte econômica, fato comprovado por seu histórico profissional e colocações apresentadas de forma clara e com ótima linha de raciocínio. 

Cenário atual


Como esperado, Henrique Meirelles apresentou uma visão positiva do período em que esteve como ministro da fazenda do governo Temer:

  • Crescimento de 1% do PIB em 2017;
  • Após a queda de 3,6% do PIB em 2016, essa alta pode ser considerada forte;
  • O consumo do governo caiu a partir de 2016;
  • O investimento em bens duráveis aumentou;
  • População ocupada aumentou de aproximadamente 89 milhões para 91,5 milhões;
  • A taxa de desemprego subiu pois houve um aumento de pessoas procurando emprego, para ele o dado de população ocupada é mais importante;
  • Inflação bateu a mínima histórica do país;
  • Projetos apresentados e em andamento de reforma Fiscal, de juros bancário e produtividade.

Cenário político


Ciro Gomes: é a volta às ideias da Dilma de aumento de gasto público e estado grande. As consequências seriam a volta à recessão.

Marina Silva: proposta não muito clara.

Bolsonaro: figura interessante, passado estatizante. Alguém que é deputado federal a mais de 20 anos não pode representar uma renovação. Todos os votos dele no congresso foram no mesmo sentido que o do governo Dilma. Apresentou uma plataforma liberal, contrária o que sempre fez, com o economista Paulo Guedes. Meirelles acredita que o mercado não aprova o Bolsonaro pois acredita que suas ideias do passado prevalecerão.

Chance de Meirelles nas eleições


O ex-ministro acredita que, apesar da liderança nas pesquisas ser dos extremos, elas não são significativas, pois metade dos entrevistados ainda não possui candidato preferido. Os dados atuais refletem campanhas passadas, por isso a liderança se apresenta com estes candidatos.

Para Henrique, a força de um candidato de centro é que em um possível segundo turno, eleitores de esquerda preferirão votar no centro do que em um de direita e vice-versa. Ele acredita que ainda não subiu nas pesquisas pois poderá divulgar propostas somente no final de agosto.

Meirelles disse que a campanha de TV será decisiva, e ele está à disposição para o PMDB, partido que considera muito forte, possui mais de 16.000 políticos eleitos em todo país, o que dá uma capacidade de mobilização muito grande.

O pré-candidato se apoia em pesquisas qualitativas feitas com grupos de eleitores que assistem à história de todos os possíveis candidatos, e em todas elas ele ficava em primeiro devido aos seguintes pontos:

  • Já teve sucesso no setor privado, um grande banco nos EUA, onde as pessoas são consideradas mais sérias e competentes;
  • Foi presidente do Banco Central do Lula, período em que o Brasil cresceu;
  • Foi ministro da fazenda de Michel Temer, período em que o Brasil melhorou;
  • Não é membro de nenhum lado político;
  • Não está na Lava Jato.


Meirelles disse que já tem propostas encaminhadas para fazer o país crescer e reforçou os projetos que estão em andamento no governo atual que foram desenhados em um estudo realizado junto ao Banco Mundial:


Saí do evento convencido de que Henrique Meirelles é sim um nome forte para as próximas eleições. A confirmação desta impressão ficará para o final de agosto quando começam as campanhas oficiais.

Thiago Guedes Thiago Guedes

Financial Advisor Sênior

Bacharel em Administração pela Universidade de Brasília. Atua no mercado financeiro há mais de 10 anos onde exerceu as funções de operador de bolsa de valores, chefe de mesa de operações, planejador financeiro, gestor de equipe e instrutor de treinamentos. É ex-sócio da XP Investimentos, DXI e Guide Life. Atualmente é Financial Advisor Sênior da Rio Bravo Investimentos. Possui a certificação internacional CFP®, Certified Financial Planner.

6326 visualizações

relacionados

Bitnami