Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Por que poupar disciplinadamente é o mais importante?

Seguindo no tema queda das taxas juros, hoje quero enfatizar, mais uma vez, a importância da poupança mensal disciplinada.

Sim! Eu sei que parece o samba de uma nota só… Mas é isso mesmo. O nome do jogo para a maioria de nós, reles mortais, é: poupar, poupar, poupar.

A não ser que você seja um grande empreendedor ou receba uma bela herança, as chances de você acumular de forma rápida e com pouco esforço é de 1 em 50.063.860. Se você não entendeu, esta é probabilidade de se ganhar na Mega Sena.

Voltando para a realidade, a fórmula financeira do valor futuro de um montante é uma relação entre capital inicial, prazo, rentabilidade e aportes (aplicações) feitos ao longo do tempo.

Vamos supor que seu capital inicial é de R$ 50.000,00 e que você só quer mexer no seu dinheiro em 30 anos e a rentabilidade esperada serão os atuais 2% de juros reais.

Para quem não lembra, juros reais são os juros dos seus investimentos descontados da inflação. É uma conta teórica. Na prática, o valor acumulado será maior, mas entenda, neste exemplo que, em 30 anos, você teria mesmo poder de compra que o atual para o valor encontrado.

Neste exemplo, se você não poupar nada e deixar seu dinheiro rendendo, após 30 anos, seus R$ 50.000,00 virariam R$ 90.568,00. Ou seja, em 30 anos, você tem o dobro do poder de compra que teria hoje.

Agora, se você poupar R$ 1.000,00 por mês, religiosamente, seus R$ 50.000,00 viram R$ 581.831,00. Isto é, você terá um poder de compra 12 vezes maior que o atual em 30 anos.

Para você ter uma ideia, se você quisesse “recuperar a diferença” com a rentabilidade, para seus R$ 50.000,00 virarem R$ 581.831,00, sem aportes mensais, você precisaria de juros reais de 8,52% ao ano ao longo de 30 anos. Se pensarmos na conjuntura atual, isso seria uma rentabilidade nominal de 12% ao ano, ou seja, 218% do CDI!!!

Esta rentabilidade é condizente apenas com clientes de perfil agressivo e, mesmo assim, é necessária uma ajuda do mercado neste período.

Imagine agora que você tenha certeza que conseguirá estes 8,52% ao ano de juros reais. Se somado a isso você poupar os mesmos R$ 1.000,00, seu saldo final em termos reais será de R$ 2.136.804,84.

Se você tem dificuldade em poupar regularmente, pense em usar veículos alternativos que facilitem sua vida. A minha sugestão são os planos de previdência privada. Você tem ótimas alternativas de fundos, para todos os perfis de investidores e com a possibilidade de cadastrar um débito mensal, diretamente de sua conta bancária, o que vai te ajudar a se manter disciplinado, faça chuva ou faça sol.

E aí? Vale ou não o esforço de poupar mensalmente?

Ivens Gasparotto Filho Ivens Gasparotto Filho

Planejador Financeiro

Atua há mais de 10 anos no mercado financeiro, trabalhando diretamente com investidores pessoa física e planejamento financeiro pessoal. É CFA charterholder, profissional certificado pelo CFA Institute, possui também a certificação de gestores CGA, da Anbima. Estudou Gestão de Portfólios de Ativos na London Business School, é pós-graduado em Finanças pela FGV e formado em Administração pela Universidade de Brasília.

74 visualizações

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami