Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

O Chamado da Tribo: live Guide – Terraço Econômico

Nesta quinta-feira, 23/01, estivemos na Guide Investimentos para uma live pelo Instagram que discutiu o Relatório Anual 2020, de nome O Chamado da Tribo. O nome do relatório relaciona-se ao autor Mario Vargas Llosa, autor de uma obra com este mesmo nome e que, ao longo de sua vida, passou por uma grande mudança de pensamento: de um militante político de esquerda para ser um liberal.

A analogia do nome do relatório ao Brasil se dá pelo fato de que nosso país também vive esse rito de passagem. Após o impeachment de Dilma Rousseff e a entrada de Michel Temer, em 2016, nosso país começou a dar sinais de que caminharia do estatizante meio de vida para outro de ares mais liberais. Reformas são tocadas adiante desde então.

Um ano de bastante representatividade para essa mudança de paradigma foi, justamente, 2019. O primeiro ano de Jair Bolsonaro foi marcado, para além de suas idas e vindas no campo político, pela Reforma da Previdência. Essa marca histórica permite um alívio fiscal de aproximadamente R$800 bilhões para os próximos dez anos – isso sem contar outras medidas como combate à fraude no setor que deverão fazer o valor final chegar a R$1 trilhão – e, para além disso, sinaliza fortemente que regras que distorciam o orçamento e faziam com que os mais pobres transferissem renda aos mais ricos não serão mais toleradas (mesmo considerando que algumas categorias mantiveram em pé seus privilégios).

Os benefícios da responsabilidade fiscal aliada a uma abertura do país a novas (e privadas) oportunidades se mostra no ganho de confiança que tem sido observado, além das previsões mais positivas dos últimos anos quando o assunto é o crescimento do PIB. Nosso CDS, que é em termos diretos o diferencial de juros que pagamos para pegar empréstimos no exterior (o famoso “risco país”) está em nível bastante baixo e, o dólar que assume patamares de novo-normal acima de R$4 demonstra que o capital especulativo deixa o país a medida que aquele outro mais interessado em investir produtivamente está aos poucos chegando.

Nosso país passa por um momento avesso ao mundo desenvolvido: por aqui, nosso ciclo econômico indica que cresceremos mais; lá fora, há fortes indicativos de que uma desaceleração se aproxima. Essa combinação é mais um forte motivo para que foquemos na continuidade das reformas estruturais (como a administrativa e a tributária) e também na abertura do país. Afinal de contas, é para onde há mais potencial que o capital acaba por fluir – e, estando na ponta de crescimento do ciclo econômico, se demonstrarmos que vale a pena investir por aqui, certamente viraremos uma grande oportunidade nessa próxima década.

Um ponto que não se pode perder de vista é que apesar de termos conseguido um avanço fundamental em 2019 (a reforma previdenciária), os desafios seguem imensos aqui e lá fora. EUA e China assinaram acordo comercial, mas ainda não se tem finalização do mesmo; Brexit já tem data para ocorrer, mas ainda não se sabem os reais efeitos dessa mudança; acordo Mercosul-UE foi firmado, mas a mudança de diretrizes na Argentina após a eleição recente (a volta ao kirchnerismo) pode vir a ser um obstáculo para a tramitação do acordo; a Europa segue em desaceleração de sua economia; o cenário político nacional segue desafiador em seu segundo ano após a saída do presidencialismo de coalizão para outro meio em que mesmo os analistas políticos mais experientes têm dúvidas sobre o que seria a real base do governo nas casas legislativas.

Em resumo, temos que a caminhada rumo a um país de crescimento mais sustentável começou. Ela é longa, difícil, cheia de espinhos e corporativismos no meio do caminho. Mas, tal qual disse o chinês Lao Tse, um caminho de mil quilômetros começa com o primeiro passo. Que em 2020 possamos seguir nessa caminhada para que, um dia, deixemos de ser o “país do futuro” para ser aquele local em que o futuro de fato tenha chego.

O vídeo da transmissão está disponível até às 18:30h de hoje (24/01) no instagram da Guide.

Terraco Econômico Terraco Econômico

Parceiro Guide

Hoje o maior blog independente de economia do Brasil, foi criado por 4 amigos em 2014, o motivo? Fornecer análises claras e independentes sobre economia e finanças, sempre com a missão de informar o leitor.

273 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami