Em tempos de CDI magro, os robôs podem te ajudar

tags Iniciante

No atual cenário de juros da economia, os investidores mais conservadores, em patamares de mínimas históricas (o CDI, que é o mais conhecido de todos, acompanha essa taxa e atualmente está em 6,39%, sendo que já esteve acima de 10% num passado não muito distante), estão se perguntando no que investir para aumentar o retorno de seus investimentos. E se disséssemos que é a Inteligência Artificial pode ser a resposta para boa parte deles?

A Guide estruturou um produto de Renda Fixa novo, baseado nas principais empresas do setor de Robótica/Inteligência artificial e automação. O setor de automação tem tendência de crescimento secular (lembra das aulas de história sobre a revolução industrial?) e, conforme a OECD – Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico -, isso ficará bastante evidente nos próximos anos.

Calma, os mais cinéfilos já vão lembrar da revolução das máquinas no “Exterminador do Futuro”. Não estamos vendo nenhuma guerra entre nós e as máquinas, mas sim uma mudança nas relações com elas no trabalho e na qualidade de vida. Afinal, quanto mais velho ficamos, mais elas podem nos ajudar. Quem nunca quis uma robô “Rosie” dos Jetsons ajudando nas tarefas de casa?

O COE Robótica & Inteligência Artificial – Certificado de operações estruturadas – une a segurança da Renda Fixa aos retornos mais expressivos da Renda Variável. Nessa novidade, o investidor tem o capital protegido (valor inicial investido de volta) ou um cupom equivalente a 21% ao ano, o que equivale a mais de 300% do CDI. Isso só é possível porque é através do COE que o investidor brasileiro pode ter acesso de forma simples, barata e sem burocracia às principais empresas no mundo desse setor.

O COE contará com o acompanhamento do preço da ação de 4 empresas em observações trimestrais: Nvidia (EUA), ABB Robotics (Suíça), Fanuc (Japão) e Mitsubishi Eletric (Japão). Se, nas datas de observação, todas as ações tiverem com seus preços iguais ou acima do preço de “largada”, o produto vence e paga o cupom de juros acordados proporcionais ao tempo que foi mantido.

Ex.: se apenas na terceira verificação (3 verificações trimestrais = 9 meses de manutenção do produto) for confirmada a condição positiva simultaneamente para todas as ações, o investidor receberá 3x 5,25%, que seria 15,75% sobre o valor investido. Caso não seja observada tal condição, vai se acumulando e verificando até o vencimento (última verificação). 

Ou seja, o investidor terá 20 chances de dar “gain” na operação até o vencimento. O investidor que só tiver o gain na última janela, pode ter um retorno de até 105% do capital investido. Quem colocar R$ 10 mil reais, no vencimento pode sair com R$ 20.500,00 em 5 anos.

Invista no COE Robótica e Inteligência Artificial.  IMPORTANTE: antes de investir acesse aqui e leia  atentamente o Documento de Informações Essenciais – DIE antes de aderir ao produto.

 

Hasta la vista”, COE!

Bruno Carvalho Bruno Carvalho

Gerente de Renda Fixa

Graduado em Economia pela Universidade Candido Mendes. Possui mais de 10 anos de experiência de mercado, tendo atuado na criação e coordenação das áreas de distribuição de Renda fixa e Fundos Imobiliários das principais instituições do setor, artigo sobre subprime publicado pelo Itamaraty, além de catalisador da criação de um dos principais selos de proteção do mercado de distribuição de investimentos, o CETIP Certifica.

709 visualizações

relacionados

Bitnami