Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Dia do médico: Proteção para quem protege ao próximo

Nesta sexta-feira, 18 de outubro, é comemorado o dia dos médicos. Durante a maior parte da minha carreira, me dediquei ao atendimento direto a clientes finais, seja como assessor de investimentos, seja como planejador financeiro.

Nos mais de 10 anos em que atendi clientes, boa parte de minha carteira era composta por médicos. Por sinal, os médicos são as meninas-dos-olhos de todos os profissionais do mercado financeiro.

Médicos, normalmente, tem renda mensal alta, grande capacidade de poupança e pouco tempo para cuidar de seu dinheiro por conta da demanda de sua profissional e da constante necessidade de se atualizarem. Quando é hora de priorizar seu tempo, o médico, usualmente e, em minha opinião, corretamente, prioriza sua profissão.

Além disso, médicos entendem a necessidade de confiar a outros assuntos sobre os quais não dominam e, mais ainda, sabem da importância de seguir o que é prescrito. Afinal, é o que esperam de seus pacientes.

O lado negativo é que há muito aventureiros que procuram os médicos com oportunidades mirabolantes. Então, Doutor, tenha muito cuidado com as “oportunidades” que lhe são apresentadas. Encontrar um profissional capacitado, que te guiará pelo mundo financeiro, é muito importante. Não só para fazer seu dinheiro render mais, mas, principalmente, te livrar de grandes furadas.

Cuidando dos imprevistos

A trajetória financeira da maioria dos médicos é a seguinte: anos de ralação e abnegação para se formar e conseguir concluir a residência; plantões e mais plantões para conseguir começar a ganhar dinheiro; compra de carros e gastos com viagens para “recuperar o tempo perdido”; aumento das receitas e percepção de que precisam investir melhor seu dinheiro.

Aparentemente, tudo seguindo um curso relativamente normal. Porém, um ponto importantíssimo costuma passar batido para a maioria dos profissionais: a proteção contra imprevistos.

Médicos, normalmente, só ganham dinheiro quando estão presentes em seus trabalhos, ou seja, quando estão atendendo pacientes, performando cirurgias ou realizando exames.

O lado positivo: quanto mais você trabalha, mais dinheiro ganha.

O lado negativo: se algo te impede de trabalhar, a renda cessa. Além disso, a maioria dos médicos recebe como PJ, então, algumas “garantias” trabalhistas costumam não existir, como: férias 13º, renda por afastamento, etc.

Por conta disso, é tão importante para você, médico, contratar coberturas que protejam você no caso de algum evento que impeça a geração de renda de forma temporária ou à sua família caso isto seja algo permanente, seja por invalidez ou por morte prematura.

De forma bem sucinta, explico abaixo as principais coberturas que todo médico deveria ter para trabalhar tranquilo, não só do ponto de vista profissional, mas também pessoal:

Seguro de Vida

É a proteção básica que você precisa ter para sair de casa todo dia e ter a certeza que sua família está protegida. É comum, na estrutura financeira de família em que um dos provedores é médico, que este responda pela maior parte da receita doméstica. É comum também que o padrão de vida familiar seja condizente com a renda do médico. Ou seja, é comum que o orçamento doméstico dependa desta renda. Então, uma apólice de seguro bem dimensionada é vital para que sua família fique tranquila caso algo te aconteça.

Invalidez por Acidente

Seguindo a mesma linha do seguro de vida, é muito importante ter uma cobertura que proteja se patrimônio ou substitua sua renda em caso de algum acidente que te impeça de trabalhar de forma definitiva. Além dos custos familiares que se mantém e da renda que cessa, é importante ter em mente que um evento deste pode trazer custos grandes de adaptação à nova realidade.

Diagnóstico de Doenças Graves

Bem, se você é médico, você sabe melhor que ninguém que: 1) doenças graves não são tão raras como a maioria acredita; 2) mesmo com um bom plano de saúde há custos altíssimos não cobertos pelo plano para se tratar a doença. Por isso, a cobertura de doenças graves é tão importante. Ela servirá como um colchão de proteção para seu patrimônio, já que em um momento tão difícil, você terá uma primeira fonte de liquidez que pode ser usada como bem entender e postergar ou, até mesmo evitar, que você consuma seu patrimônio para tratar a doença.

Diária de Incapacidade Temporária

O famoso DIT. Este é o seguro que paga um valor ao segurado por cada dia que o mesmo esteja afastado do trabalho, seja por conta de doença ou por conta de acidente.  Esta é uma proteção essencial para profissionais liberais, pois é uma proteção direta para sua renda. Exemplo real: certa vez, um cliente cirurgião-ortopédico, por ironia do destino, quebrou seu joelho jogando futebol, ficou com a perna inteira engessada por 120 dias, período pelo qual não pode operar seus pacientes. Por conta disso, sua renda caiu vertiginosamente e acabou entrando no cheque especial. A primeira coisa que contratamos dentro de seu planejamento foi o DIT. Para o que passou, não havia mais o que fazer, mas agora ele está protegido no futuro e trabalha com muito mais segurança.

Responsabilidade Civil Profissional

Você, médico, sabe melhor que eu que existe uma verdadeira indústria de processos por erros médicos. Cada vez mais médicos são processados por conta de possíveis erros que tenham cometido no exercício de suas atividades. O problema maior, na verdade, é que mesmo que não tenham errado podem ser processados e, por conta disso, incorrerem em custos com advogados, por exemplo, para sua defesa. O seguro de responsabilidade civil protege seu patrimônio, pois caso você venha a ser acionado judicialmente o seguro paga (reembolsa) os custos que venha a ter com advogados e eventuais acordos ou indenizações que tenham que ser pagas caso o processo se confirme. Por um valor anual baixo, você pode proteger de forma significativa seu patrimônio.

Aqui na Guide temos soluções para todos estes casos e pensamos de forma mais abrangente a sua vida financeira. Fale com seu assessor e entenda quais soluções podem ser as ideais para você.

Ivens Gasparotto Filho Ivens Gasparotto Filho

Planejador Financeiro

Atua há mais de 10 anos no mercado financeiro, trabalhando diretamente com investidores pessoa física e planejamento financeiro pessoal. É CFA charterholder, profissional certificado pelo CFA Institute, possui também a certificação de gestores CGA, da Anbima. Estudou Gestão de Portfólios de Ativos na London Business School, é pós-graduado em Finanças pela FGV e formado em Administração pela Universidade de Brasília.

90 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami