Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

E quando o assunto é 2020, o foco é prosperar!

Não que nos outros anos esse não tenha sido um dos desejos mais cobiçados de ano novo, mas ao que tudo indica, em 2020 os brasileiros estão, de fato, mais determinados a guardar dinheiro. Além de mais otimistas também.

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as famílias brasileiras parecem estar mais conscientes no quesito consumo, a começar pelos presentinhos de natal neste final de ano. Em dezembro, o índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) recuou 0,8% após uma sequência de quatro altas consecutivas.

Acredita-se que essa baixa seja reflexo de uma possível antecipação das compras de Natal no mês de novembro, período em o índice marcou um aumento de 1,3%. A ideia de aproveitar as promoções da black friday, por exemplo, como forma de economizar, demonstra quão interessados os brasileiros estão em aderir uma nova cultura de organização e planejamento financeiro.

Ainda que este seja um passo importante, reverter esse quadro de devedor a poupador e mantê-lo, requer algumas mudanças de hábitos e muita disciplina. Caso contrário, as chances de não evoluir e ceder às tentações e facilidades que surgem no meio do caminho, são grandes. É necessário, por exemplo, fazer um mapeamento de todos seus compromissos financeiros, assim como negociar e quitar dívidas, principalmente as que estiverem em atraso, e, posteriormente, pontuar os ajustes necessários. A boa notícia é que também já se vê avanços nesse aspecto.

De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), o número de pessoas com contas em atraso e inadimplentes no Brasil reduziu (-0,27%), sendo este o maior e melhor nível alcançado desde setembro de 2017 (-0,88%). Outro dado que também apresentou uma melhora foi o número de dívidas contraídas em nome de pessoas físicas que diminuiu -4%, o que corrobora a ideia de estarmos iniciando um ciclo que tende a ter melhores resultados e novos comportamentos também.

Embora os sinais de recuperação da economia ainda sejam discretos, é fato que a redução das taxas de juros tem possibilitado uma melhor acomodação do grande vilão do orçamento de muitas famílias brasileiras: as dívidas. Além disso, a liberação dos recursos do FGTS, somado a realização dos feirões de renegociação de dívidas ao longo do ano tiveram forte influência nesse processo de ajuste e organização financeira.

Sabemos que, por mais que as perspectivas sejam positivas, o cenário, certamente, permanecerá desafiador. Trata-se também de uma questão cultural. Vivemos um grande avanço na história da economia brasileira, um novo e importante cenário, de um país que passou por péssimas experiências e estabeleceu por muito tempo um verdadeiro tabu e desestímulo no que se refere a guardar dinheiro e não apenas trabalhar para pagar contas. Vivemos um processo de transformação financeira e comportamental, assim como a preparação das próximas gerações.

2020 promete bons ventos!

Syntax Finance Syntax Finance

Parceiro Guide

1ª Agência de comunicação 100% especializada em finanças, economia e mercado de capitais, a Syntax Finance impulsiona empresas que atuam nessas áreas no desenvolvimento de suas marcas.

152 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami