Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Como foi montar a carteira de Investimentos da Patrícia Meirelles?

Se você quer saber mais como funciona o passo a passo da elaboração de uma carteira de investimentos e quais as dicas para ter um bom resultado, vou contar uma pouco mais sobre o desafio de assessorar a escolha dos investimentos da empresária Patrícia Meirelles, fundadora do canal Patrícia Meirelles TV, no Youtube. A proposta foi que depois de um mês das aplicações realizadas, os resultados e a rentabilidade seriam divulgados em seu canal.

Um mês é muito pouco!

Essa foi a primeira impressão que tive quando recebi o convite. E lá vai a dica número 1: o tempo é seu aliado. Quanto menor o tempo que você tem para deixar o dinheiro exposto aos rendimentos, mais limitado fica em relação taxas. Geralmente o longo prazo traz oportunidades mais interessantes, via de regra.

Tive a missão de entender as necessidades financeiras dela e quais seriam os ativos que fariam sentido para que os objetivos fossem alcançados da melhor maneira possível e então tive a percepção que embora fossemos mostrar o desempenho da carteira pouco tempo depois, a Patrícia não tinha necessidade de resgatá-lo nesse prazo tão curto! Os objetivos dela são de médio/longo prazo e isso foi animador para traçarmos uma estratégia de alocação.

O seu objetivo

Dica número 2: Entenda o que você realmente quer para o valor que vai investir. Acumular por acumular vai fazer com que não defina uma boa estratégia. É como diz aquela citação do Lewis Caroll – “Quem não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve”.

Com algumas conversas para conhecer melhor a Patrícia (suas características como investidora, o que o valor a ser aplicado representava do seu patrimônio e qual o objetivo a ser alcançado) tive as informações essenciais para pensar e esboçar a carteira definitiva. Alinhei com o Asset Allocation da Guide, que considera o cenário econômico nacional e internacional, além das perspectivas dos especialistas para o mercado. Todas as equipes envolvidas colaboraram para que chegássemos no resultado que chegamos.

Perfil de Investidor

E o mais importante: avaliamos o perfil de investidora da Paty e com isso segue a dica 3: entenda teu perfil. O quanto de risco você se sente confortável a correr em troca da possibilidade de um retorno maior? O da Patrícia é arrojado, e o seu? Lembre-se: não existe perfil melhor ou pior. Existe o que te deixará mais satisfeito /confortável ou não.

Seguem os dados da Carteira elaborada:

Valor investido: R$ 30.000,00

Categorias de alocação: Renda Fixa, Multimercados e Ações.

Resultado do desafio: R$ 30.607,84

Assista o resultado completo da carteira:

Tivemos um retorno da carteira de 2,03% no primeiro mês, o que foi bem acima do esperado, ainda que para uma carteira mais arrojada (que aceita um risco maior). O que realmente devemos considerar é que quanto maior o risco, geralmente mais oscilação a carteira vai ter. Ou seja, a performance não será sempre a mesma. Um mês irá melhor, outra pior e assim por diante. O resultado final, depois de um período específico, é que é interessante de olhar. O que eu quero dizer é que para esse tipo específico de alocação, foi pensada (como mencionei antes) para médio/longo prazo.  E o melhor: depois dessa experiência, a Paty continua conosco e deixando o dinheiro trabalhar.

Preciso de alto retorno logo!

Dica 4: Resultados imediatos são raros. É bom respeitar o tempo estabelecido e não se desesperar caso tenha alguma oscilação mais acentuada. No caso das aplicações da Patrícia, pegamos um excelente momento de mercado, mas isso não é constante. O mercado é dinâmico e por isso merece atenção. Além disso, aquela máxima de rentabilidade passada não garante rentabilidade futura se aplica muito bem neste caso.

Não existe mínimo

Daqui para frente, é acompanhar e perceber quando houver a necessidade de alguma alteração. Para quem quer ter uma carteira de investimentos, segue a última dica, #dica5: você não precisa começar diretamente com o mesmo valor que a Patrícia começou. Os investimentos podem ser pensados como uma construção inacabada, onde construímos os alicerces primeiro, depois cuidamos dos acabamentos e assim por diante, sendo assim não use o valor como empecilho. O mais importante é começar!

Mayra Lima Mayra Lima

Assessora de Investimentos

Pós – graduanda em Investimentos e Banking pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUC-RS. É certificada como Especialista de Investimentos - CEA, pela ANBIMA e pelo Programa de Qualificação Profissional (PQO Operacional) pela bolsa de valores - B3.

1708 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami