Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Calculadora de rendimento da poupança

A poupança é um dos investimentos mais antigos e populares no Brasil, porém seu rendimento é bem limitado quando comparado ao de muitos outros disponíveis no mercado. A grande questão é que nem todas as pessoas conseguem precificar quão menor é esse retorno e talvez, por isso, tenham dificuldade em partir para novas oportunidades. A boa notícia é que, para ver quanto rende a poupança, temos a calculadora de rendimento da poupança como uma grande aliada.

Como funciona a calculadora?

Disponibilizada pelo Banco Central do Brasil (BACEN), a calculadora do cidadão pode e deve ser bastante utilizada. Nela é possível saber qual foi a correção monetária do valor aplicado na caderneta de poupança por um determinado período. De fácil acesso e manuseio, é um simulador poupança, em que você precisa apenas ter em mente o valor a ser investido e o período (tempo desejado).

Para ilustrar, experimente esta simulação. Se você tivesse investido R$100,00 entre os dias 01/02/2019 até 01/02/2020, no final deste período, teria em sua poupança o valor de R$104,14. Ao considerar que a aplicação na poupança ocorreu após maio de 2012,  a calculadora simula as contas a partir da regra nova, de acordo às mudanças realizadas pelo governo depois desta data.

Como é calculado o rendimento?

O rendimento da poupança é calculado com base em duas taxas: Selic (Taxa básica de juros) e TR (taxa referencial). Desde maio de 2012, o cálculo passou a seguir uma regra nova que estabelece: em momentos de juros baixos, inferior a 8,5% ao ano, como o que passamos agora, o rendimento é de 70% da Selic mais TR. Ao passo que, em momentos de juros altos, com a Taxa Selic acima de 8,5% ao ano, o rendimento é de 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial (TR).

É importante ressaltar que os rendimentos da poupança são creditados mensalmente. Logo, ao se optar por resgatar antes da “data de aniversário” da aplicação, seus ganhos acumulados no período certamente estarão comprometidos.

Vale a pena investir na poupança?

Embora a poupança ainda seja vista como uma importante aliada no curtíssimo prazo, sobretudo por sua liquidez, baixo risco e benefício fiscal, o atual cenário não tem sido nada favorável para ela.

Com o novo corte na taxa de juros e inflação baixa e controlada, o rendimento da caderneta de poupança fica ainda mais comprometido. Além de não trazer um retorno mínimo esperado, ela não tem conseguido preservar o poder de compra do dinheiro. O que reforça cada vez mais a necessidade por parte dos investidores de buscar alternativas compatíveis ao seu perfil e necessidades.

Conheça os investimentos melhores que a poupança

Tesouro Direto, CDB, LCI, LCA e Letras de Câmbio são outras modalidades de investimento que podem atender suas necessidades financeiras, respeitar seu perfil de risco e entregar um retorno melhor que a conta poupança. Todas são opções consideradas seguras e acessíveis para investir.

Repare: caso um investidor decida aplicar hoje 1 milhão de reais no Tesouro Selic, nas condições atuais, com a taxa de juros cotada a 3,75%, seu retorno em um ano seria de, aproximadamente, R$ 28.359,82, já deduzidos as taxas e encargos, contra R$ 24.845,29 de rendimento se investido na poupança.

O atual momento de crise tem assustado muitos investidores e contribuído para que estes fiquem mais receosos em mudar. Contudo, se o objetivo é garantir a preservação do seu patrimônio e ter melhores rendimentos, conheça outras possibilidades. Relembre nossas 5 dicas de investimentos melhores que a poupança e, com calma, estude e encontre qual modalidade se encaixa melhor às suas particularidades.

Syntax Finance Syntax Finance

Parceiro Guide

1ª Agência de comunicação 100% especializada em finanças, economia e mercado de capitais, a Syntax Finance impulsiona empresas que atuam nessas áreas no desenvolvimento de suas marcas.

72 visualizações

Relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami