Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

O que esperar do Brasil no Fórum Econômico Mundial 2020?

Hoje, dia 21 de janeiro de 2020, começa mais um Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. E como sempre, esse é um momento de muita expectativa para o empresariado brasileiro, talvez não apenas para esse grupo, mas também para todos os brasileiros que gostariam de ver uma aceleração mais rápida da economia em 2020.

E na edição deste ano, a comitiva brasileira conta apenas com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, sem a presença do Presidente Jair Bolsonaro, que justificou, entre outros motivos, falta de segurança para sua ida.

Por outro lado, o Ministro da Economia terá uma presença marcante durante o evento, já que participará da abertura e falará em painéis até o dia 23, quinta-feira. Além disso, Paulo Guedes terá encontro com líderes de outros países e representantes de multinacionais.

A ideia geral do Ministro é atrair negócios para o setor de infraestrutura e isso envolve atrai capital estrangeiro e não especulativo para o Brasil. Será um desafio, já que Guedes terá que convencer os presidentes de grandes empresas que o país ainda é um ambiente propício a grandes negócios.

O Chefe da Economia brasileira deve utilizar argumentos de que o Brasil está vivendo uma guinada econômica, recuperando a boa imagem graças aos números baixos de juros e inflação.

A ida de Guedes pode ser positiva em comparação com a presença do Presidente no Fórum do ano passado. Em um decepcionante discurso de seis minutos, o Presidente Jair Bolsonaro tratou de temas de maneira rasa e frustrou boa parte da imprensa ao cancelar a sua entrevista coletiva logo após o discurso.

Paulo Guedes deve ter uma postura bem mais ativa no Fórum deste ano, mas deve voltar com uma das pautas de 2019, as famosas reformas que o país vive e precisa. Essa – talvez – seja a maior propaganda política do atual Governo do Brasil. Tais reformas visam um ambiente mais liberal para a economia, o que pode animar muitos empresários em Davos.

Se continuarmos nossa comparação com a presença do Brasil no Fórum de 2019, podemos notar que neste ano existe uma maior confiança em falar em tais reformas, já que o Fórum Econômico Mundial de 2019 foi a primeira viagem internacional realizada pelo Presidente Bolsonaro, poucos dias depois de sua posse. Ou seja, o Governo ainda não tinha realizado nada no campo político.

Hoje, Guedes poderá falar do bom encaminhamento da Reforma da Previdência e ainda tratar da Reforma Tributária, que tanto interessa o empresariado, não só o internacional, mas como o nacional também.

Apesar de uma presença maior no atual Fórum, o Brasil poderá sofrer duras críticas com relação a maneira como o Governo tem tratado de assuntos sobre o Meio Ambiente. E isso poderá acontecer por causa do tradicional relatório que o Fórum publica poucos dias antes da realização do evento.

Este documento analisa os riscos e as tendências para o desenvolvimento de políticas estratégicas para o próximo ano. E pela primeira vez na história, os cinco grandes desafios são ambientais.

Eventos climáticos extremos, falhas nos combates às mudanças climáticas, perda da biodiversidade e esgotamento de recursos, desastres naturais e desastres ambientais causados pelo homem são as cinco pautas sugeridas pelo Fórum. Neste mesmo documento, é citado uma pesquisa que estimou um valor de US$ 422 milhões de dólares o prejuízo em razão do desmatamento da Amazônia.

Por mais que a intenção do Ministro seja de trazer novos negócios para o Brasil, parece que o nosso país será foco de muitos questionamentos sobre como vamos lidar com as questões climáticas e ambientais, e para o ano de 2020, esse parece ser o grande tema. Guedes, com toda sua desenvoltura intelectual, terá que mostrar que o Brasil, além de ser um ambiente de novos negócios, está preocupado – sim – com questões socioambientais. O desafio – como sempre – será grande!

Syntax Finance Syntax Finance

Parceiro Guide

1ª Agência de comunicação 100% especializada em finanças, economia e mercado de capitais, a Syntax Finance impulsiona empresas que atuam nessas áreas no desenvolvimento de suas marcas.

151 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami