Boas novas para os investidores de Previdência Privada

tags Intermediário

Não é de hoje que boas notícias pipocam no segmento de previdência privada. Nos últimos anos, os maiores e melhores gestores de recursos do mercado abriram fundos de previdência privada trazendo ótimas opções para os investidores. Além disso, vemos agora uma queda acentuada nos custos desta modalidade de investimentos.

A notícia da semana foi o fato de que boa parte dos grandes Bancos estarem zerando as temerosas taxas de carregamento de saída.

Para quem não sabe, taxa de carregamento é uma taxa que a seguradora pode cobrar para cobrir as despesas de corretagem e administração dos planos. Esta taxa pode chagar à 10% do valor movimentado pelo cliente. Ela pode ser cobrada de duas formas:

Taxa de carregamento de entrada

A seguradora cobra um percentual sobre o valor que você aporta em seu plano de previdência antes de aplica-lo no fundo escolhido. Exemplo, se o banco te cobra 5% de carregamento sobre os R$ 100,00 que você depositaria em seu plano de previdência, na prática, serão depositados apenas R$ 95,00 neste plano. Bem, você já entendeu como isso é péssimo para você.

Taxa de carregamento de saída

Esta é cobrada quando você vai sacar ou fazer a portabilidade de seu plano. Imagine que esta seja 2%, se você tem R$ 100.000,00, o banco ficará com R$ 2.000,00.

É importante lembrar que os planos de Previdência Privada que disponibilizamos aqui na Guide não cobram nem uma nem outra. Aqui é taxa de carregamento ZERO.

Sem taxa de carregamento na saída, você tem ainda mais liberdade para fazer a portabilidade de seu plano. Era, e ainda é, muito comum os discursos de retenção dos bancos falando para o cliente que se ele sair agora pagará um carregamento de saída X e se esperar mais um pouco pagará menos ou nada. Ou seja, o próprio custo que é prejudicial para você, é usado como ferramenta de retenção. Vai entender…

Porém, aqui vai um alerta, mesmo que seu plano de previdência ainda não tenha tido o carregamento de saída zerado, é muito provável que a portabilidade ainda seja a melhor alternativa para você. Provavelmente você está em um fundo caro e faz parte da grande maioria dos que não conseguem rentabilidade suficiente para nem mesmo empatar com o CDI.

Outro ponto importante é que agora você deve começar a escutar argumentos de retenção para sua portabilidade como: isenção de tarifas mensais ou de mensalidades de cartão de crédito. Fique atento e se questione: será que ainda faz sentido pagar estas taxas nos dias de hoje? Serão estes, realmente, benefícios?

Com a maior concorrência, vence quem tem a melhor oferta para o cliente: quem oferece a melhor gestão e os custos mais condizentes com o mercado. Vence você, cliente.

Temos uma grade enorme de fundos de previdência geridos pelos melhores gestores do mercado. Explore as possibilidades. Seu dinheiro agradecerá.

Ivens Gasparotto Filho Ivens Gasparotto Filho

Diretor Técnico

Atua há mais de 10 anos no mercado financeiro, trabalhando diretamente com investidores pessoa física e planejamento financeiro pessoal. É CFA charterholder, profissional certificado pelo CFA Institute, possui também a certificação de gestores CGA, da Anbima. Estudou Gestão de Portfólios de Ativos na London Business School, é pós-graduado em Finanças pela FGV e formado em Administração pela Universidade de Brasília.

421 visualizações

relacionados

Bitnami