Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Afinal, o que é valor intrínseco?

No último texto abordei a filosofia de investimentos que utilizamos aqui na Suno Research – o “Value Investing” – e como ele foi evoluindo ao longo dos anos para se tornar o que é hoje. Trata-se da base da chamada análise fundamentalista.

Segundo esse raciocínio, o objetivo de qualquer investidor deve ser comprar ações de boas empresas por menos do que seu valor intrínseco, com uma confortável margem de segurança, e “segurá-las” para o longo prazo.

O gráfico abaixo resume, de uma maneira visual, o que deve ser feito. No exemplo, a compra de ações deve acontecer sempre que a linha de preço (em preto) estiver abaixo da linha do valor intrínseco (em vermelho).

Mas que raios é esse “valor intrínseco”? Segundo o criador da filosofia do investimento de valor, Benjamim Graham, “Valor intrínseco é o valor determinado pelos fatos.

Como é possível que não tenha ficado claro, vamos ver o que diz Warren Buffet, que possui uma definição mais didática do que seu mentor: “Valor intrínseco é um conceito muito importante que oferece a única abordagem lógica para avaliar a atratividade de um investimento. Pode ser definido simplesmente como o valor presente de todo fluxo de caixa livre que será gerado por uma empresa durante toda a sua vida”.

Uma empresa gera caixa todo ano, mês e dia. Este caixa é utilizado para investimentos em ativos de curto e de longo prazo. O caixa restante, após todos os investimentos, é o fluxo de caixa livre e ele pertence aos credores e acionistas da companhia.

Assim, se você possui ações de uma determinada empresa, significa que você é um dos donos dela e, portanto, possui direito a esses fluxos. Se você somar todos os fluxos que seu negócio irá gerar durante sua vida e descontar o valor presente, você determinará o valor intrínseco da sua empresa.

Dessa forma, pense que você é o dono da empresa e possui o poder de viajar ao futuro para ver a quantidade de dinheiro que a empresa irá colocar no seu bolso nos anos 2020, 2021, 2022, 2023… 2060!

Depois disso, você tem que descontar os fluxos à uma taxa de desconto para que os fluxos mais próximos possuam pesos maiores, afinal, eles valem mais. A justificativa para isso é que o dinheiro possui valor no tempo. Uma vez que você pode investir R$ 100 hoje para ganhar R$ 105 no ano que vem, portanto, R$ 100 hoje não valem R$ 100 do ano que vem.

Acontece que nós, investidores, não possuímos o poder de ir ao futuro e ver a quantia exata de dinheiro que virá para o nosso bolso, e é nossa obrigação estimar esses fluxos futuros. No entanto, não se preocupe, não é essencial determinar o valor intrínseco exato. Até porque isso é impossível.

Mesmo não sabendo o valor intrínseco exato da empresa, podemos ter uma bela noção de quanto vale ao estudarmos profundamente seu modelo de negócio, clientes, fornecedores, vantagens competitivas, fundamentos e estimar os fluxos futuros. É o chamado “valuation”.

Lembre-se: “É melhor estar aproximadamente certo do que precisamente errado. ”

Para fechar com chave de ouro, e reduzirmos o risco do investimento, devemos pagar confortavelmente menos do que o valor da empresa. Isto é, exigir uma margem de segurança que varia de acordo com os riscos da mesma.

No próximo texto, explicarei o que é essa taxa de desconto, como calcular o fluxo de caixa livre e trarei um exemplo fictício. Fiquem de olho no app O Guia Financeiro!

Suno Research Suno Research

Parceiro Guide

Somos a maior casa de análises financeiras independente, que educa e apoia o pequeno e médio investidor de valor - pessoa física - a atingir a sua independência financeira. Para isso, fornecemos conteúdos educativos e recomendações de investimentos de excelente qualidade, com foco no longo prazo e com total respeito ao consumidor, sem promessas desleais ou mirabolantes.

289 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami