Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

7 dicas práticas para mudar sua vida financeira em 2020

Você ouve falar de metas a todo instante. Uma hora, são as metas inflacionárias do governo, outra, as metas de faturamento da empresa para o ano que se inicia.

Há metas para emagrecer, metas de vendas de produtos, metas de reduzir custos, comprar uma casa, aprender um idioma, parar de fumar…Não há distinção entre metas pessoais e metas profissionais. O conceito básico é o mesmo. Metas são metas.

De acordo com Christian Barbosa, autor do excelente livro “A Tríade do Tempo”, a definição de meta é: “Meta é algum objetivo (ou sonho), definido por escrito, de realização possível, importante e que você queira alcançar.”

Para ajudar você a mudar sua vida financeira em 2020, vou estabelecer 7 metas para você colocar em prática a partir de agora.

Meta #1: Pagar as dívidas ruins

Manter as dívidas sob controle é essencial para o sucesso do seu planejamento financeiro. É importante ter consciência que existem dois tipos de dívidas: as boas e as ruins.

Existem as dívidas boas (financiamento da casa própria, por exemplo), que antecipam sonhos a um custo menor. E existem também as dívidas ruins (dívidas com cartão de crédito, cheque especial ou empréstimos pessoais), que cobram taxas de juros altíssimas e, via de regra, estão associadas ao descontrole financeiro (gastar mais do que ganha).

Por essa razão, você precisa se livrar dessas dívidas ruins o quanto antes. Elas precisam ser sua meta #1 justamente porque seus juros podem comprometer todo o seu planejamento.

Começar a investir enquanto se tem dívidas caras é como “enxugar gelo”. As dívidas mais caras não são necessariamente aquelas com o maior saldo devedor, mas aquelas com as maiores taxas de juros.

Meta #2: Elaborar seu orçamento pessoal

A elaboração do orçamento geralmente é feita em três passos:

1 – Identifique como você está gastando seu dinheiro atualmente;

2 – Avalie seus gastos atuais e defina metas de despesas que levem em conta seus objetivos financeiros de longo prazo; e

3 – Acompanhe de perto suas futuras despesas para assegurar que estejam dentro do planejado.

Uma dica prática é anotar todos os seus gastos pelos próximos 30 dias, para ter em mãos um raio-X da sua vida financeira. Feito isso, você consegue identificar para onde seu dinheiro está indo e decidir com embasamento o que pode ser cortado ou reduzido.

Meta #3: Poupar 20% da renda mensal

Preciso compartilhar um “segredo” que funciona para praticamente todas as pessoas: se você esperar o final do mês para investir o dinheiro que sobrar, você nunca vai investir na vida. Se você quer se tornar um poupador consistente, pague-se primeiro.

Este é o principal hábito que você tem que criar para começar a acumular riqueza. Caso contrário, você vai continuar pagando ao dono do supermercado, ao dono do posto de combustível, à administradora de cartão de crédito, ao banco e nunca sobrará dinheiro para a pessoa mais importante: você.

“Ah, Rafael! Poupar 20% do meu salário é muito dinheiro”

Então poupe 10%. Poupe 50 reais. Poupe qualquer valor. E depois ajuste seu orçamento. Mas não deixe que o muito seja a desculpa para você não poupar nada. E ainda deixo um recado do fundo do meu coração, daqueles que só se diz para pessoas queridas (prepare-se, pois vai doer) …

… Se você não consegue poupar nada, você vive acima de suas possibilidades. Repense seu padrão de vida.

Meta #4: Criar um fundo de emergência

Como não sabemos o que está por vir no dia de amanhã, é necessário estar preparado para qualquer imprevisto que possa acontecer.

O objetivo de montar um fundo para emergência é justamente se preparar para emergências financeiras, como um problema de saúde, consertos no automóvel e na residência ou até mesmo com a perda do emprego.

É importante ter tranquilidade financeira em momentos como esses e um fundo de emergência garante isso. O ideal é que essa reserva tenha entre 3 a 6 vezes o valor de suas despesas mensais.

Calcule quanto você gasta por mês, multiplique por 6 e estabeleça como sua meta de reserva financeira para 2020.

Meta #5: Ler livros sobre educação financeira e investimentos

Um dos maiores problemas do Brasil é a falta de educação financeira. Infelizmente não aprendemos na escola e, em muitos casos, também não aprendemos com nossos pais.

Logo, você não tem culpa por não ter recebido educação financeira, mas é sua responsabilidade adquirir conhecimento para se educar financeiramente. Para facilitar sua meta, vou deixar três sugestões de livro:

1 – Pai Rico, Pai Pobre

2 – Os Segredos da Mente Milionária

3 – O Homem Mais Rico da Babilônia

Meta #6: Começar um projeto em paralelo

Um projeto em paralelo é qualquer atividade que você execute (além do seu trabalho) com foco em gerar uma renda extra e com potencial para se tornar seu principal trabalho no futuro.

Muitas pessoas reclamam que não ganham o suficiente ou que não gostam de seus trabalhos, mas não fazem nada de diferente. A definição de insanidade é continuar fazendo as mesmas coisas e esperar resultados diferentes. Se você quer mudar de vida, é necessário colocar em prática mudanças em sua vida.

Por mais óbvio que seja, poucas pessoas tiram seus maiores sonhos e projetos do papel. Estabeleça como uma de suas metas para 2020 começar um projeto em paralelo ao seu trabalho para fazer uma renda extra.

Meta #7: Investir de maneira inteligente

Com as sucessivas quedas da taxa Selic, não dá mais para aplicar apenas na poupança e achar que isso é um investimento. Para você ter uma ideia, com a taxa Selic em 4,5% ao ano, o rendimento da poupança será 3,15% ao ano (70% da taxa Selic).

Se isso parece pouco, tenho um dado ainda mais alarmante. A expectativa do mercado sobre a inflação medida pelo IPCA para 2020 está em 3,60% (Relatório Focus, 16/12/2019). Com isso, a rentabilidade real (descontada a inflação) da poupança será negativa.

Em outras palavras, deixar dinheiro aplicado na poupança fará com que seu poder de compra diminua com o passar do tempo. Por essa razão, se você quer investir melhor, é necessário adquirir conhecimento ou buscar ajuda com especialistas.

A Guide dispõe de profissionais altamente qualificados, além de um atendimento acima da média, para ajudar você.

Independentemente de onde você está agora em seus investimentos, conte com a Guide para investir melhor.

Se você ainda não tem conta na Guide, abra agora!

Se já abriu sua conta, converse hoje mesmo com seu guia para planejar seus in

Rafael Seabra Rafael Seabra

Embaixador Guide Investimentos

Educador financeiro e autor do best-seller Quero Ficar Rico, livro mais vendido do Brasil segundo a Veja (edição 2496). Conquistou a independência financeira antes dos 30 e quer ajudar você a alcançar o mesmo objetivo, independente da sua idade.

384 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami