Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Segundo Tempo: rumo aos 78 mil?

Introdução: Hoje, não só as bolsas da Europa, mas também as de NY, seguem tendência positiva. Lá fora, o dia é favorável para ativos de risco, com os investidores acompanhando as vitórias de Trump. Ainda no radar do mercado, seguem os desdobramentos envolvendo a Catalunha. Dentre as commodities, o petróleo tem dia de alta. Por aqui, o Ibovespa avança, e busca os 78 mil pontos. No front micro, destaque para MP do novo Refis. Do lado macro, analistas digerem dados da Anfavea.


CENÁRIO EXTERNO: MERCADOS MAIS FAVORÁVEIS.

Por enquanto, “mil maravilhas”. Os mercados europeus encerraram a sessão no campo positivo, enquanto as bolsas de NY ampliam seus ganhos. Por sinal, hoje é mais um dia de recorde para os principais índices americanos – S&P 500 e Nasdaq reportam a 8ª alta consecutiva, enquanto Dow Jones comemora o 7º dia seguido no azul. Assim, como reportado nas últimas semanas, continuamos a ver um bom momento para ativos de risco lá fora, e bons números de crescimento…

Na Europa, Catalunha é a bola da vez (sim, mais uma vez!). O impasse entre a Catalunha e o governo espanhol segue no radar dos investidores. Hoje, o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, pediu para que o líder da Catalunha, Carles Puigdemont, abandone os planos de declarar a independência da região. Em entrevista à mídia, Rajoy afirmou “que a solução para a crise na Catalunha é um rápido retorno à legalidade”.

Uma vitória de Trump… Nos EUA, o Senado americano aprovou o nome de Randal Quarles como um novo membro do Fed. É a 1ª indicação do presidente Trump aprovada pelo Congresso. Quarles será responsável por reformular as medidas previstas na Lei Dodd-Frank, relacionadas à regulamentação financeira do país. Ou seja, muitos consideram que o seu principal objetivo será afrouxar ou eliminar algumas medidas consideradas “excessivas” para o sistema financeiro.

Outra vitória de Trump… Nesta 5ª, a Câmara dos Representantes aprovou o projeto de orçamento para 2018. A votação cria oportunidade para que a Casa articule a tal da Reforma Tributária proposta pelo presidente. “Precisamos aprovar esse orçamento para que possamos ajudar a trazer mais empregos e ter impostos mais justos para a população”, afirmou o republicano Paul Ryan, o atual presidente da Câmara.

Petróleo no azul. A commodity opera no campo positivo nesta 5ª, e ampliou os ganhos no início da tarde. No radar dos investidores, segue o encontro entre líderes da Arábia Saudita e da Rússia. Especula-se que a reunião possa contribuir para uma extensão do acordo de corte de produção do petróleo.


BRASIL: IBOVESPA EM BUSCA DOS 78 MIL PONTOS.

De olho nos 78 mil… O Ibovespa segue em forte alta nesta 5ª, e caminha para 4ª alta consecutiva. O cenário externo, com viés ainda favorável, e otimismo com as captações de empresas privadas, sustenta os ganhos do índice local. Aqui, mais um destaque: o Ibovespa opera com fluxo intenso. Há pouco, segundo estimativas da Bloomberg , o volume de negócios era 34% acima da média dos últimos 30 dias.

Trio Ternura – Temer, Padilha & Moreira Franco. Os investidores seguem acompanhando a defesa dos envolvidos na denúncia da PGR por obstrução de justiça e organização criminosa. Eliseu Padilha, ministro chefe da Casa Civil, foi o 1º a entregar a defesa na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Quanto ao presidente Temer, o Planalto já informou que sua defesa será entregue ainda hoje.

Sobre Altas & Baixas… Os papéis das siderúrgicas são o destaque positivo do índice, após dados favoráveis reportados pela Anfavea. Usiminas, como de costume, é a maior alta entre seus pares. Na outra ponta, em dia de poucas baixas, Rumo é pressionada para baixo. O movimento é de certa realização. Ainda ontem, a empresa anunciou o preço da sua oferta pública primária subsequente de ações (follow on), que ficou em R$ 12,00/ação.

PSDB e Bonifácio. Representantes do PSDB decidiram por destituir Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) da vaga de suplente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O impasse já durava mais de uma semana, desde que Rodrigo Pacheco indicou Bonifácio como relator da 2ª denúncia contra Temer.

Sobre o Refis… Os investidores também acompanham os avanços da MP, que cria o programa de parcelamento de débitos tributários, o chamado “novo Refis”. O Senado aprovou, nesta 5ª, a MP e, agora, o texto segue para a sanção do presidente. Segundo Fernando Bezerra (PMDB-PE), a arrecadação prevista pelo governo é de R$ 10 bilhões.

Dados positivos sobre a economia… Do lado “macro”, investidores digerem os dados da Anfavea. Segundo ela, foram produzidos 236,944 mil veículos em setembro (crescimento de 4% frente ao mês de agosto), sendo destaque os números de exportação. Por sinal, os dados divulgados hoje pela Anfavea sinalizam que a melhora da produção industrial pode continuar. Aqui, um ponto para pensarmos: embora os economistas esperem crescimento de 2,3% do PIB em 2018, analistas começam a falar com mais frequência em números entre 3-4%. O viés, no atual momento, é de alta, e o mercado vai precificando isto…

DI’s & Dólar… Os DIs avançam, enquanto o dólar segue a mesma tendência, refletindo a cautela dos investidores com o quadro político doméstico. O dólar até chegou a recuar pela manhã, mas ganhou forças. Aliás, a piora do ambiente político – negociações em torno da denúncia contra Temer, e agenda econômica “congelada” – é algo que parece colocar, em certos momentos, uma espécie de “pausa” em alguns ativos.

 

 

 

Rafael Gad Camano Passos – Research

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,86%, aos 77.247 pontos;
Real/Dólar: +0,40%, cotado a R$3,147;
Dólar Index: +0,55%, 93.972;
DI Jan/21: +10 pontos base; 8,980%;
S&P 500: +0,51%, aos 2.550 pontos.

*Por volta das 15h42, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

468 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami