Segundo Tempo: recuperando o fôlego

tags Intermediário

Introdução: As bolsas dos EUA operam com ganhos, enquanto os mercados Europeus encerrar a sessão em baixa. O dólar opera firme ao redor do mundo, e commodities seguem sem direções claras. Por aqui, o Ibovespa tem baixa (e oscila próximo dos 80 mil pontos). Ultrapar é destaque de alta. No mercado de câmbio, e de juros, vemos pressões altistas, em linha com o quadro externo.


CENÁRIO EXTERNO: ATIVOS DE RISCOS MELHORAM O HUMOR. 

Mercados… Na Europa, as bolsas encerram a sessão no vermelho, em meio as tensões crescentes sobre o comércio internacional. Nos EUA, os balanços corporativos do 2º tri amenizam os conflitos comerciais. Assim, as bolsas nos EUA ganham fôlego, e revertem o movimento de baixa observado mais cedo. Por volta das 15h, horário de Brasília, o índice S&P 500 tinha alta de 0,43%; e Nasdaq avançava 1,20%. O dólar segue firme no exterior, e se fortalece frente a principais pares. Os juros das Treasuries, entretanto, seguem em leve queda (o de 10 anos, em especial, segue ao redor de 2,98%). Em suma: o quadro vai se mostrando mais positivo para ativos de riscos no exterior. O índice VIX (que mede a volatilidade dos mercados), após início de forte alta, recua 4%. 


BRASIL: IBOVESPA, DÓLAR E DIS AVANÇAM.

Mercados… O Ibovespa, após início mais negativo, sobe nesta sessão, e se mantém próximo dos 80 mil pontos. Ações de Itaú, Petrobras e Ultrapar lideravam os ganhos (em pontos). Do lado negativo, ações de Vale e Ambev. Dólar e DIs, embora tenham aberto com viés mais altistas, em linha com a maior tensão sobre o comercio global, perdem forças nesta tarde. O CDS de 5 anos oscila em torno de 218 pontos base. Em suma, o ambiente doméstico vai se tornando também mais favorável para ativo de riscos, acompanhando os movimentos do exterior. 

Sobre o índice… Ultrapar é destaque de alta, após surpreender positivamente os seus números do 2º tri (veja mais no Guide Empresas). Os papéis ampliaram a alta durante a teleconferência, onde o management reforçou o foco da administração na redução de custos e ganhos de eficiência para os próximos trimestres. Na outra ponta, Gol e Vale lideravam as baixas, reflexos do viés negativo do exterior e balanço abaixo do esperado.

O vice do PT (?)… A nova aposta do PT seria a escolha de Dilma Rousseff para compor a chapa (isto é, como vice-presidente) de Lula. Isto porque a ex presidente Dilma não será mais candidata ao Senado por Minas Gerais. Se o acordo progredir, o registro deve acontecer até 15 de agosto. Embora, em nossa visão, seja improvável uma candidatura de Lula nas eleições de outubro, vamos acompanhar o caso. Recentemente, o presidente do TSE, ministro Luiz Fux, deixou claro que Lula está inelegível. Afinal, o ex presidente segue enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

Alckmin e o Centrão… A reunião do Centrão — composto por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade — para decidir um nome consenso à vice candidatura na chapa de Geraldo Alckmin ocorreu ontem à noite, na residência do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A expectativa é que o tucano comunique ainda hoje sua decisão. A senadora Ana Amélia (PP-RS) é uma das candidatas mais propensas ao cargo. O nome da senadora já tinha sido cogitado, mas inicialmente ela teria recusado.

Do lado macro: produção industrial de junho… Divulgado nesta 5ª feira, a indústria cresceu 13,1% m/m. Em 12 meses, o crescimento foi de 3,5%. Os números vieram abaixo do esperado pelo mercado (+14% m/m e +4,5% a/a). Ainda assim, o índice mostrou uma recuperação do setor após a greve dos caminhoneiros. Vale lembrar: em maio a queda foi de 10,9% m/m e 6,6% a/a. Este foi o melhor resultado da série histórica iniciada em 2002.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : +0,47%, aos 79.678 pontos;
    Real/Dólar: +0,24%, cotado a R$3,759;
    Dólar Index: +0,45%, 95,085;
    DI Jan/21: +01 pontos base; 8,890%;
    S&P 500: +0,54%, aos 2.829 pontos..

    *Por volta das 15h14, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    Julia Carrera Bludeni
    [email protected]

     

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

    Equipe Econômica

    Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

    247 visualizações

    relacionados

    Bitnami