Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Introdução: No exterior, os mercados europeus seguem dia mais ameno em função do feriado nos EUA. As atenções se concentram no impasse entre Espanha e Catalunha. Enquanto isso, investidores estão à espera da ata do Fed, na 4ª (11). No Brasil, o Ibovespa opera em queda, com baixa liquidez e cautela dos investidores. A expectativa fica por conta da 2ª denúncia contra Temer, e de olho nos candidatos às eleições para 2018. No front macro, os agentes de mercado digerem o Boletim Focus.


CENÁRIO EXTERNO: FERIADOS DIMINUEM A LIQUIDEZ NOS MERCADOS.

Dia de feriado, pouca liquidez. As principais bolsas internacionais tiveram um dia menos intenso. Na Europa, as bolsas apresentaram, em sua maioria, 15-20% de volumes abaixo da média dos últimos 30 dias, segundo a Bloomberg. Mesmo com liquidez prejudicada, em função do feriado norte americano, os mercados europeus registraram leves ganhos.

Unidos, e preservados. Na Europa, Mariano Rajoy, primeiro ministro espanhol, disse, nesta 2ª, em entrevista para o Die Welt, que a Espanha não será dividida. Há uma semana, o referendo da Catalunha mostrava que a população local, majoritária, era a favor da independência da região. Na entrevista, quando perguntado se existia risco de a Espanha ser divida, Rajoy ressaltou: “Com certeza não. A Espanha não será divida e a unidade nacional será preservada. Faremos tudo o que a legislação garantir para isso”.

De olho na Ata. Sem destaques na agenda “macro”, e sem discursos dos dirigentes do Fed, os investidores aguardam a ata da última reunião do BC americano, que será divulgado nesta 4ª (11). A expectativa é que o documento apresente mais detalhes daquilo que foi discutido pela entidade na última reunião, realizada no dia 04 de outubro. Esperam-se algumas pistas sobre os próximos passos do Fed, e se os juros podem subir, de fato, até o final do ano.

Barril segue no zero a zero. Enquanto isso, o petróleo opera com volatilidade, próximo à estabilidade. Os investidores acompanham as discussões envolvendo os países da Opep, sobre uma possível extensão do acordo de corte na produção. Em paralelo, os agentes de mercado avaliam o impacto da paralização das plataformas de petróleo, após furacão Nate, nos EUA.

Mais sobre o furacão. Nate provocou o fechamento de cerca de 40% da produção de petróleo no Golfo do México, além de levar à evacuação de 14 plataformas de perfuração estacionárias – que representam 70% das plataformas em atividade na região. Foi o 1º furacão a atingir Mississipi desde o Katrina, em 2005.


BRASIL: IBOVESPA EM QUEDA; FOCUS NO RADAR.

Poucos movimentos, e no vermelho. Por aqui, a baixa liquidez por conta do feriado americano também influencia nos negócios. O volume do Ibovespa, segundo cálculos da Bloomberg, está aproximadamente 30% abaixo da média dos últimos 30 dias. O índice opera em baixa desde a sua abertura, e dá continuidade ao movimento de realização observado na última 6ª.

Destaques do índice. Setor de mineração e siderurgia pressiona o Ibovespa para baixo. Assim, CSN, Gerdau, Metalúrgica Gerdau, Vale e Usiminas são destaques de baixa nesta 2ª. No mesmo movimento, Estácio e Kroton também recuam forte, porém, os investidores ficam á expectativa da votação da MP 785 (reforma do Fies) marcado para amanhã (10). Na outra ponta, Sabesp é destaque de alta, após divulgação do reajuste tarifário de 7,88%, junto com Fibria, que teve recomendação elevada por outras casas do mercado.

Quem vai ocupar a cadeira? No front político, os investidores repercutem as incertezas sobre as próximas eleições. Conforme abordamos no Mercados Hoje , Dória foi superado por Alckmin na preferencia tucana, como candidato para presidente em 2018, segundo DataFolha. A queda da aprovação de Doria, de 41% para 32%, diminui a chance de o tucano, recém eleito prefeito de São Paulo, sair candidato pelo PSDB. Dória seria o candidato alinhado à centro-direita, e defensor das reformas.

De olho na CCJ. Em paralelo, o mercado fica à espera da leitura da denúncia da PGR contra o presidente Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Rodrigo Pacheco, presidente da CCJ da Câmara, confirmou para amanhã a sessão destinada à leitura do parecer de Bonifácio de Andrada. A sessão deverá começar por volta das 10h. O Planalto planeja encerrar a denúncia no plenário até o dia 27 deste mês (semana de 23 a 27, como falamos pela manhã).

No front macro, o destaque é o Boletim Focus. Comentamos mais no Mercados Hoje e Visão Guide . O mercado voltou a revisar para cima o IPCA deste ano. Algo que também trouxe pressões altistas para os DI’s. Mas aqui, vale ressaltar: apesar da alta da semana passada (IPCA), a inflação de curto prazo ainda segue apresentando comportamento benigno. Por outro lado, o mercado também espera um crescimento mais forte para o PIB neste, e no próximo, ano.

Tudo dentro do esperado. No mercado de câmbio, é dia de alta também para o dólar. A cautela dos investidores com o quadro político local e ausência de indicadores na agenda macro são fatores que contribuem para a alta da moeda americana. Assim, o mercado segue conforme esperávamos pela manhã. Falamos mais cedo: “em dia de mercados americanos fechados, esperamos oscilações mais modestas. Podemos ver até correções, já observando leve alta na percepção de risco-país, medida pelo CDS de 5 anos”.

 

 

 

Rafael Gad Camano Passos – Equipe Econômica

 

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -0,80%, aos 75.447 pontos;
Real/Dólar: +0,83%, cotado a R$3,181;
Dólar Index: -0,14%, 93.664;
DI Jan/21: +06 pontos base; 8,980%;
S&P 500: -0,026%, aos 2.547 pontos.


*Por volta das 15h09, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

492 visualizações

relacionados

Bitnami