Introdução: O dia se tornou mais positivo para as bolsas globais. O dólar opera com ganhos ao redor do mundo, e commodities seguem sem direções claras. Nos EUA, destaque para os dados de inflação, que vieram abaixo do esperado pelo mercado. Por aqui, o Ibovespa recua; enquanto dólar e DI avançam, reflexo da cautela eleitoral.


CENÁRIO EXTERNO: ATIVOS DE RISCOS GANHAM FÔLEGO.

Mercados… As bolsas da Europa ganharam força ao longo do dia, mas encerram a sessão sem direção única. No EUA, o movimento é semelhante. O S&P 500 oscila no campo positivo; enquanto Dow Jones recua 0,1%. O dólar se mantém forte no exterior; e commodities seguem mistas. O petróleo (brent) opera estável cotado ao redor de US$72/barril. Os juros das Treasuries também recua (10 anos ~2,93%).

Nos EUA: PPI… A inflação, medida pelo índice de preço ao produtor (PPI), veio marginalmente abaixo do esperado: em 12 meses passou de 3,4% para 3,3% em julho. O “núcleo” — medida considera menos volátil, onde desconsidera preços de alimentos e energia – também recuou: foi de 2,8% para 2,7% no último mês. Segue, portanto, a sinalização de uma economia americana forte, mas sem pressões inflacionárias. Algo que indica a perspectiva de uma gradual aceleração da inflação americana. Importante: o “núcleo” é o principal indicador de avaliação do Fed.


BRASIL: IBOVESPA RECUA; DÓLAR E DI AVANÇAM.

Mercados… Em linha com o esperado, a bolsa recua, e pressões de alta são registradas nos mercados de câmbio e juros. O Ibovespa oscila entre 77-78 mil pontos. O dólar volta a superar os R$3,80. Os DIs – tanto os mais longos como os curtos – avançam, aumentando a inclinação da curva, em linha com o dólar e cautela dos investidores com relação ao front político. O CDS de 5 anos, que mede a percepção de risco país, também tem alta (e opera ao redor de 225 pontos base, por volta das 15h).

Sobre o índice… Engie e Banco do Brasil são destaques de alta nesta sessão. Os papéis avançam após surpreenderem (positivamente) seus resultados operacionais do 2º tri. Confira mais no Guide Empresas. Sobre a Engie, houve ainda sinalizações positivas na teleconferência da cia: Eduardo Settamini, presidente da Engie, confirmou o interesse da empresa na participação do leilão da Cesp. Na outra ponta, os papéis da Petrobras recuam, em linha com a desvalorização do petróleo.

Sobre os reajustes… Ainda ontem, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovaram o encaminhamento, ao Ministério do Planejamento, da proposta de reajuste de 16,38% de seus salários. Falamos disto no Mercados Hoje . A decisão pode causar um impacto de R$ 3 bilhões aos cofres públicos em 2019. O prazo para envio do governo do projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) é até o dia 31 de agosto. Nesta manhã, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que esses reajustes são “preocupantes”.

“Tenho uma posição pessoal, é que o Brasil vive um conflito entre o justo e o possível. É possível ser feito neste momento? É isso que não sei… claro que me preocupa, e neste sentido: ‘é possível?”, disse Morun à jornalistas, Trump, via Twitter.

Sobre o debate… O dia é mais fraco em termos de agenda, e os investidores aguardam o 1º debate entre os candidatos à Presidência. Lembrando: o debate será transmitido nesta 5ª feira (09) pela TV Bandeirantes. A maior expectativa fica com relação a Alckmin (PSDB) e Bolsonaro (PSL). Afinal, ambos os candidatos aparecerem – tecnicamente – empatados entre os eleitores paulistas, como divulgado na pesquisa CNT/MDA (confira nosso último Segundo Tempo). Ainda assim, estarão presentes no debate: Marina (REDE); Ciro Gomes (PDT); Alvaro Dias (PODEMOS); Guilherme Boulos (PSOL), e Henrique Meirelles (MDB). Cabo Daciolo (PATRIOTA) é a única dúvida.

E o Lula? O ex-presidente não conseguiu autorização na Justiça para participar do debate. Assim, Fernando Haddad (PT),o vice na chapa do partido, deverá organizar um evento nas redes sociais.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : -0,76%, aos 78.553 pontos;
    Real/Dólar: +0,93%, cotado a R$3,807;
    Dólar Index: +0,38%, 95,450;
    DI Jan/21: +12 pontos base; 9,150%;
    S&P 500: +0,05%, aos 2.859 pontos.

    *Por volta das 15h17, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    Julia Carrera Bludeni
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

    Equipe Econômica

    Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

    57 visualizações

    relacionados

    Bitnami