Segundo Tempo: Draghi volta à cena

tags Intermediário

Introdução: No exterior, o cenário se torna mais favorável para os ativos de risco. As bolsas da Europa encerram a sessão com ganhos; enquanto as bolsas de NY reduzem as perdas. O dólar se valoriza frente aos principais pares; e as commodities operam sem direções claras. Por aqui, os mercados locais reagem de forma negativa nesta sessão. Dólar e DIs mantém viés altista, reagindo ao exterior; a bolsa recua, e o Ibovespa opera abaixo dos 80 mil pontos.


CENÁRIO EXTERNO: ATENTOS À DRAGHI.

Mercados… As bolsas da Europa encerram a sessão em tom mais positivo, reflexo dos acordos comerciais envolvendo EUA-UE e o discurso de Draghi, presidente do BCE. Nos EUA, as bolsas reduzem suas perdas. Por lá, a sessão começou mais negativa, pressionada por resultados corporativos abaixo da expectativa dos analistas (em especial, Facebook). O dólar ganha forças no exterior, e os juros das Treasuries recuam (10 anos ~2,96%). As commodities, por outro lado, operam sem direções claras. O brent tem alta próxima de 1%; e oscila ao redor de US$73-74/barril. O dia se torna, portanto, mais positivo para ativos de risco.

Sobre a reunião do ECB… O destaque da sessão era a reunião do BC Europeu. De forma geral, os juros foram mantidos inalterados, em linha com o esperado pelo mercado. O Forward Guidance também: o BCE espera que os juros continuem estáveis, nestes níveis, ao menos até o “versão de 2019”. A compra de ativos mensais – o “QE” – será de 30 bi de euros até o final de setembro; e de 15 bi de euros até o final de dezembro. A partir daí, as compras terminam. O ECB continuará a reinvestir aquilo que vencer por um período prolongado de tempo.

Um pouco mais do BCE… Draghi, em sua fala inicial, destacou as incertezas relacionadas ao comércio global. Mas, da última reunião do BCE até aqui, argumentou que os dados mostram que a Zona do Euro continua numa trajetória sólida e de abrangente crescimento. Ainda é preciso manter as políticas acomodatícias, de modo a cumprir os objetivos do BCE e; se necessário, Draghi enfatizou que os estímulos podem continuar por mais tempo.

Ou seja: Em nossa visão, não houve muita novidade nas sinalizações do BCE, mas tudo indica que estamos cada vez mais próximos da “normalização” monetária. De forma hábil, Draghi não faz o mercado perceber o BCE como “hawkish” (o euro se enfraquece frente ao dólar, e as bolsas sobem na região, mantendo tendências pré-BCE hoje). Afinal, Draghi ainda reforça que políticas acomodatícias são necessárias, e as políticas (e sinalizações atuais) podem ser ajustadas a depender do cenário.

 


BRASIL: MERCADOS REAGEM AO EXTERIOR, E DÓLAR SEGUE EM ALTA.

Mercdos… A bolsa recua, e pressões de alta são registradas nos mercados de câmbio e juros. O Ibovespa intensifica as perdas, e oscila abaixo dos 80 mil pontos. O CDS de 5 anos, que mede a percepção de risco país, também recua (e oscila ao redor de 212 pontos base, por volta das 15h). Os balanços corporativos divulgados hoje (considerados positivos, em nossa visão) não são suficientes para dar fôlego ao índice. O quadro externo, ainda misto para ativos de riscos, dá o tom aos negócios locais. O cenário eleitoral (hoje, em especial, sem supresas) também não faz “preços”, por aqui.

Bolsa & Balanços… Ambev, Vale e Carrefour, após divulgarem os balanços do 2º tri, são destaques de alta na sessão. Veja mais no Guide Empresas . Os dados foram bem recebidos pelo mercado. Equatorial também avança firme no índice. Isto porque a companhia venceu o leilão pela Cepisa, uma das distribuidora da Eletrobras. Na outra ponta, os papéis do Bradesco, que não superou a expectativa do mercado em seu balanço do 2T18, tem baixa 1%. Hoje, depois do fechamento de mercado, Localiza, Multiplan, Lojas Renner e EcoRodovias divulgam seus números do período.

Não é Josué… Josué Gomes (PR), principal executivo da Coteminas, recusou o convite para ser vice na chapa de Geraldo Alckmin (PSBD). O empresário oficializou sua desistência em uma carta ao partido. Agora, o Centrão volta a discutir efetivamente o nome alternativo para o cupar o cargo. Hoje, líderes do bloco — formado por PP, DEM, PR, PRB e SD — se reúnem na casa do senador Ciro Nogueira (presidente do PP) para encontrar um nome de consenso à chapa do tucano. A tendência é que o Centrão anuncie seu candidato ao vice na próxima semana.

Mais cartas… Rodrigo Maia (DEM-RJ), em viagem nos EUA, também divulgou sua carta anunciando a desistência de concorrer ao Planalto. Mais: reforçou, no comunicado, seu apoio à Geraldo Alckmin. Mas a notícia não trouxe grandes novidades. Vale comentar: com o apoio de Maia, e do Centrão, Alckmin lidera sua participação na propaganda eleitoral. Deve ter, pelo menos, 40% do tempo de TV. Vamos acompanhar, por ora, se essa vantagem se reflete nas pesquisas eleitorais.

Operações Zelotes… A Paranapanema, além do economista Roberto Giannetti da Fonseca (ex-Fiesp), estão entre os alvos da nova fase da operação Zelotes. A operação da PF, deflagrada nesta 5ª feira (26), investiga fraudes no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). A mineradora teria feito pagamentos a intermediários, advogados e a conselheiros do Carf para obter decisão favorável em julgamento no órgão. Segundo o MPF, o prejuízo provocado pela fraude foi de R$ 650 milhões.

Do lado macro: saldo em conta corrente… As transações em conta corrente registraram superávit de US$ 435 milhões em junho. O resultado surpreendeu o BC, e o mercado, que esperava um superávit na casa dos US$ 250 mi. Em 12 meses, o déficit em conta corrente acumula US$ 13,9 bi, ou 0,7% do PIB.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : -0,80%, aos 79,572 pontos;
    Real/Dólar: +1,30%, cotado a R$3,739;
    Dólar Index: +0,47%, 94,680;
    DI Jan/21: +02 pontos base; 8,960%;
    S&P 500: -0,25%, aos 2.839 pontos.

    *Por volta das 14h55, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Ignácio Crespo
    [email protected]

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    Julia Carrera Bludeni
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

    Equipe Econômica

    Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

    238 visualizações

    relacionados

    Bitnami