Segundo Tempo: atentos à política

tags Intermediário

Introdução: No exterior, permanece o cenário menos positivo para ativos de risco. As bolsas da Europa fecharam em baixa, e os mercados americanos seguem sem direções claras. O dólar segue mais fraco lá fora; e commodities mantém viés negativo. No Brasil, Ibovespa vira, e recua. O índice oscila próximo dos 80 mil pontos. No front político, destaque para o resultado da pesquisa eleitoral CNT/MDA.


CENÁRIO EXTERNO: CENÁRIO (AINDA) DESFAVORÁVEL PARA ATIVOS DE RISCO.

Mercados… As bolsas da Europa encerraram o dia em baixa. Nos EUA, Dow Jones e S&P 500 operam próximas à estabilidade, sem direções claras. As commodities ainda apresentam um viés baixista, enquanto o dólar segue misto no exterior. Os juros das Treasuries também recuam (10 anos ao redor de 2,97%). Aversão a risco continua no exterior, e os investidores digerem as políticas protecionistas envolvendo China-EUA.

Mais proteções… Os holofotes seguem voltados à crescente tensão comercial envolvendo Washington e Pequim. Hoje, o governo chinês anunciou tarifas adicionais de 25% sobre US$ 16 bilhões em produtos importados norte-americanos. Desta vez, os alvos foram combustíveis, além dos produtos siderúrgicos, automóveis e equipamentos médicos. A medida é uma resposta aos aumentos dos tributos recém anunciados pelos EUA ao país chinês. Ou seja: intensificam as disputas comerciais; e o apetite por ativos de riscos, consequentemente, diminui.


BRASIL: PESQUISA ELEITORAL CNT/MDA MOSTRA ALCKMIN NA CASA DE 15%.

Mercados… O Ibovespa perdeu forças ao longo da manhã, e passou a operar em baixa no início desta tarde. Perto das 15h, horário de Brasília, o índice oscilava próximo dos 80 mil pontos. Por aqui, o exterior menos positivo para ativos de risco, e resultado da pesquisa eleitoral CNT/MDA, dão o tom nos negócios. A percepção de risco país, medida pelo CDS de 5 anos, sobe próximo de 1%, aos 219 pontos base.

Sobre o Ibovespa… Entre os papéis que impulsionam o índice, Gerdau e CSN são destaques positivos da sessão. As ações das siderúrgicas ampliam os ganhos, após números mais positivos no 2º tri. Na outra ponta, Petrobras segue recuando, em linha com a queda do barril nos mercados internacionais.

Ainda no front micro… Os ativos da Cemig Telecom foram arrematados nesta manhã pelas empresas American Tower e Algar Telecom. O leilão foi divido em 2 lotes. O 1º, arrematado pela American Tower por R$ 571 milhões (ágio de mais de 70%), envolve a estrutura da empresa em Minas, São Paulo e Rio de Janeiro. O 2º lote, que ficou com a Algar Telecom, envolveu R$ 77 milhões (ágio de 140%), e reúne a estrutura da Cemig Telecom no nordeste e Goiás. Os recursos obtidos devem ser utilizados para pagamento de dívidas da Cemig.

Um pouco mais sobre a Cemig… Bernardo Alvarenga, presidente da estatal mineira, ainda anunciou que a próxima venda a ser feita pela Cemig envolve a Renova, empresa de energia sustentável. Alvarenga deixou clara sua intenção de que essa venda ocorra ainda este ano, e disse que já existem 3 empresas em negociação para a aquisição do ativo. Em suma, segue o foco do management no processo de desalavancagem financeira da Cemig, concentrando em ativos mais estratégicos e com maior rentabilidade.

Pesquisa eleitoral CNT/MDA – Parte I… A pesquisa abordou 2 possíveis cenários da disputa para à presidência da República. Num cenário sem Lula, no 1º turno, e na pesquisa estimulada (isto é, onde os nomes dos candidatos são apresentados aos leitores), temos que Bolsonaro (PSL) aparece com 18,9%; Alckmin (PSDB) com 15,0%; Mariana Silva (REDE) com 8,4%;e Fernando Haddad (PT) com 8,3%. Atrás, aparece Ciro Gomes (PDT) com 6,0%. Vale notar: se somarmos “Brancos/Nulos” com “Indecisos”, temos 34,5% dos votos.

Pesquisa eleitoral CNT/MDA – Parte II… Num cenário com Lula na corrida presidencial, o ex presidente aparece com 21,8% das intenções de voto; e Bolsonaro (PSL) têm 18,4% das intenções de votos. Em seguida, vêm Geraldo Alckmin (PSDB), com 14,0%; Marina Silva (Rede), com 6,7%; e Ciro Gomes (PDT), com 5,0% das intenções de voto.

Em suma: Não parece haver mudanças relevantes no cenário, que segue muito em aberto. De qualquer forma, alguns pontos chamam atenção:

 – Alckmin (PSDB): a pouco menos de 2 meses do 1º turno, avançou para 15% das intenções dos votos, próximo de um empate técnico considerando a margem de erro da pesquisa. Ainda assim, o tucano não obteve a preferencia dos votos dos paulistanos, onde governou por anos e reúne a maior parte do eleitorado do país. Agora, Alckmin aposta em seu tempo de TV e rádio para ganhar fôlego na disputa de SP (onde detém certa “vantagem competitiva”).

 – Haddad (PT): onde a pesquisa mostra que o petista pode avançar na eleição na medida em que for apresentado como o candidato do PT. Haddad poderá atrair votos de Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e de outros candidatos considerados como de esquerda.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : -0,18%, aos 80.205 pontos;
    Real/Dólar: +0,09%, cotado a R$3,755;
    Dólar Index: -0,02%, 95,173;
    DI Jan/21: -03 pontos base; 8,980%;
    S&P 500: -0,01%, aos 2.858 pontos.

    *Por volta das 14h27, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    Julia Carrera Bludeni
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

    Equipe Econômica

    Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

    100 visualizações

    relacionados

    Bitnami