Introdução: Na Europa, as bolsas encerram o dia em baixa; enquanto, nos EUA, os mercados se recuperam, em alta. O dólar segue em queda no exterior; e commodities operam com ganhos. Lá fora, os investidores acompanham as declarações de Trump, e o discurso de J. Bullard, do Fed de St. Louis. No Brasil, o Ibovespa sobe, e o dólar mantém viés de baixa. Investidores seguem atentos nas articulações partidárias em torno das eleições de outubro.


CENÁRIO EXTERNO: DIA MISTO PARA AS BOLSAS GLOBAIS.

Mercados… As bolsas da Europa encerraram o dia em baixa. O índice Stoxx 600, por exemplo, recuou 0,15%. Nos EUA, o dia foi se tornando mais positivo ao longo do dia, recuperando parte das perdas da última sessão. O dólar ainda fraco no exterior, e os juros das Treasuries avançam (10 anos ~2,89%). Investidores seguem atentos aos conflitos comerciais, embora em menor “pressão”. O índice VIX (aversão a risco), após iniciar o dia em alta, opera próximo da estabilidade nesta tarde.

No Twitter… Trump voltou a criticar as políticas comerciais dos EUA com a China e UE. Mais: Trump disse ainda que esses países tem manipulado suas moedas, e taxas de juros, algo que tem prejudicado a competitividade global (e os EUA, é claro!). Afinal, economia americana segue firme, e o dólar – por consequência – também têm se valorizado. Enfim, as declarações do Trump mexeram com os mercados. Em especial, no dólar, que recuou ainda mais após falas de Donald.

 “Os Estados Unidos não deveriam ser penalizados por estarmos nos saindo tão bem”,escreveu Donald Trump no Twitter.

Na agenda de hoje… Do lado macro, o discurso de J. Bullard, do Fed de St. Louis, era o destaque do dia. Bullard minimizou as declarações de Trump, e disse que os recentes comentários de Donald não alteram a trajetória da política monetária do BC americano. Ou seja: o discurso de Bullard voltou a alimentar as apostas de mais 2 aumentos nos juros dos EUA neste ano (como previsto no cenário-base do Fed). Após as falas de Bullard, os juros das Treasuries ganharam ainda mais força nos mercados internacionais.

 


BRASIL: MERCADOS GANHAM FÔLEGO.

79 mil pontos… O Ibovespa, impulsionado pelas ações de bancos e estatais, sobe nesta sessão. O índice abriu a sessão em forte alta, e oscilava ao redor de 79 mil pontos, por volta das 15h. O desempenho, ainda melhor do que esperávamos mais cedo, é sustentado por um cenário político mais favorável por aqui. Afinal, o mercado digere – e de forma positiva – o anúncio do apoio dos partidos de centro (“Centrão”, como é chamado) à candidatura de Geraldo Alkmin (PSDB) na corrida eleitoral.

Destaque do índice… As estatais são destaques de alta nesta sessão. Banco do Brasil avançava mais de 5%; Petrobras tinha alta de 4%; e Eletrobras subia 7%. Isto porque, as estatais se beneficiam de uma percepção de menor risco de interferência do governo na administração destas companhias. Na outra ponta, os papéis das fabricantes de papel & celulose recuavam, em linha com a baixa do dólar. Tim também é destaque de queda, após anúncio do novo CEO (veja mais no Guide Empresas).

E o MDB está fora (por enquanto!)… Romero Jucá (MDB-RR) disse que o MDB não se juntará ao bloco do Centrão – que definiu o apoio à Alckmin na corrida presidencial. Isto, porque o MDB permanece com Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazendo, como candidato à presidência do partido. Segundo Jucá, Meirelles “vai até o final”. Ainda assim, em um 2º turno, Jucá disse que a “união do centro é certa”.

É Ciro Gomes… O PDT oficializou o candidato Ciro Gomes à presidência do partido. O evento foi realizado em Brasília. Em seu discurso, Ciro disse que está “do lado do trabalhador e da indústria brasileiras”. Mais: disse que “apátridas e traidores estão destruindo nossa identidade nacional”.

Vice de Alckmin… Josué Alencar, empresário da Coteminas, está no exterior, em viagem de trabalho. Ainda assim, soltou uma nota à imprensa, respondendo a possibilidade de ser o candidato a vice-presidência de Geraldo Alckmin (PSDB). O executivo disse que só deve decidir sobre o assunto a partir de amanhã (sábado, dia 21), quando chega ao Brasil. Vale recordar: José Alencar, seu pai, foi o vice presidente do Lula.

Mais sobre os mercados… O Real se valoriza, em linha com o ambiente externo e melhora (embora limitada) do front político local. Os DIs, por outro lado, apresentam viés baixista, após divulgação do IPCA-15 de Julho. Falamos disto no Mercados hoje. O índice, em12 meses, passou de 3,68% para 4,53%, ligeiramente abaixo dos 4,63% esperados. A percepção de risco-país, medida pelo CDS de 5 anos, também recua. Oscilava ao redor de 229 pontos base, próximo das 15h.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : +1,86%, aos 78.931 pontos;
    Real/Dólar: -0,65%, cotado a R$3,773;
    Dólar Index: -0,76%, 94,260;
    DI Jan/21: -02 pontos base; 9,030%;
    S&P 500: -+0,08%, aos 2.800 pontos.

    *Por volta das 15h02, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Ignácio Crespo
    [email protected]

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

    Equipe Econômica

    Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

    107 visualizações

    relacionados

    Bitnami