Mercados Hoje: Sabatina no senado rouba a cena (aqui e lá)

tags Intermediário

Introdução: Bolsas asiáticas fecharam em queda, sinalizando um dia de maior aversão ao risco lá fora; Na Europa, principais índices de mercado abrem negociações em baixa. O destaque do bloco é o FTSE londrino, que já recua 1,1%, na espera de mais uma ida de Theresa May ao Parlamento. Em NY, o futuro do S&P também já opera no vermelho, e o dólar (DXY) apresenta leve desvalorização contra seus principais pares. Para emergentes, dia tem início positivo, antecipando uma sinalização de “paciência” na decisão da taxa de juros americana pelo presidente do Fed no Senado.


CENÁRIO EXTERNO: POWELL FALA NO SENADO

Mercados… O mercado asiático operou em queda, sinalizando um dia de maior aversão ao risco lá fora. As bolsas de Shanghai e Tóquio recuaram 0,7% e 0,4%, respectivamente. Na Europa, principais índices de mercado abrem negociações em baixa. Em NY, o futuro do S&P também já opera no vermelho, e o dólar (DXY) apresenta leve desvalorização contra seus principais pares.

Sabatina no Senado (lá)… Às 11h45 desta terça feira, o presidente do Fed, Jerome Powell, começará seu depoimento semestral sobre política monetária no Senado americano. A expectativa é que Powell reafirme o que foi apresentado na última ata do FOMC, de que riscos externos como a desaceleração global e a guerra comercial com a China levaram o BC a aumentar sua “paciência” na decisão dos próximos passos da taxa de juros. Além disso, um possível questionamento sobre as sinalizações de que o Fed cogita utilizar de outros instrumentos para sustentar a política acomodatícia, como por exemplo, a adoção de um teto de yields, deve ser monitorado pelo mercado.

May vai ao Parlamento… Hoje um pronunciamento da Primeira Ministra britânica, Theresa May, é esperado no Parlamento em torno das negociações do Brexit. Ontem, o atual líder do Partido Trabalhista e da oposição no Parlamento Britânico, Jeremy Corbyn, sucumbiu à pressão dos membros da sua própria coligação e concordou em defender um novo referendo para o Brexit. Segundo Corbyn, a oposição irá fazer tudo ao seu alcance para prevenir uma saída da UE sem acordo e para se opor ao Brexit baseado no acordo amplamente rejeitado de Theresa May. Caso May não apresente nada de novo ao Parlamento, ela corre o risco de ter que adiar o Brexit (marcado para 29 de março), para amenizar o risco de uma saída sem acordo.

Trump bate no barril… Ontem, o petróleo apresentou a maior queda das últimas 4 semanas, repercutindo tweet de Donald Trump dizendo que a economia global não suportaria mais uma alta dos preços e recomendando que a Opep “relaxe e se acalme”. O ativo vinha acumulando uma alta de 22% no ano, por conta de anúncios de corte de produção pela OPEP e seus aliados no início do ano, mas a mais nova pressão do presidente americano, que coloca o grupo em um impasse, teve impacto imediato sobre o mercado. O brent, que iniciou o dia acima dos US$ 67/barril, sofreu uma queda de 3,7% e fechou a sessão abaixo dos US$ 65/barril.

Na agenda… O destaque da agenda internacional de hoje será a divulgação do índice de confiança do consumidor (Conference Board), às 12h.


BRASIL: CAMPOS NETO SE APRESENTA NO SENADO

Sabatina no Senado (aqui)… Hoje, às 10h, o novo presidente do BC, Roberto Campos Neto, será sabatinado na CAE do Senado. Campos não falou à imprensa desde sua indicação para substituir Ilan Goldfajn, mas a expectativa é de que a cabeça de Campos Neto não seja tão diferente de seu predecessor, embora seu perfil de trader sugira um ritmo mais acelerado para reagir aos fatos.

Articulação lenta bate no mercado… Ontem, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pesou o mercado com críticas a pontos da proposta, como para o BCP e a aposentadoria rural, e à condução “muito lenta” das articulações políticas. Ainda, Maia adiou a instalação da CCJ, primeira comissão a analisar a admissibilidade da proposta, para depois do Carnaval, citando “insatisfações” dos parlamentares e a falta de apoio para iniciar a tramitação na Casa. Ambos estes fatos contribuíram para o “descolamento” do Ibovespa dos movimentos positivos do mercado internacional. Ao fim da sessão, o índice de mercado brasileiro apresentou uma queda de 0,7%.

A maioria quer os militares… O encaminhamento do projeto que muda as regras da aposentadoria para os militares é um dos pontos que mais tem sido tocado como gerador de insatisfação. A maioria quer que os dois textos andem juntos.

Agenda… Hoje, às 18h, Bolsonaro deve se reunir com líderes aliados na Câmara para falar sobre reforma da Previdência.

E os mercados hoje? O dia de noticiário morno no plano internacional e a falta de perspectiva de avanço da reforma da previdência à CCJ até depois do carnaval deve esfriar os ânimos no mercado doméstico. A nossa expectativa é de um dia de viés mais neutro, com o noticiário corporativo ditando o movimento dos ativos de risco brasileiros.

 

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -0,66%, aos 97.239 pontos;
Real/Dólar: +0,01%, cotado a R$ 3,7471;
Dólar Index: -0,10%, 96.413;
DI Jan/21: +0,03 pontos base, 7,080%;
S&P 500: +0,12% aos 2.796 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Venezuela não terá intervenção militar, diz Grupo de Lima
– Justiça nega censura à Folha pedida por ministro
– Projeto para a Previdência aborda direito político de PM
– Para Maia, demora em regra de militar atrasa reforma

O Estado de São Paulo
– Nove governadores herdam rombo de R$ 71 bi nas contas
– Mulher de Toffoli é alvo de investigação da Receita
– MEC pede a escolas hino e leitura de lema de Bolsonaro
– Ex-senadores se aposentam com até R$ 32 mil

Valor Econômico
– Grandes empresas perdem espaço com o ‘novo’ BNDES
– Alíquota de 22% para servidores pode cair no STF
– Buffett diz que pagou demais pela Kraft
– Mourão rejeita ação dos EUA

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

Luca de Toledo Gloeden Soares
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Candido Victor Candido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

162 visualizações

relacionados

Bitnami