Introdução: Bolsas asiáticas operaram mais uma vez de forma mista; Na Europa, os mercados começam predominantemente positivo, mas economia volta a demonstrar sinais de fraqueza. Dados colocam pressão sobre o cenário de juros planejado pelo BCE. No Brasil, Guedes anuncia nomes para BB e CEF, todos alinhados com a agenda de privatizações do super ministro da economia; Mais nomes vão sendo cogitados para os demais cargos da equipe econômica; Começa a tensão entre Rodrigo Maia (DEM) e Bolsonaro acerca do apoio a reeleição de Maia para a presidência da câmara.


CENÁRIO EXTERNO: VOLTA DO FERIADÃO EM RITMO LENTO

Mercados Globais… Na Ásia, o Nikkei ficou fechado por conta do feriado, enquanto as bolsas chinesas retornaram ao vermelho: Shangai desvalorizou -2,49% e Hong Kong -0,35%. Na Europa o dia começou melhor, o DAX avança 0,41%. O Euro perde força perante o dólar que avança 0,11% (DXY). As commodities voltam a ser o destaque negativo, o Brent recua 3,19%. Moedas emergentes operam na ponta negativa, a Lira Turca recua 0,3%.

Volta do feriadão… Ontem foi o feriado mais importante do ano nos Estados Unidos: o dia de ação de graças, logo os mercados não abriram por lá e o volume de transações nas principais bolsas do mundo foi bem menor. Hoje os mercados voltam mas em ritmo lento. As bolsas fecham mais cedo em NY (16h), e as Treasuries (17h) também.

Menos vapor na máquina, significa menos juros… Foi divulgado os PMI’s, um importante indicador de atividade econômica, da zona do euro que continuam recuando na margem. A desaceleração da China é a grande responsável por esse arrefecimento na Europa, uma vez que a China é o principal parceiro comercial de países como a Alemanha. Portanto, o euro é o grande prejudicado, perdendo valor frente ao dólar. Essa desaceleração da atividade pode postergar os planos do BCE de começar o ciclo de subida de juros em meados de 2019.


BRASIL: VENDER VENDER

Novos nomes… O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, escolheu pessoas de sua cota pessoal para comandarem os dois maiores bancos públicos do País. Recomendou, ontem, 22, ao presidente a nomeação de Rubem de Freitas Novaes para o Banco do Brasil e de Pedro Duarte Guimarães para a Caixa Econômica Federal.

Vender vender… Os dois indicados por Guedes para assumirem os bancos estatais terão pela frente a missão de vender ativos e reduzir despesas. Guimarães, sócio do banco de investimentos Brasil Plural, é especialista em privatizações e foi um dos responsáveis por fazer o levantamento das estatais que poderiam ser vendidas na gestão Bolsonaro. Ele trabalhou com Guedes no BTG Pactual, na época em que o futuro ministro era sócio do banco de investimentos.

Vender vender via mercado de capitais… O plano seria vender partes dos bancos, em etapas e por meio do mercado de capitais. O que não seria necessariamente privatizações totais, mas IPOs (oferta inicial de ações) e, numa segunda etapa, partir para privatização.

Na espera da confirmação… Outros nomes para a Economia seriam do economista Marcos Cintra, na Secretaria da Arrecadação (Receita e Secretaria da Previdência) e do advogado Paulo Uebel, na Secretaria de Gestão e Modernização.

Apenas mudando de endereço na esplanada dos ministérios… Atual ministro do Planejamento, Esteves Colnago está quase confirmado na equipe econômica para o cargo de secretário-executivo do superministério da Economia.

O time é excelente, mas o congresso vai deixar executar? Os nomes da equipe econômica de Paulo Guedes são todos muito afinados com a economia liberal e talentos reconhecidos pelo mercado financeiro. A dúvida é: tal equipe irá conseguir dialogar com o próprio governo e com o congresso?

Isolando Maia… Existe o receio de que Bolsonaro esteja arrumando mais problemas do que construindo uma base aliada. A insistência em isolar Rodrigo Maia já criou a primeira confusão. Maia conhece a agenda econômica que está no congresso, além de ter bom trânsito com a oposição. Em uma votação complexa como a previdência ter o apoio de Maia seria de extrema importância.

Isolando a cessão… Em clara retaliação Maia mostrou má vontade em colaborar com o acordo fechado entre Guedes, Eunício e os governadores para votar a cessão onerosa no Senado, na próxima semana.

Na agenda… O grande destaque de hoje fica com o IPCA-15, que deve mostrar que a inflação está desacelerando nessa janela móvel de novembro.

E os mercados hoje? Com o noticiário misto, com boas notícias na equipe econômica e ruídos no front político, o dia deve ser neutro para positivo aqui. O risco país permanece ao redor dos 212 pontos. E os mercados lá fora no positivo tendem a nos ajudar.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,24%, aos 87.477 pontos;
Real/Dólar: +0,18%, cotado a R$3,804;
Dólar Index: +0,00%, 96,712;
DI Jan/21: +02 pontos base, 7,920%;
S&P 500: +0,30% aos 2.650 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 27/09.


EMPRESAS:

Banco do Brasil: Paulo Guedes indica Rubem de Freitas Novaes para BB.
Impacto: Positivo.

Minerva: Cia protocolou o pedido de registro de sua subsidiária Athena Foods.
Impacto: Marginalmente Positivo.

Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Mourão recomenda cautela com China, Mercosul e Israel
– Professor conservador assumirá a Educação
– Procuradoria pede multa a dono da Havan por coação
– Doria cogita retomar sem PPP obras do metrô de SP

O Estado de São Paulo
– Indicados para Caixa e BB terão missão de vender ativos
– Professor de escola militar será o ministro da Educação
– Em atrito com Bebianno, filho de Bolsonaro deixa transição
– Montadoras usam realidade virtual para vender carros

O Globo
– BB e Caixa terão de cortar pessoal e privatizar setores
– Regra do pré-sal pode mudar para arrecadar mais
– Educação terá conservador como ministro
– Witzel vai propor militares nas ruas do Rio até junho

Valor Econômico
– Bolsonaro reduz poder dos partidos
– Guedes mescla entre Chicago e a FGV do Rio
– ‘Visão do mercado é simplista’
– O grande salto chinês em inovação

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Cândido Victor Cândido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

100 visualizações

relacionados

Bitnami