Mercados Hoje: Um olho nas pesquisas o outro nos mercados…

tags Intermediário

Introdução: Os EUA voltam à normalidade, após feriado de 3 de Setembro. O dia segue com volatilidade, bolsas europeias em baixa, e dólar mais forte no exterior. Emergentes ainda continuam pressionando negativamente. Na agenda, atenção aos dados de serviços na China (à noite). As negociações comerciais envolvendo EUA, e possibilidade de novas imposições de tarifas à China, permanecem nos holofotes dos investidores. No Brasil, o PT tem até hoje para recorrer da decisão do TSE. Na agenda, dados da produção industrial de julho e pesquisa Ibope são destaques.


CENÁRIO EXTERNO: CAUTELA COM EMERGENTES, E NEGOCIAÇÕES COMERCIAIS, PESAM NOS MERCADOS.

Mercados… O dia segue com volatilidade (índice VIX avança 4%); e os mercados americanos voltam à normalidade, pós-feriado. As bolsas na Europa em queda, e o S&P futuro, nos EUA, também opera em baixa. A bolsas chinesa foi exceção, e avançaram, em dia de recuperação. O dólar avança no exterior, em meio Às tensões comerciais e pressões dos mercados emergentes . Os juros das Treasuries sobem (10 anos ~2,87%). As commodities operam sem direções claras: o minério de ferro avançou 0,86% na China, cotado a US$66,62/tonelada; enquanto o petróleo (brent) recua 0,45%, pouco abaixo dos US$78/barril.

Negociações comerciais… As atenções se voltam ao comercio global. Nesta semana, EUA negocia novos acordos comerciais com o Canadá (4ª feira, dia 05); e há ainda a possibilidade de Trump impor novas tarifas sobre produtos chineses no valor de US$ 200 bilhões. Isto é algo que pressiona ativos de riscos no exterior.

Sobre os emergentes – Parte I… Ontem, Nicolás Dujovne, Ministro da Fazenda argentino, divulgou algumas medidas para o governo acelerar a redução de seu déficit fiscal. Entre elas estão: (i) novo imposto às exportações; (ii) redução pela metade do gabinete ministerial; e (ii) um corte de 4% nos gastos da administração pública. Segundo Macri, o governo irá zerar o déficit primário até o final de 2019, o que significa um ajuste de 2,7% do PIB, o que segundo especialistas é um número quase utópico. Hoje é o primeiro pregão americano pós anúncio das medidas deve mostrar o quanto o mercado confia neste novo pacote argentino.

Sobre os emergentes – Parte II… Na Turquia, o BC também anunciou novas medidas para combater “riscos significativos” para a estabilidade de preços na próxima reunião de política monetária da entidade (marcada 13 de setembro). No ano, entretanto, a lira já recua mais de 43,33% em relação ao dólar; e o peso argentino tem baixa de -51,65% frente à moeda americana.

Agenda de Hoje… NA zona do Euro, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da zona do euro teve crescimento de 0,4% em julho, em linha com o resultado anterior. No mês, entretanto, ficou marginalmente acima das projeções, que esperavam um número próximo de 0,3%. Em 12 meses, o PPI avançou 4,0%, ante projeção de ganho de 3,9% dos economistas. Nos EUA, às 10h45, saem os dados da industria (PMI, na sigla em inglês), divulgado pela Markit. Às 11h30, o mercado aguarda o discurso de C. Evans. À noite (22h45), na China, sairá o PMI Composto e de Serviços de agosto.


BRASIL: DE OLHO NAS PESQUISAS ELEITORAIS.

Prazo apertado… O PT tem até esta 3ª feira (dia 04) para recorrer da decisão do TSE, que rejeitou o registro de candidatura do ex-presidente Lula. O único recurso possível são os chamados embargos de declaração – onde buscam “esclarecimento” de alguns pontos da sentença; mas não têm o poder de modificar a decisão. A única possibilidade de Lula ter no STF uma decisão liminar (provisória) a seu favor é o recurso ser sorteado para Ricardo Lewandowski. Ainda assim, a chance de o Supremo decidir por Lula estar apto para disputar as eleições, em nossa visão, é mínima.

Estratégia do PT… No recurso ao Supremo, a defesa de Lula usará os argumentos que foram sustentados pelos próprios ministros Edson Fachin e Rosa Weber na sessão do TSE que barrou sua candidatura. Fachin defendeu que “o Brasil tem que cumprir manifestação da ONU”; já Rosa Weber argumentou que “Lula tem direito de se apresentar como candidato no horário eleitoral até que não haja mais possibilidade de recursos (o chamado trânsito em julgado)”. Segundo matéria no Valor, Lula reluta em sair da chapa de forma voluntária, o que gera divisões dentro do prório PT.

De olho nas pesquisas… Nesta 3ª feira (04), o Ibope deve divulgar seu levantamento de intenção de voto para presidente em todo o Brasil. A pesquisa foi feita de 29 de agosto até hoje. Ou seja: mostrará a reação do eleitorado após o TSE barrar a candidatura do ex-presidente Lula (PT) na última 6ª (31). Vale acompanhar a performance dos principais candidatos que se beneficiam dos votos de Lula.

Venda de veículos (de agosto)… Segundo dados da Fenabrave, as vendas totais de veículos tiveram crescimento de 15,3% frente a julho, após alta de 15,1%. Entre as categorias de veículos, apenas ônibus (-30,3% m/m) apresentaram resultado negativo, com destaque para motocicletas (8,0% m/m). Com esses dois bons resultados consecutivos, as vendas de veículos praticamente reverteram a queda observada em maio, e quase retornaram ao patamar de abril. Algo que sinaliza que o setor deve continuar apresentando recuperação gradual nos próximos meses e que a greve dos caminhoneiros foi, de fato, um choque temporário.

Balança comercial… Em agosto, o superávit com o resto do mundo foi de US$ 3,775 bi (exportações em US$22,6 bi e importações em US$18,8 bi), abaixo dos US$ 4,0 bi esperados pelo mercado. No ano, o acumulado é de US$33,9 bi. Os resultados foram impulsionados por duas operações com plataformas de petróleo. Para setembro, esperamos um superávit de US$3,3 bi (maior do que a estimativa anterior).

Na agenda de hoje… No front macro, o destaque é a produção industrial de julho. Recuou 0,2% frente a junho, acima da queda de 1,5% esperados. Frente a julho de 2017, cresceu 4,0%, acima dos 2,1% esperados, e após 3,4% do mês anterior. O setor com a maior contribuição na margem foi a produção de equipamentos (ex-veiculos). Apesar do recuo mensal, o setor continua forte e em nível acima daquele observado durante as paralizações. Porém, quase todos os setores apresentaram desempenho negativo na comparação com o mês anterior. Apenas a indústria extrativa e bens intermediários tiveram modesto desempenho positivo.

 

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,63%, aos 76.192 pontos;
Real/Dólar: +2,56%, cotado a R$ 4,158;
Dólar Index: -0,45%, 95,560;
DI Jan/21: +18 pontos base, 9,990%;
S&P 500: +0,01% aos 2.901 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


EMPRESAS:

Via Varejo: Assembleia de acionistas aprovou a migração ao Novo Mercado e conversão de ações PN em ON
Impacto: Marginalmente Positivo.

Marfrig: Marfrig anuncia reorganização, que inclui mudança de CEO
Impacto: Marginalmente Positivo.

Suzano e Fibria: CVM analisa hoje questionamentos da Tempo Capital em relação à operação de incorporação
Impacto: Neutro.

Rafael Passos – Equipe Econômica


Jornais:

Folha de São Paulo
– São Paulo perde liderança na educação básica do país
– Fogo consumiu 90% do acervo, afirma porta-voz do museu
– Pacote argentino provoca protestos e queda do peso
– Em sabatina, Ciro diz não ser “dessa esquerda boboca”

O Estado de São Paulo
– Museu Nacional não tinha estrutura antifogo, não tinha seguro nem hidrantes com água
– TSE proíbe propaganda com Lula como protagonista
– Alckmin tentará associar Dilma a Temer na TV
– Cineastas vão ajudar campanha de Marina Silva

O Globo
– A tragédia de erros do Museu Nacional
– Portugal e França oferecem ajuda para reconstrução
– Servidores salvam itens e visitantes dividem memórias
– Macri corta ministérios e cria imposto para exportação

Valor Econômico
– Argentina baixa pacote fiscal, mas peso cai mais 4,3%
– Dividido, PT segue com Lula
– BNDES negocia liberar R$ 2 bi para faculdades
– Marfrig troca CEO e lança nova estratégia

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

94 visualizações

relacionados

Bitnami