Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: time escalado

No exterior: feriado nos EUA esvazia negócios. Brexit volta ao radar.

Nos EUA, o feriado de Martin Luther King deverá diminuir a liquidez no mercado externo. Ao longo da semana teremos dois discursos da Yellen (4ª e 5ª) e a posse do presidente Donald Trump (na 6ª).

As bolsas da Europa operam em ligeira baixa, enquanto na Inglaterra, o FTSE, tenta se manter no positivo. O destaque durante o final de semana é um artigo do The Sunday Times, na Inglaterra, que afirma que a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May deverá apontar para um tom mais duro para a saída do Reino Unido da União Europeia, em discurso programado para esta terça-feira.

Vale registrar: a Libra é o destaque de baixa contra o dólar. A moeda recua 1,05% contra o dólar. O Euro e o Iene também se desvalorizam. Entre as commodities, um dia de recuperação. O petróleo sobe pouco e o destaque é o minério na China que subiu 3,86% (no porto de Qingdao).

Hoje, não teremos indicadores na agenda “macro” dos EUA.

No Brasil: é dia de vencimento de opções sobre ações. Agenda positiva no meio de uma crise?

O Governo tenta manter um certo otimismo em meio a crise no sistema penitenciário e a Lava Jato. Em nova rebelião no RN, já se falam em 26 mortos. Ao todo já somam mais de 100 vítimas. A Lava Jato segue a todo vapor, a Folha de São Paulo afirmou que a Operação da PF na sexta-feira, mirando possíveis irregularidades na Caixa Econômica Federal, coloca pressão sobre Eduardo Cunha para que faça uma delação premiada. Além disso, suspeitas de pessoas muito próximos ao atual Presidente da República aparecem como possíveis beneficiários do que seria, segundo o MPF e a PF, um outro esquema de favorecimento a políticos e empresas.

Agenda positiva? O corte de juros mais forte segue sendo comemorado pelo Planalto. Ao longo do final de semana alguns artigos mostram otimismo em um potencial avanço na economia. O Ministro da Fazenda afirma que o país deve apresentar crescimento nesse primeiro trimestre de 2017. O planalto tanta criar otimismo a partir de pequenos avanços.

O Presidente Michel Temer pretende viajar mais pelo país em agendas ligadas ao setor produtivo. Ao longo desta semana, o presidente lançará medidas de desburocratização para facilitar abertura e fechamento de pequenas e microempresas e linha de crédito recorde do Banco do Brasil para pré-safra, de R$ 12 bilhões.

Ao longo da semana teremos o Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça. O time brasileiro está escalado para tentar resgatar a credibilidade. As reformas devem ser o principal foco das palestras. No retorno antecipado, Meirelles volta com as negociações em torno do regime de recuperação fiscal do Rio de Janeiro.

Para hoje, esperamos a continuidade de uma correção na bolsa, com o desempenho fraco dos mercados externos. Na BM&F, o dólar deve se valorizar, em linha com o movimento observado lá fora. O DI deve ajustar as apostas da SELIC de um dígito divulgado no relatório Focus do Banco Central.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -0,47%, aos 63.651 pontos;
Real/Dólar: -0,97% cotado a R$3,2176;
DI Jan/19: -6 pontos base, de 10,47% para 10,53%.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

Empresas:

Embraer: Fecha contrato com Wideroe para 15 jatos da família E2
Impacto: Positivo.

Marfrig: Não foi alvo de qualquer medida da Polícia Federal
Impacto: Marginalmente Negativo.

JSL (Movida): Companhia divulga prospecto preliminar para IPO
Impacto: Cunho informativo.

PPI: Empresas de saneamento de oito estados serão privatizadas
Impacto: Positivo.

Prumo: Controladores protocolam documentos da OPA
Impacto: Positivo.

Jornais:

* Vale paga R$ 81,6 mi em juros de debêntures nesta segunda-feira
* Fundo vai apresentar proposta de aporte de US$ 2 bi na Oi em fevereiro: Folha
* Embraer: Widerøe acerta encomenda de até 15 aeronaves E2
* Banco do Nordeste informa fechamento de 19 agências
* Cemig: Comitê de negócios recomenda aprovar negócio entre Renova e AES
* Marfrig: Empresa não foi alvo de qualquer medida da PF
* Prumo: Controlador eleva preço de oferta para OPA para R$ 10,51
* JSL aprova alienar 23,47% da participação na Movida em oferta
* Sanepar é iniciada com recomendação de compra pelo BTG Pactual

Boa leitura a todos!

Contatos
Renda Variável*


Luis Gustavo – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Guilherme Vasone
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.

“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Ignacio Crespo Ignacio Crespo

Economista

Mestre em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/EPGE) e em Finanças pela Barcelona Graduate School of Economics (BGSE). Graduado em Ciências Econômicas pelo INSPER. Entre 2013 e 2018, atuou como economista da Guide Investimentos, cobrindo o mercado doméstico e os internacionais, e sendo um dos responsáveis do asset allocation dos clientes. Desde 2018, atua como consultor Guide Investimentos, cobrindo principais eventos do cenário internacional e escrevendo artigos semanais para o blog.

407 visualizações

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami