Introdução: Cautela com a relação entre EUA e China, além da situação turca mantêm mercados de lado. Estamos observando a volta de um certo movimento de aversão ao risco. De novidades concretas pouca coisa. As bolsas operam sem muita direção na Europa, com viés de baixa; o dólar opera misto. Trump pede que China ofereça mais na volta das negociações com os EUA. No Brasil, expectativa com a divulgação de pesquisas (hoje XP/Ipespe; segunda-feira Ibope e MDA; quarta-feira Datafolha) e debate na RedeTV! agitam o noticiário político. Temer se mostra isolado. Rosa Weber confirma Barroso como relator do caso Lula. Caso vai ao plenário do TSE e PT deve entrar no STF para recorrer de possível inelegibilidade.


CENÁRIO EXTERNO: TRUMP PRESSIONA CHINA; TURQUIA NO RADAR.

O “básico” sobre os mercados… As bolsas têm viés de baixa na Europa, mas já apresentam certa recuperação desde a manhã. A sessão na Ásia foi mista (a bolsa japonesa subiu, mas a chinesa caiu). Nos EUA, S&P futuro opera em ligeira queda. O dólar se enfraquece frente a seus principais pares, e sem direção clara frente aos emergentes. O destaque fica para a Lira turca que volta a se desvalorizar (-4,10%). Commodities operam mistas. O petróleo (brent) sobe e é cotado por volta de US$72/barril. Na China, o minério de ferro subiu 1,68%, cotado a US$67,63/tonelada. Os juros das Treasuries tem quedas leves (10 anos ~2,84%).

Situação turca… A semana que evidenciou uma piora acentuada da crise turca, — com sanções dos EUA e forte desvalorização da Lira — vai chegando ao fim. A situação ainda é delicada e merece cautela. Na semana que vem o país terá feriado que começa no dia 21. Além disso, a Corte de apelação na cidade costeira de Izmir deve decidir no sábado sobre o pastor americano detido no país. Os EUA pressionam a Turquia para liberar o religioso. Caso contrário podemos esperar novas sanções.

Relação sino-americana… A volta das negociações entre o governo de Donald Trump e uma equipe do ministério do comercio chinês, ainda em níveis hierárquicos baixos, para uma melhor relação comercial entre ambos os países foi uma boa sinalização. Ajudou na recuperação dos ativos de risco ontem. Mas Trump quer mais e pressiona a China para oferecer mais na mesa de negociação com os EUA. Vamos acompanhar como será o desfecho no final do mês dessas tratativas. Até lá, mercado ficará monitorando fatos novos. Vale lembrar que nas próximas semanas entrará em vigor os aumentos de impostos nos EUA sobre produtos chineses importados.

Na agenda de hoje… Nos EUA, no front macro, divulgação (às 11h) da prévia de agosto do indicador de confiança do consumidor da Universidade de Michigan.


BRASIL: DEBATE PRESIDENCIAL SEM LULA; EXPECTATIVA COM PESQUISAS.

Em rede com você… A RedeTV! e a revista IstoÉ realizam hoje às 22h o 2º debate entre os candidatos a presidente. O programa é transmitido ao vivo e tem a mediação dos jornalistas Amanda Klein, Boris Casoy e Mariana Godoy. Confirmaram presença os candidatos Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PSL), Guilherme Boulos (Psol), Geraldo Alckmin (PSDB), Henrique Meirelles (MDB) e Marina Silva (Rede).

Sem Lula lá… O TSE negou a participação de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no debate. Ainda não está confirmado se o vice Fernando Haddad participa ou não. A defesa de Lula recorreu pedindo a participação do vice. Ontem, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, confirmou que o ministro Luís Roberto Barroso será o relator do pedido de registro de candidatura do ex-presidente. Até agora, 7 pedidos pelo indeferimento da candidatura de Lula foram protocolados no TSE. O prazo para apresentação de impugnações vai até a próxima 4ª feira (22). A PGR procura acelerar decisão sobre ex-presidente, enquanto o PT trabalha para atrasar o desfecho. De acordo com o noticiário local, o PT planeja acionar também o STF (Supremo Tribunal Federal) nos próximos dias para tentar a suspensão da inelegibilidade de Lula. A defesa já tinha decidido recorrer ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).

    Pesquisas… O mercado deve ficar atento ao debate na RedeTV!, mas pesquisa da XP/Ipesp hoje e a expectativa com a divulgação na segunda-feira de pesquisa do Ibope e MDA, além do Datafolha no dia 22 vão manter mercado em estado de alerta. Para ler todas pesquisas de intenção de voto já publicadas, navegue no agregador de pesquisas do Poder360. Ontem, notícias do G1 de que o MP de São Paulo pode denunciar Geraldo Alckmin antes do 1º turno pressionaram o mercado. Qualquer novidade no noticiário política tende a elevar a volatilidade.

    Temer isolado… Temer esperava que os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE) fossem com o presidente da República para o Paraguai. No entanto, os 2 foram para a Argentina. Sinalizaram que não queriam estar ao lado de Temer às vésperas das eleições. Eunício afirmou que a ida a Buenos Aires foi programada antes. Temer ficou irritado.

    Agenda de hoje… ONo frontmacro, nada relevante na agenda. Saíram dados de inflação. O IGP-M avançou 0,67% na segunda prévia de agosto. A expectativa do mercado girava em 0,71%. O IPC semanal da FIPE ficou ligeiramente acima esperado.

    E os mercados hoje? Sem grande “ajuda” do exterior, e ainda com dúvidas sobre as perspectivas políticas por aqui, o viés para os ativos locais, nesta sessão, é mais negativo. Esperamos uma bolsa mais fraca, e um viés altista sobre DIs e dólar. Estes movimentos não devem ser expressivos, mas o investidor deve continuar cauteloso, num ambiente de tantas incertezas. Podemos observar alguma correção na abertura, visto que o movimento do mercado local ontem foi descolado do exterior, por conta do noticiário envolvendo Geraldo Alckmin.

    Sobre o fechamento do último pregão:

    Ibovespa: -0,34%, aos 76.819 pontos;
    Real/Dólar: -0,02%, cotado a R$3,905;
    Dólar Index: -0,05%, 96,645;
    DI Jan/21: +04 pontos base, 9,260%;
    S&P 500: +0,79% aos 2.841 pontos.

    Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


    EMPRESAS:

    Marfrig: Tyson negocia comprar Keystone da Marfrig por US$ 2,5 bi
    Impacto: Positivo.

    Luis Gustavo Pereira – Estrategista


    Jornais:

    Folha de São Paulo
    –  4,8 milhões no país desistem de procurar emprego
    – Procuradoria tenta acelerar análise de candidatura de Lula
    – Diretrizes vão orientar escola sobre limite de alunos
    – Morador de prédio na cracolândia tem palestra com a PM

    O Estado de São Paulo
    – Na largada, desemprego recorde desafia candidatos a presidente
    – Candidatura feminina não cresce, apesar de incentivo
    – Overdose mata um americano a cada 7 minutos
    – Prefeitura e Estado disputam o Pacaembu

    O Globo
    – Faltam trabalho e perspectiva a 27 milhões de brasileiros
    – Confirmado relator, Barroso analisará impugnação de Lula
    – “Papai mandou matar mamãe”, diz garoto
    – “Na política, não cabe mimimi, guerra é guerra”, afirma Ciro
    – Clima quente e segurança dominam 1º debate no Rio

    Valor Econômico
    – ANP vai obrigar Petrobras a abrir fórmula de preços
    – TCU estabelece exceção ao teto e impõe derrota à área econômica
    – Única saída para crise turca pode ser o FMI
    – Apps impõem novas regras no jogo da sedução

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    Julia Carrera Bludeni
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

    Estrategista

    Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

    108 visualizações

    relacionados

    Bitnami