Mercados Hoje: Sem “Exit” no Brexit

tags Intermediário

Introdução: Bolsas asiáticas operaram sem direções claras. Na Europa, a crise enfrentada pelo governo de Theresa May pressiona o FTSE britânico que cai -0,49%. Entretanto, o STOXX 600 opera em alta de 0,22%. Nos EUA, tom mais “dovish” do Fed se sobrepõe às incertezas do Brexit, e o futuro do S&P já inicia o dia em terreno positivo. O dólar, medido pelo DXY, opera em terreno neutro. Na frente das commodities, ativos mantém tendência de alta. O preço do petróleo (brent) opera próximo aos US$ 60,60/barril.


CENÁRIO EXTERNO: SEM EXIT NO BREXIT (PELO MENOS POR ENQUANTO…)

Mercados: Bolsas asiáticas operaram sem direções claras. O índice de Shangai se manteve inalterada na sessão de ontem, aos 2.692 pontos. Na Europa, crise enfrentada pelo governo de Theresa May pressiona o FTSE britânico, que recua 0,42%. Entretanto, o STOXX 600 opera em alta de 0,22%. Nos EUA, tom mais “dovish” do Fed se sobrepõe às incertezas no tocante ao Brexit, e o futuro do S&P já inicia o dia em terreno positivo. O dólar, medido pelo DXY, opera em terreno neutro.

Ano novo, velhos problemas… O acordo costurado pela Primeira Ministra britânica, Theresa May, sofreu uma derrota histórica em votação no Parlamento ontem, inclusive foi a maior derrota que um primeiro(a) ministro teve em mais de um século na terra da rainha. Foram 202 votos a favor e 432 votos contra, uma diferença de 230 votos que configurou uma das maiores derrotas de um governo já registradas no Reino Unido. Após a derrota, May declarou que permitiria que uma nova moção para retira-la do governo seja discutida e votada hoje – evento que foi confirmado logo em seguida pelo líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn. O debate que antecede o voto de confiança esta agendado para durar ao longo do dia todo, e a Primeira Ministra corre o risco de ser deposta do seu cargo caso perca a votação.

PPI corrobora a tese de um Fed mais “dovish“… O índice de preços ao produtor americano (PPI, em inglês) registrou queda no mês de dezembro. A medida de preços recebidos por produtores recuou 0,1% no núcleo – medida que exclui os preços mais voláteis de energia e alimentos – em comparação com novembro, ficando abaixo da mediana das expectativas de mercado: um aumento de 0,2% (segundo a Bloomberg). Em sua totalidade, o índice recuou 0,2% no mês. Quando olhada em conjunto com o PCE, a medida de inflação preferida pelo Fed, esta leitura corrobora com a visão de que a inflação deve se manter comportada pelos próximos meses. Em suma, no cenário atual, em que muitos indicadores já sinalizam o arrefecimento econômico em escala global, uma inflação ancorada passa a ser um argumento mais forte para que o Fed mantenha cautela em relação a um próximo aumento da taxa de juros.

Na agenda… Como principal destaque agenda internacional teremos a divulgação do Livro Bege do Fed nos EUA (17h00). Mais cedo, também nos Estados Unidos, sai o índice de confiança dos construtores (13h00).


BRASIL: PRIMEIRO PASSO DADO

Recebendo nossos vizinhos em casa… O presidente da Argentina, Mauricio Macri, deve se reunir com Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto hoje as 10h30. Este encontro marca a primeira visita do chefe de Estado argentino desde que o novo Presidente tomou posse.

À espera do texto final… De acordo com o Chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, estão sendo feitos os últimos retoques na proposta para a reforma da previdência, que deve ser fechada até domingo. A ideia é que Bolsonaro bata o martelo quando voltar do Fórum Econômico Mundial, que ocorrerá entre os dias 22 e 25 de janeiro. Ainda, Onyx garantiu haver “consenso absoluto” entre a equipe econômica e política do novo governo.

Primeiro passo dado… O presidente Jair Bolsonaro assinou ontem o decreto que flexibiliza a posse de arma. O texto assinado pelo presidente simplificou o caminho para o cidadão obter autorização da Polícia Federal para a posse da arma, licença que prevê que o equipamento poderá ser mantido dentro da residência ou no local de trabalho. Apenas 3 pontos serão obrigatórios para obter uma arma: (i) participação em curso de tiro; (ii) aptidão psicológica; e (iii) e a comprovação de ausência de antecedentes criminais.

Pesquisa Mensal do Comércio… As vendas no varejo, na ótica restrita (ex-veículos e materiais de construção) registraram alta de 2,9% na margem, na série com ajuste sazonal. O resultado veio bem acima da mediana das expectativas do mercado (Bloomberg), de 1,0% na margem. O aumento das vendas se deve principalmente ao Black Friday, que impulsionou as vendas nas categorias de artigos de uso pessoal (6,9% MoM), moveis e eletrodomésticos (5,0% MoM) e de artigos farmacêuticos e cosméticos (2,8% MoM). Por isso o dado precisa ser analisado de forma parcimoniosa. Falamos mais destes dados no Flash Macro.

Na agenda… O destaque da agenda econômica desta quarta-feira é a divulgação da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), que mede a atividade do setor de serviços. A expectativa é de uma leitura mais fraca, refletindo fraco desempenho na indústria no mês de novembro.

E os mercados hoje? Bolsas internacionais devem continuar os movimentos de baixa aversão ao risco. No Brasil, a expectativa é de um dia morno para mercados, que fica a espera de novos desenvolvimentos tocantes à reforma da Previdência. O CDS de 5 anos, que mede o risco-país brasileiro, opera em baixa, por volta dos 182 pontos.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -0,44%, aos 94.055 pontos;
Real/Dólar: +0,65%, cotado a R$3,7210;
Dólar Index: -0,08%, 95,963;
DI Jan/21: +06 pontos base, 7,430%;
S&P 500: +1,07% aos 2.610 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Bolsonaro cumpre promessa e facilita a posse de armas
– Com flexibilização, Brasil se aproxima da Itália e de Israel
– Em revés histórico para May, acordo do ‘brexit’ é rejeitado
– Assembleia chama Maduro de usurpador e anuncia transição

O Estado de São Paulo
– Decreto das armas exclui sete sugestões de Moro
– Parlamento britânico rejeita acordo do Brexit
– Com rombo de R$ 6 bi, Goiás vai pedir ajuda à União
– Ataque terrorista mata 14 no Quênia

Valor Econômico
– VW e Ford unem forças para novos tempos do automóvel
– Derrota no Brexit ameaça derrubar May
– Decreto sobre armas desagrada dois lados
– Brasil e Nigéria lançam megaprojeto

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Cândido Victor Cândido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

146 visualizações

relacionados

Bitnami