Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Introdução: Índices asiáticos encerraram a semana em tom negativo; Na Europa, o mercado se movimenta com o mesmo viés baixista; Em NY, futuros operam no vermelho, sinalizando uma abertura fraca também para ativos de risco americanos, e o dólar (DXY) perde força contra seus principais pares; Uma nova ameaça de Donald Trump pôs um fim à trégua comercial com a China, e pressionou os ativos de risco globais na tarde de ontem – o movimento se estende por esta manhã; Com a deterioração do cenário comercial, payrolls mais fracos podem fazer membros do Fomc reconsiderar mais um corte na taxa de juros; Em relação às commodities, ativos têm sessão de recuperação, e o petróleo (Brent crude) sobre 2,2%, negociado próximo dos US$ 62,00/barril. No Brasil, o mercado acompanha do noticiário corporativo e fica a mercê dos movimentos no exterior.


CENÁRIO EXTERNO: RISK-OFF

Mercados… Índices asiáticos encerraram a semana em tom negativo. O Hang Seng (-2,3%), de Hong Kong, o índice composto de Shanghai (-1,4%) e o Nikkei (-2,1%) caíram de forma acentuada na sessão. Na Europa, o mercado se movimenta com o mesmo viés baixista. As bolsas de Frankfurt e de Londres recuam 2,2% e 1,6%, respectivamente. Em NY, futuros operam no vermelho, sinalizando uma abertura fraca também para ativos de risco americanos, e o dólar (DXY) perde força contra seus principais pares. Em relação às commodities, ativos têm sessão de recuperação, e o petróleo (Brent crude) sobre 2,2%, negociado próximo dos US$ 62,00/barril.

Risk-off… Um dia após o término da última rodada de negociações comerciais em Pequim, e do Fed ter decepcionado expectativas pelo início de um novo ciclo de afrouxamento monetário, o presidente americano, Donald Trump, pôs um fim à trégua provisória que havia firmado com Xi Jingping durante o encontro do G20, intensificando perdas para ativos de risco. Em sua conta no Twitter, Trump anunciou que deverão ser impostas novas tarifas de 10% sobre US$ 300 bilhões de produtos chineses. Mais: as tarifas de 25% que já estão vigentes sobre US$ 250 bilhões de produtos chineses seguem inalteradas. De modo geral, o mercado não recebeu bem a possibilidade de novas tarifas, e o anúncio predominou como principal catalizador para o movimento de risk-off de ontem à tarde e que já se estende para o dia de hoje.

Payrolls podem apontar erro… O mercado tem mostrado que acredita que o Fed possa ter cometido um erro ao não sinalizar um ciclo mais longo de corte de juros, e caso os dados de emprego de julho confirmar expectativas de desaceleração contra junho, além da alta ainda modesta dos salários pagos por hora, isto deve ficar ainda mais claro. Vale ressaltar: os riscos advindos das tensões comerciais com a China foram citados como um dos principais fatores que os membros do FOMC levaram em consideração para ratificar um “corte de precaução”, e uma deterioração nesta frente tem o potencial de levar o Fed a reconsiderar um novo corte.

Na agenda… Nos EUA, além dos dados de emprego (9h30), saem as encomendas à indústria de junho (11h) e o índice de confiança do consumidor da Universidade de Michigan (11h).


BRASIL: PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRÁS AVANÇA

Bolsonaro libera privatização da Eletrobrás… O ministro de Minas e Energia, Bento Abulquerque, enviou comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), informando que o presidente Jair Bolsonaro autorizou a venda da Eletrobrás. O governo pretende vender ações da holding até perder controle majoritário, tornando a holding em uma empresa de capital pulverizado, sem acionista majoritário. A Eletrobrás é responsável pela geração de 37% de toda a energia elétrica do país.

R$ 20 bilhões… A venda da participação deve gerar em torno de 20 bilhões de caixa para os cofres públicos. Antes disso, o governo terá que reestruturar a empresa para manter controle sobre 2 dos seus maiores ativos: a Itaipu, hidroelétrica compartilhada com o Paraguai, e a Eletronuclear, subsidiaria composta pelas usinas termonucleares em Angra dos Reis (RJ). O governo manterá o controle sobre ambos os ativos.

Congresso… Como a Eletrobrás é uma “empresa mãe” e não uma subsidiaria, como no caso da BR distribuidora, que passou por processo similar em julho, a venda requer aprovação pelo Congresso. Por esta razão, o governo não divulgou cronograma para o processo de desinvestimento. Em 2017, o então o presidente Temer buscou vender a participação do Governo na holding, mas não recebeu o aval necessário do Legislativo.

Petrobrás tem alta de 87% no lucro… A Petrobrás informou que teve alta de 87% em seus lucros, em comparação com o mesmo período em 2018. A estatal registrou lucro líquido de R$ 18,9 bilhões. A venda de participação na Transportadora Associada de Gás (TAG) foi fator determinante nos resultados, gerando R$ 21,4 bilhões para a empresa petroleira. Sem o desinvestimento na transportadora, o lucro da estatal seria de R$ 5,2 bilhões, abaixo do esperado pelo mercado.

Na agenda… Não serão divulgados indicadores relevantes no dia de hoje.

E os mercados hoje? No exterior, bolsas mantém movimento de risk-off verificado na tarde de ontem. Aqui, o mercado segue reagindo à temporada de balanços. Com isso, esperamos um dia de viés neutro/negativo para ativos de risco locais.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,31%, aos 102.125 pontos;
Real/Dólar: +0,87%, cotado a R$ 3,844;
Dólar Index: -0,17%, cotado a 98.346;
DI Jan/21: -08 pontos base, 5.42%;
S&P 500: -0,90% aos 2953 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Jornais:

Folha de São Paulo
– Após requisitar mensagens, STF articula afastamento de Deltan da Lava Jato
– Perícia daria legitimidade ao crime de hackers, diz procurador
– Hacker afirma que não copiou conversas de Dilmas e Moraes
– Indicado de Bolsonaro para comissão já ameaçou descer ‘porrete’ em manifestantes.

O Estado de São Paulo
– Nordeste recebe apenas 2,2% de novos empréstimos da Caixa Econômica
– Para cumprir teto, USP reduz salários de 2 mil servidores
– BB estuda vender R$ 6,5 bi em ações e sair da Cielo
– Por pesca ilegal, Ibama multa em R$ 70 mil barco de família de secretário

Valor Econômico
– BNDES perderá recursos do FAT e terá crédito limitado a R$ 70 bilhões
– Petrobras registra seu maior lucro trimestral da história
– EUA alertam Brasil para risco da tecnologia 5G
– Corte de juros reforça projeção de R$ 100 bilhões em ofertas de ações no ano

O Globo
– Petrobras vai acelerar privatizações, após lucro recorde
– Datafolha: 86% dos brasileiros rejeitam mineração em terras indígenas, defendida por Bolsonaro
– Brasil teve prejuízo de R$ 1,5 bilhão em Itaipu, estima governo
– Deputado do PSL diz ter sofrido ‘atentado’ ao impedir ‘maconhaço’ em bar

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
211 visualizações

relacionados

Bitnami