Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: O foco é um só

Introdução: Bolsas asiáticas tiveram dia mais negativo. Na Europa, os principais índices de mercado operam em queda. Nos EUA, o futuro do S&P em terreno negativo sinaliza um início de sessão também menos favorável para ativos de risco. Para as commodities, o dia é misto. No Brasil, o vácuo político da reforma da previdência mantém o Ibovespa “de lado”.


CENÁRIO EXTERNO: REINO UNIDO TEM DIA DO FICO

Mercados… Bolsas asiáticas tiveram uma sessão mais negativa. O índice de Shanghai recuou 0,42%; e o Nikkei japonês teve queda de 0,20%. Na Europa, os principais índices de mercado também operam em baixa: o Stoxx 600 cai 0,21%; e o Dax, em Frankfurt, registra baixa de 0,45%. Nos EUA, o futuro do S&P em terreno negativo sinaliza um início de pregão mais fraco para ativos de risco. Já as commodities se movimentam sem direções claras. Destaque negativo para o preço do petróleo, que recua 0,91%, ficando próximo à marca de US$ 60,70/barril.

Dia do fico… Ontem, a Primeira Ministra britânica, Theresa May, obteve uma vitória histórica em votação no Parlamento. A margem da vitória foi diminuta – 306 membros votaram a favor de sua deposição, enquanto 325 votaram contra. Ainda assim, May assegurou sua posição de liderança e se manterá a frente das conversas do Brexit. Paralelamente, não houve progresso no tocante ao acordo em si, que deve continuar a ser discutido ao longo da semana. Vale ressaltar: muitos parlamentares votaram a favor de May como forma de evitar uma eleição geral, que potencialmente atrasaria o processo.

Longe do falcão…  Ontem, o Fed divulgou o Livro Bege, que tem como objetivo comentar as condições econômicas atuais dos Estados Unidos. A visão apresentada pelo BC americano foi de um horizonte predominantemente positivo, reflexo de registros de crescimento da atividade econômica (isto é, em grande parte do país) e de um mercado de trabalho ainda aquecido. Em contrapartida, o otimismo, em alguns distritos, tem diminuído, diante: (i) da alta volatilidade do mercado financeiro; (ii) aumento das taxas de juros de curto prazo; e (iii) elevada incerteza que ronda o cenário político e comercial do país. Em suma, o Livro Bege confirmou o que vinha sendo comentado pelas autoridades do Banco Central: a mensagem é de que novas altas da taxa de juros não serão descartadas em 2019 – uma vez que a economia americana sinaliza que continuará crescendo acima do seu potencial. Ainda assim, o cenário atual, que conta com uma inflação comportada e sinais de um arrefecimento econômico em escala global, pede cautela em relação a qualquer movimento no tocante à política monetária.

Na agenda… O destaque da agenda internacional é a divulgação do índice de preços ao consumidor da Zona do Euro. A expectativa é de um alta de 1,6% na comparação interanual (1,0% no núcleo).


BRASIL: MONITORANDO A PREVIDENCIA

O foco é um só… O mercado doméstico não trouxe grandes novidades na sessão de ontem. O foco dos investidores segue voltado aos novos desenvolvimentos no tocante à reforma da Previdência, que vem sendo guardada a sete chaves pelo governo. Um novo detalhe do texto é com relação ao limite do acumulo de aposentadoria e pensão que é defendido pela nova equipe econômica. A proposta de Armínio Fraga e Paulo Tafner prevê um pagamento integral dos benefícios apenas caso a soma dos benéficios fique em até um salário mínimo. Entre um e três salários mínimos, o limite seria de 80%; entre três e cinco, 60%; entre cinco oito, 50%; e acima de oito, 40%.

Pontos por anos… A equipe econômica do governo avalia também criar um novo sistema de pontuação para a regra de transição na reforma da previdência. Pela proposta, os homens teriam que chegar aos 110 pontos na soma de idade com o tempo de contribuição. Para as mulheres, seriam necessários entre 106 e 108 pontos. Haveria ainda uma espécie de bônus, de 10 ou 12 pontos. O sistema de pontuação seria opcional. Quem entrasse na regra de transição poderia optar entre se apresentar pelos pontos ou pela idade mínima. A regra atual diz que são necessários 30 anos de contribuição para as mulheres e 35 para os homens.

Aperto estadual… Há relatos de que o governador do Mato Grosso, Mauro Mendes, pretende declarar estado de calamidade fiscal. Ontem, Mendes se reuniu com Paulo Guedes para pedir a liberação de aproximadamente R$ 500 milhões do Fundo de Apoio ás Exportações. O Ministro da Economia se propôs a analisar se há espaço no orçamento e no teto de gastos.

Na agenda… O destaque da agenda nacional foi a divulgação dos dados de atividade econômica do Banco Central, o IBC-BR. A leitura para o mês de novembro foi de 1,86% na comparação interanual, acima da mediana das expectativas de mercado (Bloomberg). Em relação a outubro, a variação foi de uma alta de 0,29%. Este resultado deve ser olhado de forma parcimoniosa, uma vez que ele incorpora os efeitos da Black Friday – evento que alavancou as vendas no varejo do período. Quando olhando para o setor de serviços (PMS) e para a indústria (PIM) de forma isolada, a atividade no mês de novembro teve um desempenho regular, bem em linha com as expectativas.

E os Mercados hoje? O dia deverá seguir menos positivos para as bolsas internacionais, onde eventos relacionados à política se mantêm em foco. No Brasil, a expectativa e de mais um dia morno, sem grandes variações no Ibovespa. O CDS de 5 anos brasileiro – medida para o risco páis – opera próximo à estabilidade, em 182 pontos.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,36%, aos 94.393 pontos;
Real/Dólar: +0,41%, cotado a R$3,7364;
Dólar Index: +0,05%, 96,103;
DI Jan/21: +0 pontos base, 7,430%;
S&P 500: +0,22% aos 2.616 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Militares movem para que reforma da Previdência os exclua
– Ao contrário da posse de arma, porte deve demorar
– Parecer enviado à PF rastreia origem de notícias falsas
– Mato Grosso, em grave crise fiscal, decreta calamidade

O Estado de São Paulo
– Governo quer limite à soma de aposentadoria e pensão
– Eleição no Senado vai repetir tom do voto ‘anti’
– Barreira ao aço imposta pela União Europeia atinge o país
– Brasil e Argentina agilizam extradições

Valor Econômico
– Rio, um desafio financeiro de R$ 25,5 bilhões
– Grau de periculosidade vai separar detentos
– Doria convida Mozart, vetado por Bolsonaro
– Fim da Justiça do Trabalho é questionado

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Candido Victor Candido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

445 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami