Mercados Hoje: Nem ganhou e nem perdeu (no governo)

tags Intermediário

Introdução: Bolsas asiáticas começaram a semana em alta; A bolsa chinesa de Shangai e a coreana de Seul, não funcionarão ao longo desta semana devido ao feriado do ano novo lunar; Na Europa o dia começa fraco; Nos EUA, o futuro do S&P opera sem direções claras; Na frente das commodities, o petróleo continua avançando, se aproximando dos US$63 por barril, no tipo brent. Na seara emergente o peso mexicano desvaloriza 0,21% e a lira turca também perde, 0,38%.


CENÁRIO EXTERNO: ALTOS E BAIXOS DE TRUMP…

Mercados Globais… Bolsas asiáticas começaram a semana em alta, Nikkei avançou 0,46% e Hong Kong subiu 0,21%. A bolsa chinesa de Shangai e a coreana de Seul, não funcionarão ao longo desta semana devido ao feriado do ano novo lunar. Na Europa o dia começa fraco, com o DAX recuando -0,04%. Na frente das commodities o petróleo continua avançando, se aproximando dos US$63 por barril, no tipo brent.

Altos e baixos de D. Trump…. O índice de gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) da indústria da China caiu de 49,7 em dezembro para 48,3 em janeiro, resultado mais baixo desde fevereiro de 2016, informaram a Caixin Media e a IHS Markit nesta sexta-feira. O mercado esperava um número mais próximo da estabilidade, ao redor de 50 pontos.

Payrolls… .Os dados de emprego americanos (Payroll) registraram a criação de 304 mil postos de trabalho no mês de Janeiro. Esse resultado ficou acima da leitura do mês de dezembro, de 222 mil postos (valor revisado), e superou em muito as expectativas do mercado (Bloomberg), que previa a abertura de 165 mil vagas. Por outro lado, o valor médio do salário/hora do trabalhador americano apresentou um crescimento mais moderado em relação ao mês anterior, de 0,1%, ficando abaixo da mediana das expectativas de mercado, de 0,3% (Bloomberg). Na comparação interanual o valor médio do salário/hora esta 3,2% mais alto. Vale ressaltar: os números do payroll deste mês corroboram com a visão apresentada pelo presidente do Fed, Jerome Powell, uma vez que o crescimento do numero de empregados acusa uma economia mais robusta enquanto o aumento do valor médio do salário/hora do trabalhador ainda não sinaliza nenhum tipo de pressão inflacionária que exija alguma reação do Banco Central americano.

Na agenda… Nos EUA, teremos a divulgação de indicadores que haviam sidos adiados pela paralisação do governo. Hoje sai o índice ISM de condições empresariais em NY em janeiro (12h45) e as encomendas à indústria em novembro (13h). Ainda, na noite desta 4ª feira, Donald Trump realiza discurso sobre o Estado da União no Capitólio. Na Europa, o destaque fica com a reunião do BC inglês, agendado para esta 5ª feira. Por fim, teremos os mercados fechados para negociações ao longo da semana inteira em Shanghai e em Seul, que comemoram o feriado do ano novo lunar.

 


BRASIL: NEM GANHOU E NEM PERDEU (NO GOVERNO)

Resolução no parlamento… Rodrigo Maia (DEM-RJ) confirmou sua hegemonia e foi eleito reeleito presidente da Câmara Federal. O resultado já era mais que esperado, principalmente após Maia costurar o apoio de um grande bloco de esquerda (que inclusive isolou o PT). Vitória da equipe econômica de Bolsonaro, principalmente de Paulo Guedes que vê em Maia um aliado para a votação da reforma da previdência. Vitória para Guedes e derrota para Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil, que apoiava nomes alternativos a Maia.

Enquanto isso no Senado… Após o show de horrores (assim noticiado pelos principais jornais), foi eleito o Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) como o novo presidente da casa. O novato levou a disputa mais complicada e tumultuada. Fato é que Renan pode se tornar uma pedra no sapato e atuar de forma a prejudicar a votação de agendas caras ao governo, como a previdência.

Ganha o núcleo de Onyx…  Alcolumbre era apoiado de forma explícita por Lorenzoni. Era quase certa a derrota do candidato do governo, porém, dada as reviravoltas (idiossincráticas da política brasileira), a zebra levou e por consequência, deixou claro que Onyx tem capacidade política. Vence Onyx, perde Guedes, uma vez que a agenda econômica pode ser prejudicada pelo novo arranjo que emerge no Senado.

Maia já dá a direção… O presidente reeleito afirmou à Folha que é possível votar a reforma da Previdência até julho se o Congresso deixar a agenda de costumes em segundo plano.

A gambiarra vai dar certo? A maioria dos líderes da Câmara dos Deputados apoia a estratégia do governo Bolsonaro de utilizar a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência do presidente Michel Temer para encaminhar sua própria versão do projeto e, com isso, reduzir em pelo menos dois meses na tramitação, mas há dúvidas entre técnicos se haverá emendas que deem suporte a todas as modificações que o novo governo deseja fazer no texto, principalmente em relação ao novo regime de capitalização.

Virou a mão… Depois de privilegiar as bancadas temáticas na formação de seu ministério, governo Jair Bolsonaro agora recorrerá à negociação com líderes partidários e, principalmente, com bancadas do Estados em sua relação com a Câmara dos Deputados. A estratégia começará a ser testada já nos próximos dias, às vésperas do envio da proposta da reforma da Previdência ao Congresso Nacional.

Esvaziado… Aleijado do comando das duas Casas no Congresso pela primeira vez desde 1985, o MDB tenta juntar os cacos depois da turbulenta eleição no Senado. A derrota de Renan Calheiros (MDB-AL) para Davi Alcolumbre (DEM-AP) deve exigir que a legenda antecipe uma reformulação para sobreviver às próximas eleições, em 2020. O controle do Legislativo era visto como o último nicho de poder do MDB.

Expectativas… A mediana das expectativas para o IPCA teve queda expressiva da semana passada para essa, de 4% para 3,94%. Aos poucos o desvio da meta (4,25%) vai aumentando, gerando maior conforto para o BC conduzir a política monetária em 2019. A expectativa de câmbio também se reduziu, e agora está em R$3,70 (ante R$3,75). E pela primeira vez (na mediana) a expectativa de Selic caiu para 6,50%.

Agenda… Na 4ªF haverá reunião do Copom, onde se espera a estabilidade da taxa Selic, porém o mercado quer ver se já virá alguma pista de que o BC poderá diminuir a Selic ainda em 2019. Por fim, na 6ªF o IBGE divulga o IPCA de janeiro, onde esperamos um avanço de 0,37%.

E os mercados hoje? O mundo continua com pouca aversão ao risco, o prêmio de risco brasileiro opera abaixo dos 170 pontos. Não vemos nenhum impedimento para um dia positivo nos mercados brasileiros.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,48%, aos 97.861 pontos;
Real/Dólar: +0,28%, cotado a R$ 3,6572;
Dólar Index: +0,00%, 95.579;
DI Jan/21: -0,6 pontos base, 6,950%;
S&P 500: +0,09% aos 2.706 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Ministro deu verbas públicas para candidatura de laranja
– Sem agenda de costumes, é possível votar a Previdência
– Pacote de Moro iguala milícias a grupos como PCC
– Vale recusou oferta de sistema de monitoramento

O Estado de São Paulo
– Isenções vão fazer INSS abrir mão de R$ 54 bi no ano
– Nova regra libera médicos para atender pela internet
– Planalto cria ‘gabinete’ para ouvir pedidos de deputados
– Lama já está matando rio Paraopeba

Valor Econômico
– Governo vence primeira disputa no Congresso
– Orçamento ganha ”folga” de R$ 26 bi
– Projeto de Moro amplia penas e favorece polícia
– Indústria de alta tecnologia encolhe no país

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

Estrategista

Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

177 visualizações

relacionados

Bitnami