Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: Natal no ano e o novo governo na rua

tags Intermediário

Introdução: Bolsas asiáticas refletem o otimismo das declarações de Trump acerca de um possível acordo mais duradouro com a China na questão comercial; Na Europa, onde nem todas as bolsas abriram hoje, a tônica também é positiva; Nos Estados Unidos os futuros avançam demostrando que o último dia dos mercados em 2018 deverá ser positivo. No Brasil, o novo governo faz os últimos ajustes enquanto transição e se prepara para começar a comandar o país a partir de amanhã; Diversas prioridades e medidas que irão ser tomadas nos primeiros 100 dias do governo já estão definidas; Prioridade do governo é a reforma da previdência.


CENÁRIO EXTERNO: UM PRESENTE DE NATAL EM PLENO ANO NOVO.

Mercados Globais… Na ásia poucos mercados abriram na última noite, o destaque ficou com o índice Hang Seng de Hong Kong que avançou 1,34%. Na Europa, onde também vários mercados não abriram, o dia é positivo: O FTSE londrino avança 0,20%. No front das commodities, o destaque é o petróleo, que reflete o noticiário positivo entre Estados Unidos e China, avançando quase 2% o barril do tipo brent. Os futuros de ações nos EUA também avançam, o S&P avança 0,78%.

Em plena véspera de ano novo, um presente para os mercados… Ontem no Twitter, Trump surpreendeu e disse que teve uma “longa e boa ligação” com Xi Jinping acerca da trégua na guerra comercial sino-americana, que começou há um mês atrás em Buenos Aires. Lembrando que no dia 1º, na cúpula do G20 em Buenos Aires, Trump e Xi anunciaram uma trégua na guerra comercial travada entre os países. Um cessar-fogo adiou por 90 dias um aumento nas tarifas impostas a US$ 200 bilhões (R$ 780 bilhões) de bens chineses de 10% para 25%, planejado para esta terça (01/01).

Boa vontade de ambos os lados… A China disse estar disposta a trabalhar com os EUA para implementar o “importante consenso” alcançado no G20, num possível sinal de progresso nas negociações comerciais após um telefonema entre os líderes dos dois países no fim de semana.

A notícia não poderia vir em hora melhor… O índice oficial de gerentes de compras (PMI, nas iniciais em inglês) do setor industrial da China caiu para 49,4 em dezembro, de 50,0 em novembro, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas. O resultado foi o menor desde fevereiro de 2016. A retração em dezembro fez com que o indicador atingisse o seu nível mais baixo em mais de dois anos, além de refletir os crescentes ventos contrários enfrentados pela segunda maior economia do mundo.

Agenda… Não existe nenhum indicador/evento relevante a ser divulgado no dia de hoje. 


BRASIL: HORA DE PÔR O NOVO GOVERNO NA RUA

100 primeiros dias para pôr o novo governo para funcionar… O próprio presidente eleito Jair Bolsonaro quem marcou a data: a gestão que toma posse amanhã precisa entregar nos primeiros 100 dias ações efetivas nas mais variadas áreas. Deflagrar a reforma da Previdência é a prioridade máxima.

Enfim, a realidade de governar bate a porta de Bolsonaro… Desafios, como uma solução definitiva para a variação do preço do diesel, assunto prioritário para os caminhoneiros; a adoção de medidas de impacto para combater a criminalidade; e a guinada prometida na política externa. Além, da liberação da posse de arma para aqueles cidadãos que não tenham antecedentes criminais.

A política também chega junto com a faixa presidencial… Bolsonaro ainda enfrentará o teste da política partidária: serão eleitos os presidentes da Câmara e do Senado. Oficialmente, o futuro ocupante do Palácio do Planalto prometeu não interferir na disputa, mas sabe que os nomes escolhidos poderão ajudar ou atrapalhar a tramitação dos projetos de seu interesse.

A reforma que todos querem em 2019… A reforma da Previdência é considerada a medida mais importante dos primeiros 100 dias. Por se tratar de um tema polêmico e que mexe com a vida de muita gente, sua aprovação é difícil no Congresso. Integrantes da equipe econômica se articulam em várias frentes para derrubar resistências às mudanças.

A abertura comercial… O próximo governo estuda uma série de medidas para abrir a economia brasileira, que vão desde o corte de tarifas de importação até mudanças nas áreas trabalhista e tributária, além de revisão de cotas e outras barreiras. Segundo integrantes da equipe de transição, a abertura comercial e a competitividade estarão na linha de frente das medidas que devem ser anunciadas logo que o presidente eleito Jair Bolsonaro tomar posse, nesta terça-feira. Os efeitos de uma política mais ampla de abertura comercial podem ser enormes, inclusive gerando possíveis choques positivos de produtividade na economia.

Fim de sombra e água fresca para alguns setores da economia… Outro membro da equipe econômica que assumirá o posto na terça-feira revelou para O Globo, que o novo governo pretende acabar com a política de concessão de benefícios e subsídios voltados para setores específicos nas áreas de comércio, indústria e serviços. A ideia é buscar soluções horizontais para problemas que impedem ou dificultam o crescimento da economia, com destaque para o excesso de regulamentação e os empecilhos que inibem investimentos e elevam os custos das empresas.

Agenda… Não existe nenhum indicador/evento relevante a ser divulgado no dia de hoje.

E os mercados hoje? Não haverá negociação nas bolsas brasileiras, logo, aproveitamos o espaço para lhe desejar um excelente 2019, com muita saúde e prosperidade. Feliz ano novo!

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +2,54%, aos 87.887 pontos;
Real/Dólar: +0,05%, cotado a R$3,876;
Dólar Index: -0,08%, 96,402;
S&P 500: +0,16% aos 2.485 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


 

Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Governo Temer chega ao fim com rejeição em queda

O Estado de São Paulo
– Bolsonaro planeja privatizar Congonhas e Santos Dumont

O Globo
– Bolsonaro traça ‘plano dos 100 dias’ de governo

Valor Econômico
– PEC buscará desvinculação do Orçamento

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Candido Victor Candido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

204 visualizações

relacionados

Bitnami