Introdução: A maior aversão a risco predomina no exterior, diante das disputas comerciais entre EUA e China, além do quadro incerto com relação à politica monetária americana. Por lá, especula-se um aumento de juros mais acelerado que o cenário reportado pelo Fed. O dólar perde forças entre os principais pares; e as bolsas globais recuam. No Brasil, o destaque é a pesquisa Datafolha, divulgado na noite de ontem. Os mercados locais devem seguir o exterior, e a cautela por conta do front político doméstico.


CENÁRIO EXTERNO: RISK OFF

Mercados… As bolsas recuam na Europa, após quedas na maioria dos mercados asiáticos. Nos EUA, S&P futuro também opera no vermelho. O dólar opera em baixa frente aos principais pares; e misto frente aos emergentes. As commodities também apresentam viés mais negativo. O brent cai à casa dos US$81/barril. Ouro e prata, exceções, operam em alta.

Na agenda de hoje… Nos EUA, no front macro, destaque para os dados de inflação ao consumidor de setembro (9h30). Este é um dos índice mais “olhado” pelo Fed. Uma inflação dentro das expectativas deverá reduzir as tensões com os juros americanos. Em 12 meses, espera-se que o índice atinja para 2,4%. Por outro lado, o “núcleo”, índice que desconsidera alimentos e energia, deve apresentar uma leve alta em 2,3%. Além disso, outros dados serão divulgados: (1) pedidos de auxílio desemprego (9h30); e (2) dados de estoques de petróleo (12h).


BRASIL: OS MESMOS 16 PONTOS

Nada mudou… Na noite de ontem foi divulgada a primeira pesquisa Datafolha para o segundo turno das eleições. Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) continuam com a mesma distância em pontos percentuais que eles tinham ao final do primeiro turno. 16p.p. Bolsonaro tem 58% dos votos válidos e Haddad 42%. Brancos e nulos somam 8% dos entrevistados e os indecisos 6%.

Avançaram igual… Tanto Bolsonaro e Haddad avançaram em relação aos números do primeiro turno 12p.p.

De onde vem os números… O Capitão tem forte apoio do eleitorado masculino: 63% a 37% dos válidos. No feminino, a disputa é mais acirrada: 52% a 48%. Por região, o candidato do PT lidera apenas no Nordeste (62% a 38% dos votos válidos). No Sudeste, Bolsonaro vence por 63% a 37%. No Sul e no Centro-Oeste, Bolsonaro teria as maiores vantagens se a eleição fosse hoje: 70% a 30% e 69% a 31%, respectivamente. Finalmente, na região Norte, se observou a vantagem de onze pontos percentuais para Bolsonaro: 56% a 44%.

Mais geografia numérica… Segundo o Datafolha, Haddad cresceu 18 pontos porcentuais no Sudeste na comparação com o resultado do primeiro turno, enquanto Bolsonaro obteve 10 pontos. No Norte e Centro-Oeste, o alta de Bolsonaro foi de 13 pontos, e a de Haddad, de 8. No Nordeste, os dois candidatos cresceram 12 pontos cada. No Sul, o candidato do PSL teve crescimento de 13 pontos, e o petista, de 10.

Transferência… A pesquisa também traz informações sobre a transferência de votos de candidatos que não passaram do primeiro turno para Haddad e Bolsonaro. 58% dos eleitores de Ciro Gomes (PDT) dizem que vão votar em Haddad, 19% optam por Bolsonaro e os demais dizem que vão anular ou não sabem. Dos eleitores de Alckmin (PSDB) 42% migram para Bolsonaro e 30% para Haddad. No caso de João Amoêdo (NOVO), 49% prefere Bolsonaro e 18% preferem o petista. Já os de Marina Silva são mais favoráveis a Haddad com 37% de preferência e 18% para Bolsonaro.

E os mercados hoje? O dia segue negativo lá fora o que deve trazer alguma pressão negativa para mercados emergentes como o nosso. Porém, o resultado da pesquisa Datafolha deve trazer alívio ao mostrar que Bolsonaro continua com ampla vantagem e irá continuar trazendo uma pressão positiva para os ativos locais.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -2,30%, aos 83.679 pontos;
Real/Dólar: +1,13%, cotado a R$ 3,756;
Dólar Index: -0,37%, 95,155;
DI Jan/21: +12 pontos base, 8,760%;
S&P 500: -3,29% aos 2.786 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


EMPRESAS:

Gafisa: Prévia operacional do 3º tri
Impacto: Marginalmente Negativo.

Rafael Passos – Equipe Econômica


Jornais:

Folha de São Paulo
– Bolsonaro, com 58%, tem 16 pontos a mais que Haddad
– Deputado fala em limite à privatização e Bolsa cai 2,8%
– Candidato do PSL quer Bolsa Família maior e renomeado
– Pacientes de Hiroshima

O Estado de São Paulo
– Propostas para Previdência elevariam custos a R$ 310 bi
– Médico avalia datas para nova cirurgia de Bolsonaro
– Perfil da Câmara está mais militar, feminino e jovem
– Aeroporto no interior fecha para evitar resgate do PCC

O Globo
– Datafolha: Bolsonaro tem 58% e, Haddad, 42%
– Fala de candidato do PSL sobre economia afeta o mercado
– Entidades repudiam casos de agressão
– “Apoio crítico” do PDT esfria frente pró-Haddad

Valor Econômico
– Bolsonaro frustra mercado com fala antiprivatização
– Datafolha traz candidato do PSL com 16 pontos à frente
– Bancos pedem mais clareza e são cautelosos
– Acionista do país decide na Embraer

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

176 visualizações

relacionados

Bitnami