Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: Morde e assopra

Introdução: Bolsas asiáticas fecharam pregões com ganhos. Na Europa, principais índices já apresentam altas relevantes. Do outro lado do atlântico, bolsas de NY devem seguir com a tendência altista de ontem. O dólar (DXY) se mantem próximo da estabilidade. Na frente das commodities, ativos esboçam dia de movimentação positiva. O preço do petróleo (brent), fica ao redor dos US$ 61,33/barril. No Brasil, espera por mais detalhes acerca do novo texto da reforma da Previdência deve continuar até pelo menos o fim do Fórum Econômico Mundial.


CENÁRIO EXTERNO: MORDE E ASSOPRA

Mercados… Bolsas asiáticas fecharam pregões com ganhos. O índice de Shanghai avançou 1,42% e o Nikkei, em Tóquio, 1,29%. Na Europa, principais índices de mercado já apresentam altas relevantes. O STOXX 600 sobe 1,14%. Do outro lado do atlântico, bolsas de NY devem seguir com tendência altista de ontem. O futuro do S&P opera com ganhos de 0,17%. O dólar (DXY) se mantem próximo da estabilidade.

Morde e assopra… Autoridades americanas estão debatendo a possibilidade de remover as tarifas sobre produtos Chineses, como forma de incentivar futuras concessões dos rivais comerciais. A proposta foi feita pelo Secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, durante uma série de reuniões estratégicas. De acordo com fontes do WSJ, o objetivo principal é angariar o apoio da China para reformas mais concretas e de longo prazo. Por ora, não há nada definido – a ideia ainda não chegou a Donald Trump.

Enquanto isso, nova visita marcada… A China confirmou nova visita do Vice Premier, Liu He, aos Estados Unidos. Liu He é o principal negociador comercial da China e deve retornar aos EUA para uma nova rodada de conversas entre os dias 30 e 31 de janeiro. Desta vez, com indicadores sinalizando uma desaceleração mais proeminente da economia chinesa – fato que vem sendo acentuado pelos efeitos da guerra comercial – o Vice Premier esta sob maior pressão para firmar um acordo definitivo.

Quórum reduzido em Davos… Por conta da indefinição em torno do acordo do Brexit, Theresa May se tornará a terceira líder mundial de peso a se ausentar do Forum Econômico Mundial, se juntando ao Presidente americano Donald Trump e o Presidente Francês, Emmanuel Macron.

Na agenda… O destaque da agenda internacional é a divulgação dos dados de produção industrial americana de dezembro, monitorados pelo Fed. A expectativa é de alta de 0,3% em relação ao mês de novembro.


BRASIL: ANTES TARDE DO QUE NUNCA

Não será na suíça… Paulo guedes esclareceu que não irá anunciará detalhes da reforma da previdência em Davos. Não é intenção do ministro da Economia antecipar itens da proposta, mas falar da “importância central” da reforma. Mais cedo, ontem, fonte da área econômica havia informado ao Broadcast que Guedes detalharia a matéria.

Vai ficar para o congresso… Parece preservado assim o compromisso de apresentar o texto em primeira mão ao Congresso, como forma de prestígio aos parlamentares, que serão o fiel da balança para a velocidade de tramitação e aprovação da matéria.

O mercado achou que ia saber antes do congresso… Essa expectativa havia acionado o ânimo nesta 5ªF com a chance de já saber antes do que se imaginava do conteúdo da proposta da equipe econômica, vai ter que administrar a dose de ansiedade por mais tempo.

Ficará para fevereiro… O anticlímax tende a atrasar o rali da bolsa, que se antecipou a Davos ontem e animou os prognósticos de que não demoraria a brigar pelos 100 mil pontos. Mas nada está perdido. Antes tarde (a reforma) do que nunca…

Luta pela hegemonia… Rodrigo Maia parte para um plano alternativo para neutralizar a adesão do PTB ao bloco do PP e MDB e articula formação de bloco paralelo de apoio à sua reeleição. Além do PCdoB e PDT, esse segundo grupo também contaria com o PT e PSB, que ainda resistem à aliança por causa do PSL à base de apoio. Mas o bom trânsito de Maia entre os partidos de esquerdas pode facilitar a ofensiva. Nas contas de Maia e dos aliados mais próximos, caso consiga contar com o apoio desse segundo grupo, garantirá mais de metade das comissões temáticas para o seu bloco, atendendo à demanda dos aliados.

Agenda… Não existem indicadores relevantes a serem divulgados hoje.

E os mercados hoje? O dia lá fora começou com baixa aversão ao risco, embalado pelos bons números dos resultados corporativos americanos e com a expectativa de amenização da guerra comercial entre Estados Unidos e China. O risco país continua recuando -0,35% aos 179 pontos, logo, acreditamos que o dia será positivo aqui no Brasil.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +1,01%, aos 95.351 pontos;
Real/Dólar: +0,27%, cotado a R$ 3,7466;
Dólar Index: -0,01%, 96,055;
DI Jan/21: +0,05 pontos base, 7,380%;
S&P 500: +0,76% aos 2.635 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Filho de Bolsonaro pede, e Fux suspende investigação
– Cidades com guarda armada reduzem mais os homicídios
– Governo decide estender acolhida a venezuelanos
– Gestão Doria quer menos avaliações na rede de ensino

O Estado de São Paulo
– Flávio Bolsonaro trava no STF investigação sobre ex-assessor
– Em Davos, compromisso com reforma rápida
– MT declara calamidade financeira
– Anac cassa registro de 10 aviões da Avianca

Valor Econômico
– Ações em cotação recorde estimulam novas ofertas
– Brasil lidera articulação para depor Maduro
– Câmara critica reforma feita ‘a toque de caixa’ na Previdência
– Queda do ICMS explica crise dos Estados

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Candido Victor Candido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

600 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami