Mercados Hoje: Intervenção a vista?

tags Intermediário

Introdução: Mercados globais operam de forma mista no começo do dia; Na Ásia, ontem, as bolsas operaram de forma negativa, refletindo o medo com a desaceleração do lucro das companhias ligadas a tecnologia; Dia D para Theresa May, que poderá perder o controle do processo do Brexit. No Brasil, o destaque continua sendo o imbróglio envolvendo a Vale e seus desdobramentos políticos; Outro imbróglio longe de ser resolvido é a corrida pelo controle da Câmara e do Senado.


CENÁRIO EXTERNO: CUIDADO PARA NÃO PERDER O CONTROLE

Mercados Globais… As bolsas asiática operaram com sinais mistos, o Nikkei avançou 0,08%, Shangai e Hong Kong recuaram -0,10% e -0,16% respectivamente. Na Europa o dia começa levemente positivo, com o DAX alemão avançando 0,08%. Nos Estados Unidos o futuro do S&P recua levemente. Na frente das commodities o destaque fica com o petróleo que avança quase 1%. Em suma, os mercados globais operam de forma mista hoje.

Medo financeiro e geopolítico… As ações asiáticas cederam devido a preocupações crescentes de que a guerra comercial com a China esteja atingindo o resultado das empresas. As ações registraram perdas modestas em toda a região, com ações de tecnologia tendo um baixo desempenho depois de um lembrete de que as tensões entre os EUA e a China estão profundamente arraigadas: promotores americanos apresentaram acusações contra a Huawei Technologies Co., a maior fabricante de smartphones da China.

A novela continua… O parlamento poderia dar os primeiros passos para atrasar o Brexit hoje. Isso aumentaria as chances de um segundo referendo e do Reino Unido permanecer na UE. Se o eleitorado votou para permanecer no bloco significaria um crescimento mais rápido. Mas não vai desfazer todo o dano econômico causado pelo voto de 2016.

Pode perder o controle… Theresa May pode enfrentar a perda do controle do Brexit para o Parlamento, em uma série de votações que irão moldar a saída do Reino Unido da União Europeia. Apesar de uma aposta de última hora visando a captura de rebeldes do Partido Conservador, a primeira-ministra vai enfrentar uma batalha de ponta a ponta para bloquear uma proposta que dá ao parlamento o poder de postergar a saída do Brexit.

Pressão sob a China… Trump vai pressionar a China para provar que pode cumprir as suas promessas nas negociações que irão ocorrer nesta semana. As conversas são destinadas a acabar com a guerra comercial, disse o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, enquanto os EUA aumentavam a pressão processando a Huawei. Em um sinal do importância que a Casa Branca está dando as negociações, espera-se que o presidente Donald Trump se encontre com o principal negociador comercial da China, de acordo com Mnuchin.


BRASIL: INTERVENÇÃO A VISTA?

Intervenção a vista… O presidente interino, Hamilton Mourão, afirmou nesta segunda-feira (28) que o gabinete de crise criado pelo Palácio do Planalto estuda a possibilidade de afastamento da diretoria da Vale durante as investigações sobre a tragédia em Brumadinho (MG).

O acordo de acionistas entra em jogo… Para tirar a diretoria da Vale, o governo brasileiro precisa fazer a Previ, fundo de pensão do Banco do Brasil, convencer o Bradesco a demitir os atuais diretores. Um acordo de acionistas que inclui também a japonesa Mitsui, não permite que apenas um sócio tome essa decisão. O acordo atual é de transição e válido até 2020, segundo a Previ.

Punição exemplar… O governo tem a clara chance de ganhar capital político, lidando com o caso de Brumadinho. Rapidamente se formou no Judiciário e no Executivo federal, um consenso de que deverá haver punição exemplar desta vez, algo que não houve no caso de Mariana.

Movimentações… O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, deve se reunir nesta sexta-feira (1º) com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para tratar da situação em Brumadinho (MG), segundo o Broadcast Político apurou.

R$155 bilhões de volta… Além das ações que o MPF deve ajuizar por conta de Brumadinho, a mais recente tragédia pode reacender uma ação de indenização de R$155 bilhões contra Vale, BHPB e Samarco pela tragédia de Mariana. Ajuizada em maio de 2016, a ação foi suspensa… provisoriamente, em agosto. A ideia era levar até dois anos na negociação de um acordo em torno de reparação dos danos.

O buraco ainda sem fundo… Dada as diversas multas, sequestros de caixa e com a possível volta do passivo legal de Mariana, ainda é difícil calcular quanto a Vale irá desembolsar com o desastre.

Maia hegemônico… O líder do PP, Arthur Lira (AL), desistiu de lançar candidatura à presidência da Câmara e passou a negociar a formação de um bloco para apoiar o atual presidente e candidato à reeleição, Rodrigo Maia (DEM-RJ), informa o repórter Nilson Klava, da GloboNews. Arthur Lira vinha negociando formação de bloco com PP, MDB, PTB e partidos de oposição, como PT, PSB, PDT e PCdoB.

Todos contra Renan… Os sete candidatos adversários de Renan Calheiros (MDB-AL) na disputa pela Presidência do Senado se reuniram no início da noite desta segunda-feita, 28, e definiram estratégias conjuntas para o dia da eleição na Casa, marcada para a sexta-feira, 1. No encontro, em um hotel em Brasília, eles combinaram que vão apoiar que a sessão preparatória seja presidida pelo senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), com o objetivo de garantir o voto aberto e a possibilidade de vitória apenas por maioria simples, duas medidas consideradas “anti-Renan”.

Renan contra ataca… Renan também tem trabalhado para diminuir a resistência do governo Jair Bolsonaro ao seu nome. Ele buscou integrantes do núcleo político do Planalto e membros do PSL para erguer uma bandeira branca. Governadores de diversas siglas entraram em campo para pedir apoio ao senador alagoano. Rui Costa (PT-BA) tem dito que Renan garantiria “uma salvaguarda” aos estados diante de eventual ofensiva muito brusca da equipe econômica, por exemplo.

E os mercados hoje? O prêmio de risco brasileiro avança 0,04% aos 173 pontos. O dia lá fora prossegue com mista aversão ao risco. Dada a indefinição acerca do caso da Vale, ainda vemos com cautela o dia de hoje, principalmente para a Bolsa, uma vez que a Vale tem 11% de peso sobre o índice Ibovespa. Câmbio e juros devem continuar operando de forma positiva.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -2,29%, aos 95.443 pontos;
Real/Dólar: -0,14%, cotado a R$ 3,7657;
Dólar Index: +0,05%, 95,746;
DI Jan/21: +0,00 pontos base, 7,200%;
S&P 500: -0,78% aos 2.643 pontos

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Afastar a diretoria da Vale está em estudo, diz Mourão
– Mineradora perde R$ 71 bi em valor de mercado
– Aumenta pressão por investigação de executivos
– Empresa contesta R$ 81 bi em ações ambientais

O Estado de São Paulo
– Minas enterra seus mortos
– Autoridades cobram a Vale
– Ação cai 24,5% e empresa perde R$ 71 bi na Bolsa
– Técnica usada em Brumadinho está obsoleta

Valor Econômico
– Fiscalização de barragens foi enfraquecida pós-Mariana
– ANM vê dano potencial alto em 132 estruturas
– Fundos de pensão perdem R$ 16 bi em um dia
– Justiça livra empresas da multa de 10% do FGTS

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Cândido Victor Cândido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

145 visualizações

relacionados

Bitnami