Mercados Hoje: Hmmm não sei viu…

tags in Intermediário

Introdução: Semana fecha com excelente performance dos países asiáticos; Europa também tem semana positiva; Emergentes respiram e veem seus prêmios de riscos se reduzirem de forma significante ao longo de setembro; Movimento de aversão ao risco continua a cair ao redor do mundo; Estados Unidos continua com economia robusta e crescendo; No Brasil; Indecisão dos eleitores ainda deixam os cenários muito abertos; Ipca-15 vem ai e deve mostrar uma aceleração da inflação de setembro; E o empresário industrial está bastante preocupado com eleições.


CENÁRIO EXTERNO: UM PEQUENO SINAL VINDO DO JAPÃO E UMA SEMANA DE ALÍVIOS EXTERNOS.

Mercados… As bolsas asiáticas tiveram o terceiro dia consecutivo de boas altas. Shangai e Hong Kong fecharam com avanços de 2,50% e 1,73%, respectivamente. Todos os índices europeus iniciaram o dia em terreno positivo. Destaque para Londres que opera com alta de 1,10%. As commodities apresentam mais um dia misto e o petróleo, tipo brent, avança 0,85%.

Sinais divergentes na terra do sol nascente… Durante essa madrugada, o BoJ – Banco Central do Japão, anunciou que irá reduzir as suas compras de títulos longos (com mais de 25 anos). Apesar de parecer o início de um aperto monetário, o BoJ ainda continuará sua política expansionista e disse que a redução está restrita apenas aos títulos mais longos.

Emergentes continuam respirando… Do começo de setembro até agora, o prêmio de risco turco (medido pelo CDS de 5 anos) caiu quase 200 pontos, de 587 para o redor dos 400 pontos. Uma ótima notícia para emergentes, uma vez que sinais positivos como o aumento de juros e o corte de gastos públicos podem estar surtindo efeito no mercado e possam conter um agravamento da crise. A Argentina, outro problemático, continua com um prêmio bem mais elevado que o turco, rodando na casa dos 560 pontos, porém o indicador chegou a ultrapassar a casa dos 800 pontos no começo do mês. Outro que também viu seu prêmio de risco fechar ao longo de setembro, foi a África do Sul. Também pesa positivamente o possível anúncio de uma redução de tarifas de importação na China, o que deve acelerar a demanda chinesa por produtos e commodities produzidas por países emergentes.

É pra cima que se cresce… Ontem foi divulgado o índice de atividade industrial do Fed da Filadélfia, que subiu 11 pontos em setembro e ficou em 22,9 pontos. O resultado coloca fim a uma tendência de baixa que o indicador vinha tendo até agosto. O destaque veio pela demanda, principalmente pela redução de estoques. O principal risco continua sendo a recente decisão do governo americano de taxar mais US$200 bilhões de importações chinesas. Como já dissemos por aqui, essa escalada da guerra comercial pode atrapalhar os investimentos das empresas e o aumento do custo dos produtos podem reduzir o consumo das famílias americanas.


BRASIL: HMMM NÃO SEI VIU…

Sextou… pelo menos para Bolsonaro… Existem boatos de que o candidato deixe o hospital durante o fim de semana. Ponto para a campanha, que uma vez em casa e mais saudável, o capitão poderá pelo menos retomar a gravação de vídeos e sua presença virtual em suas volumosas redes sociais. Bolsonaro precisa voltar a aparecer na mídia e atacar (no bom sentido) o eleitorado onde ele tem a maior rejeição, mulheres pobres.

Taca pedra na Geni, digo, no Haddad… Em seu primeiro debate como candidato oficial do PT, Fernando Haddad foi o perseguido da noite. Um movimento esperado, afinal o petista ainda não está tão confortável assim no primeiro turno, logo, ainda existem chances, diminutas, em alguns casos, de que o terceiro ou quarto colocados consigam ainda captar votos e irem para o segundo turno contra o ainda enfermo Bolsonaro.

Hmmmm não sei viu… O número de pessoas que ainda não possuem candidato ou que simplesmente podem mudar de ideia é bastante grande. Segundo o Datafolha, 17% dos eleitores ainda não conseguem escolher um candidato na pesquisa estimulada. Na pesquisa espontânea, o número é ainda maior e chega aos 41%. Basta contrastarmos esses números com os do pleito anterior (2014), na estimulada a indecisão era de 13% e 32% na espontânea. As mulheres lideram a indecisão na categoria gênero, 22% na estimulada e 51% na espontânea. Pessoas com baixo grau de estudo (até o ensino fundamental) também são um grupo grande, com 24% de indecisão na estimulada e 49% na espontânea. Os mais pobres lideram também, 26% na estimulada e 48% na espontânea. Geograficamente falando, a diferença até que está bem distribuída, porém a maior (por pequena margem) é no Nordeste, onde 19% se dizem indecisos na estimulada e 39% na espontânea.

Valeu, foi muito bom pensar em votar em ti… Como falado no Mercados Hoje de ontem, ainda existem muitos eleitores que podem abandonar seus candidatos. No Datafolha, os dados são interessantes. 70% dos eleitores de Marina Silva dizem que podem mudar de voto, enquanto Alckmin tem 58% de possíveis vira casacas, Ciro com 57%. Haddad e Bolsonaro são os dois com o maior grau de convicção do eleitorado, apenas 25% dos eleitores se dizem propensos a uma mudança de candidato. Ainda existe grande rincão para Bolsonaro e Haddad ampliarem suas bases de eleitores e essa dinâmica de ambos na frente das pesquisas deve intensificar esse movimento.

Agenda… O indicador relevante que deve sair é o IPCA-15 de setembro. A inflação continua bastante pressionada na ponta, com avanços no preço dos combustíveis e das passagens aéreas. O destaque positivo deve ser o grupo de alimentação que deverá ceder. O grupo habitação deve também impactar positivamente, dado o alívio recente nas contas de luz. Outro dado importante, que já foi divulgado, foi o índice de confiança da indústria, que caiu 2,9 pontos, medida pela FGV, mostrando um empresário industrial bastante preocupado com o cenário eleitoral.

E os mercados hoje? Os mercados internacionais devem continuar ajudando com o movimento de baixa aversão ao risco. No front doméstico, o mercado continua digerindo o resultado das pesquisas eleitorais recentes e tentando traçar alguma dinâmica para o preço dos ativos, dada a dinâmica eleitoral que se desenha.

 

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -0,07%, aos 78.116 pontos;
Real/Dólar: -1,22%, cotado a R$4,077;
Dólar Index: -0,66%, 93,912;
DI Jan/21: -02 pontos base, 9,720%;
S&P 500: +0,78% aos 2.931 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


EMPRESAS:

Sabesp: Sabesp avança para ser operadora de água e esgoto de Guarulhos
Impacto: Marginalmente Positivo.

Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– FHC pede união do Centro contra radicalização e crise
– No Congresso, Bolsonaro votou contra a reforma e por mais gastos
– Eleitor se divide sobre ser CLT ou autônomo que ganhe mais
– Alvo da Lava-Jato portuguesa vê semelhanças com caso Lula

O Estado de São Paulo
– Sem Bolsonaro, Haddad vira alvo em seu primeiro debate
– Em carta, FHC fala em deter “marcha da insensatez”
– Polarização faz crescer uso de perfis robôs nas eleições
– Brasileiro está desistindo mais rapidamente de buscar emprego

O Globo
– País deve ter o maior número de falências em 10 anos
– FH propõe união contra “marcha da insensatez”
– ONG denuncia execuções policiais na Venezuela
– Caso Marielle pode passar para a esfera federal

Valor Econômico
– Empresas esperam passar eleição para promover IPOs
– FHC pede união do centro para deter “marcha da insensatez”
– Barreira ao açúcar leva Brasil à OMC contra a China
– Mais uma cimenteira é vendida

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Cândido Victor Cândido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

136 visualizações
Bitnami