Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: EUA – China em foco

Introdução:

Internacional
• Bolsas globais iniciaram semana sem tendência definida;
• A cautela predomina em função da nova rodada de negociações de alto escalão entre Estados Unidos e China prevista na semana;
• Jerome Powell tem discursos agendados para os próximos 3 dias;
• Fed (4ªF) e BCE divulgam as minutas das suas últimas reuniões de política monetária.

Brasil
• O mercado doméstico deve seguir sensível à dinâmica verificada no exterior;
• Rodrigo Maia e Bolsonaro se reúnem para discutir divisão do megaleilão do pré-sal;
• Levantamento do IBGE mostra que Brasileiros gastam mais com dívida do que há uma década;
• FOCUS traz mudanças nas projeções do mercado (8h25).


CENÁRIO EXTERNO: EUA-CHINA EM FOCO

Mercados… Bolsas asiáticas iniciaram a semana sem direções claras. O Nikkei (Tóquio) acumulou alta de 0,2% no dia. Na China e em Hong Kong os mercados não abriram em função do feriado. Índices de mercado europeus também abriram sem tendência definida, com bolsas de Londres e Frankfurt andando de lado. Em NY, índices futuros operam em queda, e o dólar (DXY) se mantém próximo à estabilidade. Na frente das commodities, ativos tem desempenhos mistos. O petróleo (Brent crude) acumula alta moderada até o momento (+0,5%), negociado próximo dos US$ 58,66/barril.

EUA-China em foco… Mercados internacionais iniciaram a semana sem tendência definida, com investidores cautelosos em função da nova rodada de negociações de alto escalão entre Estados Unidos e China prevista na semana. Existe grande incerteza em torno do resultado das conversas entre as duas maiores economias globais, e os mercados deverão agir prontamente a qualquer novo desenvolvimento. Caso não haja progresso, os EUA já têm uma nova elevação de tarifas de importações marcada para o dia 15/10, quando passará a ser cobrado 30% (ante 25%) sobre US$ 250 bilhões de produtos chineses. Com isso, a expectativa que predomina é de mais uma semana de volatilidade para as bolsas internacionais, principalmente após dados de atividade terem decepcionado na semana passada e reforçado efeitos negativos do embate sobre a economia americana.

Na agenda… Nos EUA, entre os indicadores, os destaques da semana serão o índice de preços ao consumidor (CPI) de setembro, na 5ªF, seguido pela leitura preliminar de outubro do índice de sentimento do consumidor (Michigan), na 6ªF. Ainda, na busca de novas pistas sobre o rumo da política monetária americana, o investidor acompanhará Jerome Powell, que tem discursos agendados para os próximos três dias, e a ata do Fed, que sai nesta 4ªF. Do outro lado do atlântico, o Banco Central Europeu, que segue pressionado após dados de confiança do investidor (Sentix) mostrar mais uma piora de sentimento em relação à economia do bloco, também divulga as minutas de sua última reunião de política monetária (5ªF).


BRASIL: CESSÃO INDEFINIDA

Distribuição dos recursos da cessão onerosa do pré-sal continua sem definição… A questão foi abordada em reunião entre o presidente Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Segundo projeções do governo, o leilão deve gerar em torno de R$ 106,5 bilhões. A maioria deve ficar com a União e com a Petrobras, mas a proporção que deve ficar com os estados e municípios ainda gera discussões. Bolsonaro gostaria de dividir os recursos da seguinte forma: R$ 48,9 bilhões para a União, R$33,6 bilhões para Petrobras, e três parcelas iguais de R$ 7,3 bilhões para municípios, estados e para os parlamentares direcionarem através de emendas. O estado do RJ receberia um adicional de R$ 2,19 por ser o estado de origem.

Rodrigo Maia avisou o presidente que divisão não passa no Congresso… Segundo o presidente da Câmara, a proposta construída pela equipe econômica não será apoiada pelos parlamentares. Maia acredita que os estados, municípios e parlamentares devem receber três partes iguais de 15%. Apesar das visões distintas, a divisão dos recursos ainda é discutida de forma produtiva. A expectativa é que se construa algum consenso entre todas as partes e o vote um projeto que defina a divisão até o final do mês.

IBGE: Brasileiros gastam menos com patrimônio e mais com dívida e tributos… O levantamento, divulgado pelo instituto na sexta-feira (04), busca mensurar alterações nos orçamentos das famílias. A categoria de gastos que inclui a aquisição de imóveis, terrenos e títulos registrou queda 1,7% como proporção do orçamento total, diminuindo de 5,8% em 2009 para 4,1% em 2018. Os gastos com dívidas se movimentam na direção oposta. Os pagamentos de débitos, juros, empréstimos pessoais e prestações cresceram de 2,1% em 2009 para 3,2% em 2018. A tributação também aumentou seu peso dentro do orçamento das famílias, crescendo de 10,9% em 2009 para 11,7% em 2018.

Na agenda… Principal destaque na agenda de indicadores da semana, o IPCA de setembro tem previsão de alta de 0,08% (Bloomberg). Hoje, o boletim FOCUS traz as mudanças nas projeções do mercado, às 8h25.

E os mercados hoje? Lá fora, bolsas iniciaram a semana sem tendência, à espera da retomada de negociações entre China e Estados Unidos. No Brasil, o mercado deve seguir sensível a dinâmica verificada no exterior, em dia com agenda político-econômica vazia. Com isso, esperamos um dia com viés neutro para o mercado acionário local.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +1,02%, aos 102.551 pontos;
Real/Dólar: -0,61%, cotado a R$ 4,05;
Dólar Index: -0,06%, cotado a 98.808;
DI Jan/21: -3 pontos base, 4.85%;
S&P 500: +1,42% aos 2.952 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Jornais:

Folha de São Paulo
– PF sugere nova apuração sobre caixa 2 em campanha de ministro de Bolsonaro
– USP e Unicamp desbancam federais e dividem topo pela 1ª vez
– Renan pede que OAB suspenda Janot para ‘apuração psicológica e toxicológica’
– Onyx leva pastor de sua igreja de carona em avião da FAB

O Estado de São Paulo
– Governo decide retomar mineração de urânio e ampliar programa nuclear
– ‘Não podemos ficar esperando dinheiro do governo’, afirma presidente da estatal nuclear
– População teme, mas quer vagas criadas pelo urânio na Bahia
– Descoberta sobre adaptação de células à disponibilidade de oxigênio leva Nobel de Medicina

Valor Econômico
– Pedágio cai até 12% por falta de obra em rodovias
– Preço de produtos em sites muda quando pesquisado em celular e computador
– Dois americanos e um britânico levam Nobel de Medicina
– GLP planeja ofertas para 15 leilões de infraestrutura

O Globo
– Governo quer fim do monopólio da Caixa como operador do FGTS
– Governo Bolsonaro tem maior média de vetos derrubados pelo Congresso desde 1988
– Polícia Federal apura vazamento em operação contra fiscais da Receita Federal
– Cada vez mais líder, Flamengo se fecha para superar ‘cansaço normal’ e desfalques

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
140 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami