Mercados Hoje: Encontro de direita

tags Intermediário

Introdução: Os mercados asiáticos operaram sem direção única. Já na Zona do Euro, ativos de risco mantém o viés positivo, apesar das incertezas em torno do Brexit. Em NY, o futuro do S&P opera no verde, antecipando mais uma sessão “dovish” do FOMC, que anuncia sua decisão de taxa de juros amanhã. O dólar, medido pelo DXY, recua contra seus principais pares. No plano das commodities, preços mantém tendência de alta, com o petróleo (brent) sendo negociado acima dos US$ 68/barril. Para emergentes, o dia tem início positivo, com as divisas de México, África do Sul e Turquia se valorizando frente ao dólar. Aqui, atenções devem se voltar para o encontro de Bolsonaro com Trump na Casa Branca.


CENÁRIO EXTERNO: VOTAÇÃO VETADA

Mercados… Os mercados asiáticos operaram sem direção única. A bolsa de Hong Kong avançou 0,2% enquanto, em Tóquio, o Nikkei recuou 0,1%. Já na Zona do Euro, ativos de risco mantém o viés positivo, apesar das incertezas em torno do Brexit. As bolsas de Londres e Frankfurt avançam 0,6% e 0,9%, respectivamente. Em NY, o futuro do S&P opera no verde, antecipando mais uma sessão “dovish” do FOMC, que anuncia sua decisão de taxa de juros amanhã. O dólar, medido pelo DXY, recua contra seus principais pares.

Votação vetada… O presidente da Casa dos Comuns britânica, John Bercow, proibiu uma terceira votação do acordo de Theresa May no Parlamento. Segundo Bercow, para que haja uma nova votação, May deverá apresentar um acordo que seja “substancialmente diferente” do texto que foi rejeitado na última sessão. A decisão de Bercow aumenta a possibilidade de que o Reino Unido tenha de buscar uma extensão da sua condição de membro da UE, o que daria mais tempo para a oposição “forçar” uma reversão da decisão pela saída. May viajará a Bruxelas nesta 5ª feira para uma reunião de cúpula e a expectativa é que ela tenha de pedir uma extensão de prazo aos líderes da UE – que tem o potencial de atrasar o processo em meses e até em mais de um ano.

Na agenda… Em dia de agenda morna, o número final das encomendas à indústria americana é destaque nesta 3ª feira.


BRASIL: ENCONTRO DE DIREITA

Encontro de direita… Hoje Jair Bolsonaro tem encontro marcado com o presidente americano, Donald Trump, na Casa Branca – ponto alto da visita do presidente aos EUA -, cujos desenvolvimentos devem ficar à frente no noticiário ao longo do dia. A maior expectativa da equipe econômica é conseguir o apoio para a adesão do Brasil à OCDE e para avançar com sua agenda de abertura comercial que, mesmo se não for alcançada, enviará um sinal relevante sobre a disposição do Brasil em abrir suas fronteiras.

Respeitando a agenda… Ontem, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reiterou que a proposta de reforma da previdência dos militares estará pronta no dia 20, como o esperado. Segundo o ministro, que se encontra nos EUA em sua 1ª visita oficial de Bolsonaro ao país norte-americano, Bolsonaro deverá avaliar a proposta ao retornar a Brasília, na madrugada desta 4ª feira (20). A intenção é que Bolsonaro aprove os ajustes na proposta a tempo de enviar o projeto ao Congresso, neste mesmo dia. O envio da proposta dos militares ao Congresso é importante para a tramitação da reforma da previdência dos servidores públicos e privados.

Prejuízo nos primeiros 10… A proposta dos militares que vazou na imprensa inclui a reestruturação da carreira das Forças Armadas, com gastos não contabilizados na economia prevista de R$ 92 bilhões para a categoria – o que pode representar gastos extras de R$ 10 bilhões nos primeiros 10 anos. Só após este período é que a economia com o endurecimento superaria as despesas geradas pelos termos presentes nesse texto.

Que pode chamar as primeiras pedras… O problema é que as compensações aos militares, presentes no projeto vazado, podem ser encaradas como privilégios, e tem potencial de prejudicar o apoio de outras corporações e da população.

Onyx: os fins justificam os meios… Em entrevista ao Estadão, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, admitiu que não há restrição em negociar cargos para a base aliada do governo e declarou: “As estimativas são essas: ganhar o campeonato”.

Na agenda… Não existem indicadores relevantes a serem divulgados ao longo do dia.

E os mercados hoje? Com a baixa aversão ao risco continuando lá fora, vemos mais um dia positivo para os ativos brasileiros, principalmente bolsa e câmbio (valorização). O prêmio de risco brasileiro continua recuando -0,84% aos 151,72 pontos.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,86%, aos 99.993 pontos;
Real/Dólar: -0,61%, cotado a R$ 3,791;
Dólar Index: -0,07%, 96.524;
DI Jan/21: +0,05 pontos base, 6,920%;
S&P 500: +0,37% aos 2.832 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
–  Judicialização na saúde sobe 130% no país em uma década
– Sem recíproca, Brasil isenta de visto cidadãos americanos
– Militares querem festa discreta dos 55 anos do golpe
– Bolsa bate recorde de pontos e se descola da economia real

O Estado de São Paulo
– Bolsonaro e generais agem para evitar divisão entre militares
– Onyx defende paciência para ter a ‘taça’ da Previdência
– ‘BNDES terá de devolver R$ 126 bi’, diz secretário
– Presidente destaca ‘capacidade bélica’ dos Estados Unidos

Valor Econômico
– Plano prevê Porto de Santos sem ingerência de políticos
– Ibovespa supera 100 mil pontos
– Guedes apresenta Bolsonaro e ganha aplauso por abertura
– Sem perder seu DNA, Globo busca ser uma ‘media tech’

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

Luca de Toledo Gloeden Soares
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Candido Victor Candido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

181 visualizações

relacionados

Bitnami