Mercados Hoje: É melhor “Jair” correndo atrás

tags Intermediário

Introdução: Menor aversão a risco prevalece no exterior. Moedas de emergentes se valorizam frente ao dólar e commodities apresentam um viés mais positivo. As bolsas sobem na Europa, após sessão mais negativa na Ásia. Hoje, agenda americana traz inflação ao produtor, além do livro bege, após dados do mercado de trabalho na sessão de ontem. No Brasil, Bolsonaro na ponta. No Ibope divulgado ontem a noite, o capitão lidera absoluto (26%) seguido por um embolado segundo pelotão, Ciro (11%), Marina (9%), Alckmin (9%) e Haddad (8%), todos empatados dentro da margem de erro. Companheiro Haddad é agora oficialmente companheiro de chapa da companheira Manuela: o PT oficializou ontem a sua chapa de fato, mas é melhor ‘jair’ correndo atrás dos votos. Enquanto isso, Alckmin parece uma tartaruga virada pelo casco com as 4 patas pro ar, não avança por nada. Os 13 dias de horário eleitoral parecem ter tido efeito nulo.


CENÁRIO EXTERNO: MENOR AVERSÃO A RISCO PREVALECE.

Mercados… Dia de menor aversão a risco. Moedas de emergentes se recuperam frente ao dólar. Os juros de 10 anos nos EUA operam ao redor de 2,95%. Commodities mostram viés mais positivo. O petróleo (brent) avança e oscila na casa dos US$79/barril. As bolsas sobem na Europa, após sessão mais negativa na Ásia. Nos EUA, S&P futuro também opera em alta, sinalizando boa abertura da sessão por lá.

JOLTS… Ontem, nos EUA, segundo pesquisa JOLTS, houve uma criação de 117 mil novas vagas em julho, somando 6.939 mil postos de trabalho. Os dados vieram acima do esperado pelo consenso (6.675 mil vagas, segundo a Bloomberg): números que reforçam nossas perspectivas de um crescimento americano forte em 2018 e um mercado de trabalho ainda em níveis aquecidos.

Na agenda de hoje… Nos EUA, no front macro, (1); inflação ao produtor, PPI, (09h30); e (2) Livro Bege (15h). O mais relevante é o PPI que deve mostrar uma leve aceleração de 0,2% m/m e 3,2% a/a..

 


BRASIL: É MELHOR ‘JAIR’ CORRENDO ATRÁS HADDAD, BOLSONARO E A FÁBULA DA LEBRE E DA TARTARUGA.

Pesquisa de ontem a noite, é old news hoje? Que nada! O Datafolha de ontem somado como ambiente externo mais desfavorável foi o suficiente para azedar o leite do mercado no dia de ontem. Na pesquisa divulgada segunda, Bolsonaro crescia muito pouco, enquanto Ciro (PDT) e Haddad (PT) avançavam fortemente pelo terreno eleitoral. Porém, na pesquisa Ibope de ontem, feita entre os dias 8 e 10 de setembro, o cenário melhorou bastante para Bolsonaro (PSL). Temos a seguinte imagem no voto estimulado: Bolsonaro (26%), Ciro (11%), Marina (9%), Alckmin (9%), Haddad (8%), Branco e Nulos (19%) e Amoedo e Meirelles com 3% cada. Detalhe: esses dois últimos possuem votos preciosos que podem migrar na véspera do primeiro ou em um segundo turno. Estamos de olho…

O capitão que finalmente lidera no campo de batalha que interessa… Nas últimas duas pesquisas Ibope, Bolsonaro perdia em todos os cenários de segundo turno e ficava empatado com Haddad, dentro da margem de erro. Porém, o ouro revelado ontem, é que agora ele está bem mais competitivo em um eventual segundo turno. Está bem empatado, dentro da margem, com todos os demais candidatos. Essa dinâmica de segundo turno do capitão é o principal indicador, além de sua rejeição, a ser monitorado. Estamos de olho…

(Pergunta repetida) Em que ponto da parábola está o capitão? Fizemos essa pergunta no mercados hoje de ontem (11), uma vez que existe um impulso de curto prazo que tende a se dissipar, relacionado com a comoção do atentado contra o Deputado. O Datafolha trouxe um impulso surpreendentemente baixo, enquanto o Ibope mostrou que o capitão está em um ponto mais elevado da parábola. Se ele ainda está em ascendência ou na inflexão, saberemos apenas com as próximas pesquisas (falando nelas, sexta tem mais um Datafolha).

Uma água para Marina… É impossível não salientar, mais uma vez, o desempenho pífio que Marina vem apresentando nas pesquisas. Uma candidatura que parecia ter algum corpo está se desidratando rapidamente. Marina é a única candidata que sangra pesquisa após pesquisa. Sua negativa dinâmica será muito difícil de ser revertida: ela tem pouco tempo de TV e redes sociais muito mais fracas que os demais candidatos. Pelo menos hoje, o quadro que se desenha é de uma Marina, mais uma vez, restrita ao primeiro turno.

Posições volta após volta… Analisando a dinâmica das pesquisas Ibope, o quadro é excelente para Bolsonaro, que desde a pesquisa de meados de agosto, ganhou 6 p.p, saindo de 20% para 26%. Haddad segue com a segunda maior variação: ganhou 4p.p e dobrou suas intenções de voto em 30 dias, saindo de 4% para 8%. Alckmin ganhou apenas 2 p.p, de 7% para 9%. Marina é quem tem motivos para chorar: perdeu 3p.p, saindo de 12% para 9%. Álvaro Dias não ganhou e nem perdeu, ficou estagnado em 3%.

A lebre e a tartaruga… Havia motivos mais que suficientes para apostar que Alckmin seria uma figura habitue no segundo turno. O maciço apoio político que lhe rendeu gigantesca exposição no horário eleitoral gratuito, além de ser político astuto e de amplas alianças. Fato é que no começo todos projetavam um cenário fabular, no melhor estilo da corrida entre a lebre e a tartaruga, que Alckmin aos poucos iria ganhando fôlego e eventualmente se igualaria a lebre (Bolsonaro). Já estamos próximos da metade da corrida, 13 dias de propaganda eleitoral correndo e a tartaruga continua muito atrás. As vezes até parece que a tartaruga está virada pelo casco, com as 4 patas pro ar. A lebre almoça chuchu aparentemente…

É melhor ‘Jair ‘correndo atrás… Finalmente o PT abriu mão da perigosa estratégia de insistir nas chicanas jurídicas no STF e TSE e declarou Fernando Haddad e Manuela D’Ávilla (PCdoB) como a chapa oficial do partido. O anúncio foi feito de forma quieta e nem parecia um lançamento de campanha. Fato é que o constrangimento falou mais alto. Haddad precisa agora colocar a máquina do partido para trabalhar fortemente. Ele tem o segundo maior tempo de televisão e o número 13, além de estar com um bom momentum nas pesquisas. Haddad e Ciro Gomes serão grandes adversários entre si, disputando os votos da esquerda e principalmente o bolo deixado por Lula.

E os mercados hoje? Os mercados continuarão a operar os ruídos políticos gerados pelas pesquisas mais recentes. O Ibope de ontem deve trazer alguma tranquilidade maior que o Datafolha de segunda-feira, uma vez que a direita (Bolsonaro) tem conseguido ganhar força contra a esquerda em um provável segundo turno. No front doméstico, a agenda segue sem grandes novidades: mais uma vez o destaque fica para a divulgação das vendas no varejo que será amanhã (13).

 

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -2,33%, aos 74.656 pontos;
Real/Dólar: +1,66%, cotado a R$ 4,1531;
Dólar Index: +0,10%, 95,249;
DI Jan/21: +6 pontos base, 9,850%;
S&P 500: +0,37% aos 2.887pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


EMPRESAS:

Minerva: O conselho de administração da aprovou aumento de capital
Impacto: Marginalmente Positivo.

 

Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Candidato, Haddad tentará em 26 dias herdar votos de Lula
– Alckmin diz ser o único antipetista entre candidatos
– Ex-governador Beto Richa é preso em operação no PR
– Por 3 a 2, STF rejeita denúncia de racismo por Bolsonaro

O Estado de São Paulo
– Bolsonaro sobe e chega a 26%; disputa por 2º lugar segue embolada
– Bolsonaro se livra de denúncia de racismo
– José Márcio Camargo: “Servidores têm de dar a sua cota”
– Dólar e bolsa têm reação negativa

O Globo
– Após 17 recursos à Justiça, PT lança Haddad
– Marina diz ver Lula como corrupto e desafia petistas
– No Ibope, Bolsonaro lidera com 26%
– Paes nega caixa 2 e diz que governo de Pezão é muito ruim

Valor Econômico
– Mercado se prepara para disputa entre “radicais”
– A luta interna do candidato Haddad no PT
– Lagarde teme um “choque” nos países emergentes
– Marina endurece críticas para conter sangria

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Cândido Victor Cândido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

129 visualizações

relacionados

Bitnami