Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: Dia decisivo na Câmara

tags Intermediário

Introdução: Os mercados asiáticos encerraram sessões sem direção única; Na Europa, os principais índices de mercado operam com viés negativo; Em NY, futuros seguem a mesma tendência negativa, esboçando uma abertura fraca também para ativos de risco americanos, e o dólar (DXY) perde força contra seus principais pares; O petróleo (Brent crude) avança 0,3%, negociado aos US$ 64,90/barril; O mercado pondera uma nova rodada de dados de atividade fracos contra o mais recente avanço na frente do comércio mundial. Aqui, investidores locais acompanham mais um dia decisivo para a manutenção do cronograma de aprovação da reforma da Previdência, com a possível apresentação do relatório de Samuel Moreira na comissão especial.


CENÁRIO EXTERNO: TRÉGUA OFUSCA DADOS FRACOS 

Mercados… Os mercados asiáticos encerraram sessões sem direção única. O Nikkei (Tóquio) e o Hang Seng (Hong Kong) avançaram 0,1% e 1,2%, respectivamente, e o índice de Shanghai se manteve próximo à estabilidade. Na Europa, os principais índices de mercado operam com viés negativo, e o DAX (Frankfurt) cai 0,2% até o momento. Em NY, futuros seguem a mesma tendência negativa, esboçando uma abertura fraca também para ativos de risco americanos, e o dólar (DXY) perde força contra seus principais pares. Na frente das commodities, os ativos operam sem direções claras. O petróleo (Brent crude) avança 0,3%, negociado aos US$ 64,90/barril.

Indústria segue preocupando… Indicadores de atividade industrial decepcionaram em diversas regiões nesta 2ªF. Dados fracos na Ásia e na Europa voltaram a sinalizar uma piora de cenário para o crescimento econômico global. O setor manufatureiro da China registrou um piora nas vendas e na produtividade em junho, e a leitura final do PMI industrial da Zona do Euro seguiu indicando uma contração do setor no período. Nos EUA, segundo a pesquisa do Instituto para Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês), a atividade industrial avançou, mas apenas de forma moderada.

Nova trégua ofusca dados fracos… Apesar de as leituras terem vindo abaixo do esperado, ativos de risco seguiram acumulando altas ao redor do globo. A nova trégua firmada entre os EUA e a China foi o principal driver desta melhora, mas com a continuidade da piora da atividade econômica global, este fato tende a não ser suficiente para conter uma virada de expectativas para o pior. Com base na situação atual, o mercado já precifica cortes nas taxas de juros das principais economias globais, resta saber se isso vai ser o suficiente para prorrogar este ralli das bolsas além do curto prazo

Na agenda… Em dia de agenda morna, os destaques serão a divulgação do índice de condições empresariais de NY em junho, às 10h45, e as vendas de veículos em junho e no 2TRI (sem horário). Dois FED boys falam: John Williams (vota), às 7h35, e Loretta Mester (não vota), às 12h. No fim do dia, saem os PMIs de serviços e composto na China, que deve servir como mais um termômetro para a atividade econômica do gigante asiático. 


BRASIL: DIA DECISIVO NA CÂMARA 

Dia do novo parecer?… A Comissão Especial da reforma da previdência se reunirá hoje (02/07). Durante a sessão, o parecer do relator Samuel Moreira (PSDB-SP), que traz novas alterações à PEC 06/2019, pode ser apresentado. Um novo atraso, que adiria a apresentação até amanha, não surpreenderia, principalmente devido ao fato que Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, ainda deve tratar da inclusão dos estados com governadores na manhã de hoje. 

Reunião… O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reunirá, na manhã de hoje (02/07), com vários governadores nordestinos, para tratar da inclusão dos estados na reforma da Previdência. 

Resistência nordestina… Na região do Nordeste, existe maior resistência à reforma. Em vista disso, a inclusão dos estados favorece os governadores, que evitariam tramar batalha árdua, para reformar o sistema previdenciário dos funcionários estaduais, em suas assembleias respectivas. 

Em troca de… Maia só pretende socorrer os governadores se houver uma contrapartida: a garantia de votos no plenário da Câmara dos deputados que pertencem as mesmas siglas dos governadores. A tendência é que os governadores não conseguirão garantir esse apoio, e que os estados fiquem fora da reforma, pelo menos até o projeto ser votado no plenário. 

Relatório final… A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado, destinada a investigar o rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG), apresentará seu relatório final hoje (02/07). 

Indiciamento… O relator da CPI, Carlos Viana (PSD-MG), deve sugerir o indiciamento de 14 pessoas, entre elas vários executivos da mineradora e da Tüv Süd, empresa alemã que garantiu a segurança da barragem. 

Óbitos… Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, o evento, que ocorreu no dia 25/01, resultou na morte de 246 pessoas e no desaparecimento de outros 24. 

Novas leis… O parecer do senador Viana também deve aprestar alguns projetos que pretendem evitar novas tragedias. As propostas, que serão votadas na semana que vem, devem impor o fim das barragens de resíduos nos próximos 10 anos e responsabilizar a Agência Nacional de Mineração pela contratação das empresas que garantem a segurança das barragens, entre outras exigências. 

Guerra na CCJ… O ministro Sérgio Moro se apresentará, hoje (02/07), diante a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Moro deve prestar esclarecimentos sobre os vazamentos, feitos por Glenn Greenwald através do site The Intercept Brasil, que sugerem conduta indevida do então juiz durante no julgamento da operação Lava Jato. 

Round 2… O juiz já compareceu (19/06) à CCJ do Senado, onde recebeu duras críticas da oposição e outros senadores investigados pela operação, por oito horas e meia. Os senadores do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, alem de alguns outros partidos com postura favorável ao ministro, ajudaram Moro a resistir os ataques. 

Erros ou fabricações?… As críticas na Câmara devem ser ainda mais duras, mas novos desenvolvimentos devem facilitar a defesa do ministro. Publicações do The intercept foram divulgadas com uma serie de inconsistências que devem fragilizar a reputação do site e do jornalista americano responsável. 

Mensagens do futuro?… Entre elas estão, frases atribuídas ao procurador Ângelo Goulart Villela, que estava preso durante a data da suposta mensagem. O site também publicou mensagens com datas futuras (28/10/19) e vazamentos que citam o trabalho da procuradora Monique Cheker no Paraná, apesar da mesma atuar no estado do Rio de Janeiro. 

Na agenda…  Como principal destaque do dia, o IBGE divulga os dados da PIM para maio, às 9h. – A produção industrial deve interromper a reação de abril (+0,3%), para registrar queda de 0,3% em maio, segundo mediana das expectativas do mercado (Bloomberg). Mais tarde, saem os dados das vendas de veículos de junho da Fenabrave (Sem horário).

E os mercados hoje?   Lá fora, mercados operam com maior cautela, ponderando uma nova rodada de dados de atividade fracos contra o avanço na frente do comércio mundial. Aqui, investidores locais devem acompanhar mais um dia decisivo para a manutenção do cronograma de aprovação da reforma da Previdência com a possível apresentação do relatório de Samuel Moreira na comissão especial. Com isso, esperamos um dia de viés neutro/positivo para ativos de risco domésticos, que terão seus desempenhos condicionados aos desenvolvimentos desta tarde na Câmara dos deputados. 

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,37%, aos 101.340 pontos;
Real/Dólar: -0,14%, cotado a R$ 3,8442;
Dólar Index: +0,72%, cotado a 96.823;
DI Jan/21: – 7 pontos base, 5.81%;
S&P 500: +0,77% aos 2964 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Jornais:

Folha de São Paulo
– Acordo Mercosul-EU abre mercado de licitações brasileiro pra empresas europeias
– Deputados fazem ofensiva para tentar encurralar Moro
– Toffoli vira articulador no Congresso ante investida bolsonarista contra STF
– Direita racha, e uma ala fala em expurgo enquanto a outra teme escalada radical

O Estado de São Paulo
– Congresso quer impor agenda pós-reforma e prevê atritos com Planalto
– Carlos Bolsonaro ataca general Heleno e abre nova crise com militares
– ‘O governo tem de dizer o que quer do BNDES’, afirma Levy
– CPI que apura tragédia em Brumadinho sugere punir ex-presidente da Vale

Valor Econômico
– BNDES obtém ganho de R$ 75 bi em 5 anos com ações de empresas na Bolsa
– Se não aprovarmos a nova Previdência, vai ser um colapso, diz secretário
– Parecer prevê fim do e-social e muda legislação sobre fundos
– Presidente da Iberdrola elogia governo e vê Brasil em alta

O Globo
– Relatório final da reforma da Previdência deve ser lido hoje
– Previdência: relator vai incluir regra mais branda para professoras
– No BNDES, Montezano quer acelerar venda de ações e privatizações
– Desmatamento cresce 60% na Amazônia, e quem está nas cidades paga a conta

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]ntos.com.br

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
138 visualizações

relacionados

Bitnami