Mercados Hoje: Dia de Fed, e de novas pesquisas.

tags Intermediário

Introdução: Investidores estão à espera do Fed (15h). Deve elevar os juros pela 3ª vez no ano. Por enquanto, mercados apresentam variações modestas, e o dólar ganha forças no exterior. Vale acompanhar as sinalizações de Jay Powell, o presidente do Fed (15h30). No Brasil, as atenções se voltam para a divulgação de novas pesquisas eleitorais. No front macro, destaque para os dados das operações de crédito e o resultado primário do governo central.


CENÁRIO EXTERNO: DESTAQUE É O FED, E A FALA DE POWELL.

Mercados… As bolsas da Europa operam em alta, após sessão positiva na Ásia. Em Tóquio, o índice Nikkei atingiu 24 mil pontos, se aproximando das máximas desde 1991. Foi a 8ª alta consecutiva na bolsa de Tóquio, impulsionada pelos ganhos expressivos do petróleo. Nos EUA, o S&P futuro também com ganhos. O dólar ganha forças no exterior, enquanto os juros das Treasuries recuam um pouco (10 anos ~3,08%). Commodities com viés mais baixista. O petróleo (brent), em especial, tem leve baixa: -0,15%, na casa dos US$82/barril, ao redor das 8h. Em suma: o dia é de oscilações ainda modestas, leve diminuição da aversão a risco, à espera do Fed.

Dia de Fed… Os juros devem subir pela 3ª vez neste ano nos EUA, de 1,75-2,00% para 2,00-2,25% ao ano. Seria a 8ª elevação desde a saída da crise. Isto já está, em grande parte, nos preços. Importante: além desta decisão (15h), vale monitorar as novas projeções oficiais do Fed, sobre PIB, desemprego, inflação e taxas de juros. Os dirigentes divulgarão, pela 1ª vez, suas previsões para o ano de 2021. Na sequência, o presidente Jay Powell terá coletiva de imprensa com jornalistas (15h30). Vale acompanhar…

Sobre as projeções do Fed… Até aqui, para 2018, o BC americano projeta um crescimento ainda acelerado do PIB, uma taxa de desemprego abaixo de 4,0%, e uma inflação (índice PCE núcleo) próxima de 2,0%. O cenário-base do Fed inclui 4 elevações de juros neste ano. Ou seja: com a de hoje (considerando que esta virá), teríamos mais 1, apenas. Em nossa opinião, esperamos poucas alterações nas projeções econômicas do BC americano. Fato é que o mercado espera alguma mudança no tom do comunicado (isto é: que o Fed sinalize juros menos expansionistas, e alguma sinalização diante dos riscos da “guerra comercial” e dos mercados emergentes). A conferir. Se isto acontecer, manterá o viés de alta sobre dólar e juros das Treasuries, é claro. Também é possível que o Fed revise para cima a projeção de PIB, sinalizando a força atividade no país.

Novos acordos… Na Argentina, o governo espera a decisão do FMI quanto ao plano econômico defendido por Macri. A expectativa é que o novo acordo seja anunciado ainda hoje (4ª feira, dia 26). Antes, a Argentina deve receber alguns fundos, dissipando os temores de um “possível default”. Ontem, o destaque da sessão foi a renúncia do presidente do BC argentino, Luis Caputo, apenas três meses após assumir o cargo. A notícia surpreendeu o mercado; e pressionou o peso argentino (que desvalorizou cerca de 2,5%). A cautela deve permanecer por lá, visto que o governo ainda enfrenta uma greve geral dos trabalhadores contra as medidas de ajuste que vem sendo negociadas.

BCE e a escalada comercial… Hoje, o Banco Central Europeu (BCE) divulgou uma nota prevendo os impactos de uma “hipotética escalada” nas tensões comerciais entre EUA e China. Segundo a entidade, o aumento das tensões comerciais se voltariam contra os EUA (que pode encolher mais de 2% no 1º ano); e ainda faria a economia chinesa expandir um pouco mais (isto é, num 1º momento). Para a instituição, contudo, as medidas protecionistas recém anunciadas “deverão te efeito apenas marginal sobre a atividade econômica global”, uma vez que representam uma pequena parcela do comércio global. Ainda assim, se acirrada a situação, o BCE projeta “efeitos globais adversos significativos”, inclusive para as bolsas globais em meio a possível queda de até 3% das transações internacionais.

Na agenda de hoje… Nos EUA, o destaque será a reunião do Fed (15h). Na sequência (15h30), Jay Powell tem coletiva de imprensa. Pela manhã, atenção também às vendas de novas moradias (11h) e aos estoques de petróleo bruto nos EUA (11h30). À noite, saem dados da indústria na China sobre agosto.


BRASIL: SEGUIMOS DE OLHO NAS PESQUISAS.

Ibope em SP… Pela manhã, investidores digerem a pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo em São Paulo, que mostrou Jair Bolsonaro (PSL) aumentando sua vantagem na liderança e Fernando Haddad (PT) estacionado. Em SP, Bolsonaro subiu de 30% para 33%; Alckmin oscilou de 13% para 14%, e Haddad passou de 13% para 12%. Ciro Gomes (PDT) também oscilou para cima: de 8% para 10%. Marina Silva (Rede) manteve a tendência de queda, passando de 6% para 4%. A pesquisa foi realizada apenas com eleitores paulistas e divulgada na noite de ontem.

Novas pesquisas no radar… A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga nesta 4ª feira, às 14 horas, nova pesquisa Ibope para as eleições presidenciais. Para o levantamento, o instituto coletou as intenções de voto para o 1º turno da disputa e simulou cenários do 2º turno. Além dos cenários de votação, a pesquisa do Ibope vai medir a aprovação e desaprovação do governo Michel Temer e a percepção do eleitor sobre a economia brasileira. Mais cedo, Paraná Pesquisas divulga seu levantamento para as intenções de votos dos candidatos ao Planalto.

Novos debates… Os candidatos à Presidência comparecem hoje (4ª feira, dia 26) aos estúdios do SBT, em Osasco, para o 5º debate televisionado da eleição. A emissora transmite o debate ao vivo das 17h45 às 19h30. Serão 3 blocos. No 1º, candidatos fazem perguntas entre si; no 2º, respondem a questões levantadas por jornalistas; e no 3º, candidatos voltam a questionar uns aos outros e apresentam suas considerações finais. Entre os confirmados estão Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (Psol), Henrique Meirelles (MDB) e Marina Silva (Rede). Ainda hospitalizado, Jair Bolsonaro (PSL), não participa. Sem Jair, a expectativa é que Haddad seja “perseguido” entre os candidatos, assim como observado no 1º debate do candidato oficial do PT. Afinal, existem chances, em alguns casos, de que o 3º ou 4º colocados consigam ainda captar votos e irem para o 2º turno contra o Bolsonaro.

Sobre as denúncias de Temer… A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu — nesta 3ª feira (25) — a suspensão do inquérito que investiga presidente Michel Temer (MDB) por suposto repasse da Odebrecht nas eleições de 2014. Em manifestação ao Supremo, Dodge justificou que a postergação se deve ao fato de o presidente ter imunidade temporária à persecução penal.

Na Agenda de hoje… No front macro, 2 números sobre agosto: (1) dados das operações de crédito (10h30); e (2) resultado primário do governo central (14h30). Para este último, espera-se um déficit de R$18,3 bi, após déficit de R$7,5 bi em julho (por sinal, mesmo negativo, foi o melhor resultado para o mês desde 2014).

E os mercados hoje? Os mercados internacionais devem continuar ajudando com o movimento de baixa aversão ao risco, enquanto Fed não divulga suas decisões sobre a política monetária americana. No front doméstico, as atenções estão voltadas à divulgação de novas pesquisas. A tendência favorável aos ativos brasileiros, portanto, pode se manter. O risco é uma nova piora de Bolsonaro no levantamento das novas pesquisas eleitorais. A percepção de risco país, medida pelo CDS de 5 anos, opera estável, por ora, ao redor de 261 pontos base.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,83%, aos 78.630 pontos;
Real/Dólar: -0,39%, cotado a R$ 4,074;
Dólar Index: -0,06%, 94,133;
DI Jan/21: +1 pontos base, 9,660%;
S&P 500: -0,13% aos 2.915pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


EMPRESAS:

Gafisa: Destituição do conselho é confirmada após recontagem dos votos
Impacto: Marginalmente Negativo.

Cemig: Cia. fará leilão de compra de eólica e solar
Impacto: Marginalmente Positivo.

Petrobras: Estatal inclui ação PN de Braskem em acordo de acionistas
Impacto: Marginalmente Positivo.

Rafael Passos – Equipe Econômica


Jornais:

Folha de São Paulo
– Bolsonaro ameaçou sua ex-mulher, diz documento
– Fracassa reunião entre candidatos do centro em SP
– “Quem ganhar leva; quem leva respeita as regras”, diz Barroso
– Em meio à greve, chefe do BC argentino renuncia

O Estado de São Paulo
– Adversários tentam pegar carona em ato anti-Bolsonaro
– Em SP, Haddad e Alckmin estagnados
– Skaf tem 24% e Doria, 22%, diz Ibope
– Crise na construção civil trava retomada de investimentos no país

O Globo
– Governo federal propõe reforma das carreiras do Executivo
– Paes lidera, com 24%; Garotinho e Romário estão empatados (16%)
– Dodge pede que inquérito de Temer seja suspenso
– Argentina: Em dia de greve geral, presidente do BC renuncia

Valor Econômico
– Isenção dos EUA para calçado anima exportador brasileiro
– Candidatos dão pouca atenção à área comercial
– Os especialistas responsáveis pelos planos de Bolsonaro
– Venda de etanol cresce 42% no mês

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]s.com.br

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

112 visualizações

relacionados

Bitnami