Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: Controlando preços para controlar o medo

Introdução: Mercados asiáticos operaram de forma mista ao longo da noite, Nikkei foi o grande destaque, avançando 0,73%; Na Europa, dia predominantemente positivo refletindo dados melhores da produção industrial do bloco; Na China, aceleração das exportações e dos empréstimos, o que mostra que a economia chinesa começa a sentir os efeitos dos estímulos fiscais e monetários que o governo empregou; No Brasil, controle de preços para controlar o medo de uma nova greve dos caminhoneiros, além do fato de que o governo corre contra o tempo para votar a previdência.


CENÁRIO EXTERNO: O FUNDO ESTÁ PRÓXIMO?

Mercados Globais… Bolsas asiáticas tiveram desempenhos mistos, Nikkei avançou 0,73%, enquanto os mercados chineses tiveram perdas: Shanghai (-0,22%) e Hong Kong (-0,24%). Na cena europeia, a situação é predominantemente positiva (DAX +0,70%). O dólar (DXY) recua -0,36% frente aos seus pares. Nas commodities o destaque é o petróleo que voltou a subir, com o WTI ganhando 0,82% cotado a US$64,40/barril.

Boas notícias do outro lado do mundo… As exportações da China mostraram forte recuperação em março. Conforme dados divulgados pela Administração Geral de Alfândega do país, os embarques em dólares mostraram alta de 14,2% frente ao observado um ano antes, revertendo o tombo de 20,7% em fevereiro, quando os dados foram afetados por distorções do feriado do Ano Novo Lunar.

Boas notícias (2)… Os bancos chineses liberaram 1,69 trilhão de yuans (US$ 251,5 bilhões) em novos empréstimos em março, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China, o BC chinês.

Fazendo efeito… A boa notícia é que os efeitos monetários e fiscais que o governo chinês fez ao final de 2018 e começo de 2019, estão começando a mostrar efeitos nos indicadores econômicos, o que começa a confirmar a tese de que o governo chinês ainda tem muito controle sobre o nível da atividade econômica local. Além de afastar os temores de uma desaceleração mais acentuada na margem.

Boas notícias do velho mundo… Os dados de produção industrial europeia também vieram melhor. Os indicadores referentes a fevereiro mostraram uma queda de -0,2%, menor que a esperada pelo mercado de -0,5%. Na comparação interanual o dado também veio melhor que o esperado, -0,3%A/A contra uma expectativa de -0,9%. Junto com os dados de fevereiro, vieram os dados revisados de janeiro que tiveram revisões positivas.

O fundo está próximo… Existe um temor muito grande de desaceleração forte de todas as economias avançadas do mundo, e uma suspeita que os grandes bancos centrais estão gastando munição sem efeito sobre o crescimento de suas economias. Porém, os últimos dados começam a indicar que a desaceleração da economia europeia pode estar começando uma inflexão positiva.

Logo… Ligando os pontos delineados acima se chega a um cenário extremamente benigno, com a atividade econômica global melhor na margem, junto com um cenário monetário de ampla liquidez. Todos ganham, mas principalmente os países emergentes.

Agenda… O grande destaque do dia será a divulgação do índice de confiança do consumidor americano da universidade de Michigan.


BRASIL: CONTROLANDO PREÇOS PARA CONTROLAR O MEDO

Outra greve não… Próximo de 1 ano do aniversário da greve dos caminhoneiros, o governo volta a temer outra greve.

Só depois da páscoa… Na imprensa hoje o líder do PP, deputado Arthur Lira, já avisava, ontem, que a votação do parecer da admissibilidade da PEC da Previdência deverá ficar somente para depois dos feriados da Semana Santa. O que poderia atrasar ainda mais a reforma como um todo.

O medo leva a decisões erradas… Petrobras suspende reajuste de 5,7% do diesel após pedido do próprio Bolsonaro. A empresa informou em nota que ainda tem margem para aguardar mais alguns dias o reajuste. Este seria o primeiro reajuste desde que o anúncio no fim de março de um intervalo mínimo de 15 para as revisões dos preços do diesel por conta da evolução de sua paridade internacional.

O preço infelizmente não está sob o controle presidencial… Assim, o preço do diesel na refinaria continua abaixo da sua paridade internacional. Estima-se em cerca de 8% esse diferencial.

Contradição… O governo está fazendo exatamente aquilo que ele mais crítica. Além de ir completamente ao contrário do que pensa o ministro da economia Paulo Guedes.

O erro pode ser um acerto… Um governo com medo é um governo fragilizado. Bolsonaro pode até acertar no curto prazo, ao evitar uma nova greve dos caminhoneiros, dado a sua popularidade baixa e um complexo cenário na negociação da previdência. Porém, precisa sinalizar, rapidamente, que não irá sentar em cima dos preços da petrobras.

Setor de serviços cai na ponta… Foi divulgado a pouco o dado referente ao setor de serviços da IBGE. O dado traz uma retração de -0,4% na margem e um crescimento de 3,8% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Agenda… Além da PMS, já divulgada, teremos também os dados da indústria divulgados pela CNI.

E os mercados hoje? O dia hoje aponta para ser bastante negativo, os futuros de dólar e bolsa já mostram uma sexta feira mais estressa por aqui, apesar dos bons dados dos mercados lá fora. O prêmio de risco brasileiro sobe 1,05% aos 172 pontos.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -1,25%, aos 94.754 pontos;
Real/Dólar: +0,92%, cotado a R$ 3,8600;
Dólar Index: +0,24%, 97.177;
DI Jan/21: +0,07 pontos base, 7,130%;
S&P 500: +0,00% aos 2.888 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Reforma cria trava para obter remédio por decisão judicial
– Após 100 dias, Bolsonaro cumpre 24 de 35 objetivos
– Assange é preso em Londres após 7 anos asilado
– Pesquisa sobre pacote anticrime é malfeita, diz Moro

O Estado de São Paulo
– Bolsonaro faz pacote para tirar promessas do papel
– Aluno de ensino domiciliar terá de ir a escola se for reprovado
– Maia: reforma tributária que está na Câmara terá prioridade
– Governo prevê rombo fiscal em 2020 acima de R$ 110 bi

Valor Econômico
– Apoio à reforma na Câmara aumenta 35% em um mês
– Cintra confirma imposto que lembra a CPMF
– PGR investiga acusação de propina a Maia
– Plano tem 67 medidas para mercado de capitais

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

Luca de Toledo Gloeden Soares
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Candido Victor Candido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

301 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami