Mercados Hoje: Cisnes negros parecem visitar o Brasil de 4 em 4 anos

tags Intermediário

Introdução: Bolsonaro vive, física e eleitoralmente. Na pesquisa BTG/FSB de hoje, a primeira pós atentado, o capitão lidera absoluto com 30% das intenções de voto, estimuladas. Sua rejeição se cristalizou em 51%. Semana tem duas pesquisas para sair, Datafolha hoje e na sexta, e um Ibope na quinta feira. PT tem amanhã (11) para decidir pela troca de Lula por Haddad. Qual o efeito do atentado sobre Bolsonaro? É possível traçar alguma semelhança com alguma outra tragédia eleitoral? … Enquanto isso no resto do mundo: a semana começa bem para emergentes, que veem suas moedas apreciando e seu risco diminuindo. Nos Estados Unidos bons dados de emprego na margem, porém a dinâmica não é das melhores, o que confirma o cenário de duas subidas de juros ainda em 2018.


CENÁRIO EXTERNO: EMPREGO NOS EUAS, DADO BOM, BUT NOT SO FAST.

Emergentes continuam respirando… A semana começa benigna para emergentes, a Lira Turca (aprecia 1,88%), o peso Argentino (1,21%) e o ZAR Sul Africano (-1,0%). Os cds’s também operam em descompressão de risco, com exceção do Sul Africano que subiu levemente. O CDS brasileiro opera abaixo dos 280 pontos, um bom sinal, nas últimas semanas estava rodando na casa dos 300 pontos.

Com bastante fôlego… Os dados de criação de vagas de emprego nos Estados Unidos, divulgados na última sexta feira foram robustos. Em agosto, o volume de contratações somou 201 mil vagas e ficou um pouco acima do esperado. Apesar da contração líquida de empregos na indústria manufatureira, os setores de comércio e transportes, serviços empresariais e construção garantiram a continuidade do desempenho robusto.

Dado bom, nas nem tanto… A taxa de desemprego seguiu em 3,9%, mas apresentou um dinâmica desfavorável. A oferta de mão de obra recuou em 469 mil trabalhadores, sendo que 423 mil estavam empregados, afetando assim a taxa de participação, que recuou para 62,7%.

Crescimento dos salários veio forte, em 2,9%, nível mais forte de 2009… Mas, é preciso cautela uma vez que é um indicador muito volátil. Outras métricas, como o custo unitário do trabalho mostram um avanço bem mais moderado, inclusive uma leve desaceleração do indicador visto no ano contra ano.

Cenário de juros continua o mesmo… Com esses últimos dados do mercado de trabalho, é provável que o FED mantenha que a dinâmica esperada para a taxa de juros americana. Com uma subida ao final deste mês (26). E outra em novembro.

Agenda lá fora… Lá fora o destaque fica para divulgação do famoso livro bege do FED, na quarta feira (12), onde importantes dados e projeções da economia americana serão divulgados. E amanhã (11), teremos a divulgação dos dados de emprego agregado da Zona do Euro.


BRASIL: CISNES NEGROS PARECEM VISITAR O BRASIL DE 4 EM 4 ANOS.

O cisne negro vive no Brasil… Nassim Nicholas Taleb, autor best-seller, tem uma definição bastante interessante para eventos altamente improváveis, ele os denomina de cisnes negros. O nome se dá ao fato de que se acreditou por muito tempo que só existiam cisnes brancos, até que foi descoberto um cisne negro em uma lagoa na Austrália, ou seja, bastou um único cisne negro para que se deixasse de acreditar que todos os demais são brancos. Cisnes negros são em síntese: eventos onde é impossível atribuir uma probabilidade de que ele aconteça, quando irá acontecer e que após ocorrido deixa efeitos permanentes no ambiente.

A cada quatro anos um cisne negro dá as caras em terras tupiniquins… Apesar de ser australiano, o bicho aparece as vezes aqui na terra brasilis, na eleição de 2014 foi a trágica queda do jato que levava o então candidato Eduardo Campos. Importante notar que sua vice, Marina Silva explodiu nas intenções de voto, e ficou próxima de vencer (pelo menos nas pesquisas) no primeiro turno, depois tão rápido quanto subiu ela despencou e perdeu para o segundo colocado, Aécio Neves. Apesar de existir apenas uma observação, com a segunda em curso, eventos trágicos parecem ter memória curta, pelo menos para aqueles diretamente envolvidos.

Cisne negro 2018… O esfaqueamento de Bolsonaro em Juiz de Fora (MG) mostra que eventos altamente improváveis estão se repetindo, no Brasil a cauda se torna o média com velocidade assustadora. O trágico evento traz uma novidade em termos de ciências políticas, a vítima sobreviveu, logo, não existem trabalhos que estudem casos similares ao redor do mundo, pelo menos em democracias. Ainda é bastante difícil conjecturar quais os ganhos (para Bolsonaro) e as perdas para os demais. Muito provavelmente as próximas pesquisas Datafolha e Ibope devem trazer muito ruído e não devem serem tomadas a valor de face (vide 2014).

Segue o jogo, pelo menos em casa ou hospital… Bolsonaro segue com a saúde fragilizada, apesar de aparecer sentado e já fazendo a sua tradicional dupla de pistolinhas com a mão, a saúde do candidato pede moderação, ele ainda precisará passar por uma segunda cirurgia para a retirada da bolsa que está conectada ao seu intestino (órgão mais afetado pelo ataque). Mas, o candidato vai continuar jogando em casa, digo nas redes sociais, onde ele é soberano sobre os demais candidatos. Muitos vídeos devem caracterizar essa nova (forçada) fase da campanha do capitão. Segundo os médicos, campanha na rua só depois do primeiro turno.

Uma pesquisa para adoçar a segunda e mostrar o cisne na sala… Na pesquisa BTG/FSB, realizada entre os dias 8 e 9, pós-atentado, no quesito voto estimulado (aquele onde o entrevistador elenca os candidatos), mostra que o capitão ganhou 3p.p, saindo de 26% para 30%. Ciro Gomes manteve 12%, porém Marina caiu de 11% para 8%, e Haddad subiu de 6% para 8%. Geraldo Alckmin subiu para 8%. A pesquisa traz que a rejeição a Bolsonaro estancou em 51%, um possível efeito positivo para Bolsonaro. E era exatamente na rejeição do mito que a campanha estava preocupada, agora o efeito da facada pode sustar essa sangria.  O cisne dá suas caras… 

Haddad e o enigma de lula 3… Na semana passada falamos bastante do chamado enigma de Lula, que nada mais é o quanto ele consegue repassar a Fernando Haddad de seus votos. Na última pesquisa Ipespe/XP, as intenções de voto em Haddad dobram quando ele é apresentado como o apoiado por Lula. Detalhe a se acompanhar e ver se de fato essas transferência irá se materializar.

Quem vai quem fica… O PT tem até amanhã (11) para decidir quem será de fato o cabeça da chapa do partido do ABC paulista,. Lula ou Haddad. Apesar de todas as batalhas jurídicas-eleitorais já terem sido perdidas, o partido pode insistir em mais um recurso. Inclusive esse era o argumento da defesa de Lula, em um pedido que pede que o prazo seja estendido até o dia 17, onde se inicia o processo de carregamento de dados na urnas eletrônicas, o pedido foi recusado. Fato é, o PT tem gasto tempo demais e o TSE já proibiu que Lula apareça nas peças publicitárias do PT, pelo menos como candidato.

Mas… O PT tenta, ainda hoje, aos 45 do segundo tempo, mais dois recursos no STF. Na corrida contra o tempo, a defesa de Lula vai apresentar dois pedidos a Celso de Mello: um para aceitar o registro em caráter liminar e outro para atrasar a substituição até o plenário do Supremo se pronunciar. A insistência de Lula é vista com reservas mesmo dentro do PT e causa estranhamento que esteja adiando a confirmação de Haddad, quando tem menos de 20 dias para trabalhar seu nome como candidato do PT.

Mais uma semana onde o macro é dominado pela política… Apenas um indicador importante será divulgado essa semana, na quinta feira, que é Vendas no Varejo, o dado deve mostrar algum avanço na margem (0,3% na expectativa coletada pela Bloomberg, e 1% quando comparado com o mesmo período do ano anterior). O grande destaque macro continua sendo a política. De olho nas pesquisas que serão divulgadas ao longo da semana.

E os mercados hoje? Pelos dados das últimas pesquisas de alta frequência, BTG e Ipespe, um segundo turno com Bolsonaro parece estar se cristalizando. A grande dúvida, e esse sim é o fator gerador de volatilidade, é contra quem Bolsonaro irá pelejar. Pelo menos nas últimas pesquisas, Ibope e Datafolha, o único cenário onde ele não perdia era contra Haddad, onde empatavam dentro da margem de erro. Um alívio seria Bolsonaro abrir distância contra os demais nomes nos cenários de segundo turno, principalmente sobre Haddad. Ainda há chances para um segundo turno entre Alckmin e Bolsonaro, o cenário, de longe, favorito pelos mercados.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +1,76%, aos 76.416 pontos;
Real/Dólar: -2,17%, cotado a R$ 4,056;
Dólar Index: -0,17%, 95,621;
DI Jan/21: -18 pontos base, 9,920%;
S&P 500: -0,37% aos 2.878 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


EMPRESAS:

Suzano: aprovação da autoridade de concorrência turca, sem restrições
Impacto: Positivo.

Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– Alckmin candidato comete “falsidades”, diz Temer em vídeo
– Presidenciável do PSDB tenta censurar no TSE pesquisa do Datafolha
– Recursos para obras na UFRJ caem e 90% ficam no papel
– MDB sacrifica Meirelles e aposta em PT e Bolsonaro

O Estado de São Paulo
– Bolsonaro tem 22%; Ciro sobe e empata com Marina em 12%
– Brasil terá projeto para vítimas de abusos
– MPE acusa Alckmin de improbidade no caso Odebrecht
– Investidores retiram US$ 9,8 bi do país em agosto

O Globo
– Bolsonaro mantém liderança, e disputa pelo 2º lugar se acirra
– Inquérito da PF vê indícios de corrupção de Temer
– As saídas para a modernização
– Garotinho teme prisão, mas reafirma candidatura

Valor Econômico
– Lucro semestral de estatais cresce 136%, para R$ 37,2 bi
– Lojista poderá dar recebível a vários bancos
– Crise incentiva “terceira via” na Argentina
– O primeiro submarino vai ao mar

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Cândido Victor Cândido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

132 visualizações

relacionados

Bitnami