Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Introdução:

Internacional
• Uma nova série de dados econômicos fracos pressionam ativos de risco no exterior;
• Na China, dados de produção industrial, vendas no varejo e investimento frustram expectativas em julho;
• PIB do 2T19 traz novas surpresas negativas e renova preocupação em torno da economia Europeia;
• O Departamento de Energia americano divulga seus estoques de petróleo bruto (11h30).

Brasil
• Piora no exterior deve contaminar mercado local;
• MP da liberdade Económica progride;
• Presidente da CCJ no Senado abre o jogo sobre a reforma da Previdência;
• Relator descarta possibilidade de CPMF na reforma tributária;
• Alexandre Frota força partido do presidente a expulsa-lo;
• Temporada de resultados: Embraer, JBS, Ez Tec, Sabesp e Ultrapar estão entre as empresas que divulgam números no dia de hoje.


CENÁRIO EXTERNO: ATIVIDADE EM BAIXA

Mercados… Mercados asiáticos encerraram sessões em alta. As bolsas de Tóquio (1,0%), Hong Kong (0,1%) e Shanghai (0,4%) registraram ganhos no dia. Na contramão, índices europeus abriram em queda e já devolvem os ganhos acumulados no pregão de ontem. O índice pan-europeu, STOXX 600, recua 1,3% até o momento. Em NY, futuros também operam em baixa, sinalizando uma abertura negativa para ativos de risco americanos, e o dólar (DXY) recua contra seus principais pares. Em relação às commodities, ativos se movimentam sem direção única. O petróleo (Brent crude) cai 1,2%, reagindo a mais uma série de dados fracos de atividade, e é negociado próximo aos US$ 60,00/barril.

Atividade em baixa… Enquanto o governo Chinês foca seus esforços em resolver os problemas estruturais vividos pelo país, a atividade econômica do país segue mostrando sinais de desaceleração. Os números de produção industrial, vendas no varejo e investimento de julho ficaram mais uma vez abaixo das expectativas de mercado, indicando que as medidas adotadas pelo governo estão sendo insuficientes para promover uma estabilização da economia. Junto aos impasses internos e externos que o gigante asiático está enfrentando atualmente, a situação preocupa mais, uma vez que quanto mais se estenderem os problemas para a 2ª maior economia mundial, mais o cenário para a economia global se deteriorará.

UE segue a mesma tendência… Na Zona do Euro, o PIB do 2T19 desacelerou para 0,2% em relação ao trimestre anterior, confirmando uma trajetória de desaceleração também para as grandes economias do bloco. O maior destaque dentre os países membros foi justamente a Alemanha, que registrou uma contração de 0,1% no período e mostrou que a maior economia da região já pode estar entrando em recessão. De modo geral, os dados reforçaram a fraqueza da economia europeia, e assim como os números da China, contribuem para a manutenção do receio em torno de uma desaceleração econômica em escala global.

Na agenda… Nos EUA, o Departamento de Energia divulga seus estoques de petróleo bruto (11h30).


BRASIL: TEBET ABRE O JOGO

MP da Liberdade Econômica progride na Câmara… A Câmara dos Deputados aprovou ontem (14), por margem ampla (345-76), o corpo de medida provisória que busca reduzir a burocracia. O trecho que previa que a Comissão de Valores Mobiliários poderia dispensar certas exigências para companhias de pequeno e médio porte foi retirado, mas outros trechos foram adicionados: carteira de trabalho digital, trabalho aos domingos par novas categorias, remoção da obrigatoriedade do ponto (registro de horário) para empresas com menos de 20 trabalhadores e a simplificação do eSocial. Essas alterações devem ser votadas hoje através de destaques. A expectativa é que sejam aprovadas e a MP possa seguir para sua análise pelo Senado, onde terá que ser votada até o dia 27 de agosto, sua data de expiração.

“O presidente pode ajudar ficando calado”… As palavras são da presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), durante entrevista concedida à GloboNews. A reforma da Previdência requer a aprovação da comissão antes que possa ser votada no Plenário do Congresso. A senadora espera que a casa revisória aprove a matéria no início de outubro. A presidente da CCJ ainda se posicionou contra inclusão direta de estados e municípios na proposta federal e disse temer que a resistência dos funcionários públicos estaduais municipais envenene a proposta no Senado. Tebet prefere um dispositivo que de aos estados e municípios a habilidade de aprovar uma reforma, nas suas respectivas assembleias e câmaras, que espelha as regras aprovadas no Congresso Nacional.

Nova CPMF encontra resistência… Apesar do apoio do ministro Paulo Guedes – e até de alguns empresários como Flávio Rocha, dono da Riachuelo – a introdução de uma nova CPMF, através da reforma tributária, ainda encontra forte resistência. O próprio presidente Bolsonaro é contra a ideia, que pode ser introduzida pela proposta governista para a reforma estrutural, que compete com os projetos da Câmara e do Senado do mesmo cunho. O novo nome dado pelo governo ao tributo é Contribuição Previdenciária (CP). O relator da proposta na Comissão Especial da Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), está disposto a construir parecer que inclui partes das três propostas, mas já avisou que nova CPMF “não se discute, não passa”. O relator espera apresentar seu parecer no dia 8 de outubro.

Deputado Alexandre Frota é expulso do PSL… O deputado, que representa o estado de SP na Câmara Federal, já não faz parte do partido do presidente Bolsonaro. Frota tem feito duras críticas ao presidente, que ele aponta publicamente como sua maior decepção na sua jovem carreira política. O deputado tem feito uma série de críticas ao governo para induzir seu partido a expulsa-lo. A aparente derrota, na verdade, é um triunfo, logo, ele mantém seu mandato na Câmara, enquanto o PSL perde um representante da sua bancada. O desejo de sair do partido aparenta ser resultado da sua aproximação com Rodrigo Maia (DEM-RJ), quando serviu como intermediário entre o presidente da casa e o ministro Paulo Guedes, durante a votação da reforma da Previdência no Plenário. O deputado trabalhou para garantir a aprovação da matéria, mas no dia da votação se absteve (não votou nem contra nem a favor) alegando “seguir a voz das ruas nesse ponto”. O deputado está sendo cortejado pelo DEM e pelo PSDB, apesar da abstenção que demonstrou sua inexperiência e volatilidade.

Na agenda… Em dia de agenda fraca, o maior destaque será a divulgação das pesquisas trimestrais do abate de animais, do leite, do couro e da produção de ovos de galinha pelo IBGE. No cenário corporativo, Embraer, JBS, Ez Tec, Sabesp e Ultrapar estão entre as empresas que divulgam resultados no dia de hoje.

E os mercados hoje? No exterior, bolsas devolvem os ganhos acumulados na sessão de ontem após a divulgação de mais uma rodada de indicadores fracos em grandes economias mundiais. Aqui, o mercado acompanha mais uma rodada de divulgação de resultados corporativos, além do trâmite da reforma da Previdência no Senado. Com isso, esperamos um dia de viés negativo para ativos de risco locais, que devem seguir acompanhando os movimentos de mercado verificados no exterior.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +1,36%, aos 103.299 pontos;
Real/Dólar: -0,37%, cotado a R$ 3,96;
Dólar Index: +0,47%, cotado a 97.837;
DI Jan/21: +02 pontos base, 5.40%;
S&P 500: +1,48% aos 2926 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Jornais:

Folha de São Paulo
– Texto-base da MP da Liberdade Econômica muda regras trabalhistas
– Bolsonaro gasta só 6,5% de recursos previstos para segurança
– Governador do PSL vê sandice em extremismo e vai na contramão de Bolsonaro
– Migração de Alexandre Frota para o PSDB estaria nos arremates finais

O Estado de São Paulo
– Bolsonaro faz pressão e PSL exige ‘fidelidade ideológica’ para candidatos
– Câmara aprova texto-base de MP que reduz burocracias
– Juízes tentam regras mais brandas na Previdência
– Guedes quer dividir estrutura da Receita

Valor Econômico
– Câmara aprova texto-base da MP da Liberdade Econômica
– Argentina pode encarar crise da dívida em 2020
– Petrobras revê normas adotadas após Lava-Jato
– Telecine reforça ações em direção ao streaming

O Globo
– Câmara aprova texto-base de MP que facilita abertura de empresas e muda regras trabalhistas
– Terceira viagem de Bolsonaro aos EUA deve ter agenda tripla
– Após decisão do STF, sindicato dos auditores fiscais recomenda parar todas as fiscalizações
– Políticas ambientais do governo Bolsonaro minam imagem do Brasil, dizem especialistas

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
142 visualizações

relacionados

Bitnami