Introdução: Reduz a aversão a risco no exterior. Os holofotes estão voltados à fala de Powell, além da expectativa com a reunião do G-20, na Argentina. Trump estará lá, e analistas seguem preocupados com relação ao tom do presidente americano e sua relação com os chineses. Hoje, nos EUA, é dia de agenda macro cheia, e investidores já aguardam os dados do PIB do 3º tri. No Brasil, as atenções se voltam a Cessão Onerosa, que poderá ser votada nesta 4ª feira. No front macro, o Banco Central faz novos leilões de linha, e Ilan Goldfajn, do BC, concede coletiva.


CENÁRIO EXTERNO: FALA DE POWELL; E ATENÇÕES À REUNIÃO DO G-20, NA ARGENTINA.

O “básico” sobre os mercados… As bolsas sobem na Europa, após ganhos na Ásia. A bolsa chinesa subiu 1,05%; a japonesa subiu 1,02%. A maioria das commodities sobe (minério de ferro em US$66,35/ton., no porto de Qingdao), e o brent, próximo da estabilidade, opera na casa dos US$60/barril. O dólar segue sem forças no exterior, e os juros das Treasuries recuam. Os papéis de 10 anos oscilam ao redor de 3,05%.

Reunião do G-20… Os holofotes estão voltados à cidade argentina de Buenos Aires, aonde acontece a reunião do G-20. O presidente Trump, incluindo os líderes chinês e russo, estarão lá. A reunião tem início na 6ª feira (30). A expectativa é de uma possível melhora nas relações comerciais entre Estados Unidos e China. Ontem, comentários da Casa Branca foram de que “há boa possibilidade de acordo com a China”.

Nos EUA: dados (ainda) seguem firmes… A confiança do consumidor, calculada pela Conference Board, atingiu 135,7 pontos em novembro, em linha com o esperado pelo mercado. Embora ainda em patamar elevado, houve um recuo na margem frente ao mês anterior, de 137,9 pontos. Isto porque investidores permanecem cautelosos diante dos impactos negativos sobre a atividade econômica decorrentes da guerra comercial com a China. Vamos acompanhar…

Na agenda de hoje… Nos EUA, saem às 11h30 os dados do PIB do 3º tri. Destaque também para o discurso que Jay Powell, o presidente do Fed, às 15h. É grande a expectativa quanto à fala de Powell. Afinal, espera-se mais sinalizações sobre os próximos passos do Fed. Ontem, Richard Clarida, vice presidente do Fed, defendeu a continuidade do ajuste gradual dos juros. Segundo Clarida, a economia americana opera próxima dos objetivos do Fed.


BRASIL: CESSÃO ONEROSA E NOMES NOS MINISTÉRIOS.

Em pauta… Nesta 4ª feira, o plenário da Casa pode votar o projeto que viabiliza o megaleilão do pré-sal. Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Senado, insiste que só colocará a matéria para votação quando for acertado o mecanismo de repasse dos recursos a Estados e municípios. Paulo Guedes, futuro ministro da Economia, defende a ideia. Isto porque a ação deve reduzir a pressão dos governadores eleitos com relação a situação fiscal destas regiões. Mais: Guedes tenta ainda condicionar a divisão dos recursos à aprovação da Reforma da Previdência.

Resistência… O Ministério da Fazenda, entretanto, não defende partilha de recursos do leilão das áreas da cessão onerosa do pré-sal da União para Estados e Municípios. Segundo Eduardo Guardia, atual ministro da fazenda, o repasse dos recursos do leilão “arrebenta” o Orçamento de 2019. É, neste contexto, que, nesta 4ª feira, Romero Jucá (MDB-RR) reassume a liderança do Governo no Senado. A expectativa é que o senador conclua o impasse envolvendo a Cessão Onerosa.

Troca de favores… Eunício estaria ainda negociando a aprovação da cessão onerosa no Senado com o PL que amplia a renúncia de receitas para beneficiar empresas das áreas das Sudene e da Sudam. Os benefícios são também estendidos à Sudeco. A versão original previa apenas a extensão, por mais 5 anos, do benefício à Sudene e Sudam. Ele acaba no fim de 2018. No entanto, a equipe de transição, comandada também por Paulo Guedes, é contrária à ampliação de incentivos fiscais. O impacto sobre as receitas do governo está por volta de R$ 8 bilhões ao ano.

Mais nomes… Ontem, Jair Bolsonaro (PSL), nomeou Tarcísio Gomes de Freitas para a pasta de Infraestrutura e seu governo. Por ora, a expectativa fica para a nomeação do Ministério do Meio Ambiente. Mais cedo, o deputado federal Marcos Montes (PSD-MG) foi anunciado como secretário-executivo do Ministério da Agricultura.

BC tenta diminuir preocupação do mercado… Além do leilão de até 13.600 contratos de swap cambial (US$ 680 milhões), marcado para às 11h30, o Banco Central faz leilões de linha em um total de US$ 1 bilhão. Mais cedo, o presidente do BC, Ilan Goldfajn, concede entrevista coletiva, tentando diminuir preocupação com relação aos movimentos de mercado.

E os mercados hoje? Diante de um exterior positivo, com baixa aversão a risco, os mercados locais devem iniciar o dia com um viés mais positivo. Assim, vemos a bolsa em alta, e DIs e dólar em baixa. Por aqui, as atenções seguem voltadas às negociações em torno da cessão onerosa, que podem permitir a votação sobre a questão hoje no plenário do Senado. No cenário internacional, há uma crescente preocupação com a política comercial dos EUA, que segue no radar do investidor. Vale ainda acompanhar a fala de Powell, que poderá influenciar nos movimentos dos ativos de riscos globais.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +2,71%, aos 87.891 pontos;
Real/Dólar: -0,14%, cotado a R$3,8708;
Dólar Index: -0,02%, 97,349;
DI Jan/21: -06 pontos base, 7,940%;
S&P 500: +0,33% aos 2.682 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


EMPRESAS:

Petrobras: Dados de produção de outubro
Impacto: Marginalmente positivo.

Minerva: EUA abrem mercado de carne bovina in natura para Argentina
Impacto: Positivo.

BMG: Cia. segue com IPO e busca R$ 2 bilhões
Impacto: Marginalmente positivo.

Rafael Passos – Equipe Econômica


Jornais:

Folha de São Paulo
– Congonhas deve ter cinco voos a mais por hora em 2019
– Novo ministro quer acelerar concessão com verba pública
– Parque Augusta vai dar até R$ 95 mi de lucro a empresas
– Olavo de Carvalho: ‘Esquerda é intelectualmente catastrófica’

O Estado de São Paulo
– Megaleilão do pré-sal é alvo de disputa entre atual e futuro governo
– Cadeias mantêm superlotação e violações, diz relatório
– ‘Nada vai segurar o novo boom imobiliário’, afirma dono da Cyrela
– Novo chanceler diz que sua missão é ‘libertar Itamaraty’ do ‘marxismo

O Globo
– STF pode dar a Temer liberdade para indultar presos
– Mais Médicos desfalca outros programas
– Tarcísio de Freitas é indicado para Infraestrutura
– Pezão quer fazer caixa com batalhão da PM do Leblon

Valor Econômico
– Investimento público é o 2º menor entre 42 países
– Novo ministro quer privatizar toda a Infraero
– IDP já atinge US$ 79,8 bi em 12 meses
– Consumo de café cresce na crise

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

137 visualizações

relacionados

Bitnami