Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: atenção de volta às contas (da previdência)

Introdução: Os mercados asiáticos encerraram sem direção única nesta 6ªF; Na Europa, os principais índices de mercado se movimentam com viés mais positivo; Em NY, futuros operam no vermelho, esboçando uma sexta negativa em uma semana muito positiva para ativos de risco, e o dólar (DXY) se valoriza contra seus principais pares; Na frente das commodities, ativos se movimentam majoritariamente em terreno positivo, com destaque para o petróleo (Brent crude), que avança 1,3% após a repercussão das novas tensões entre os EUA e o Irã. No Brasil, o mercado doméstico O mercado doméstico volta do feriado com fôlego renovado, e deve surfar a onda de otimismo que fez com que bolsas quebrassem recordes no exterior.


CENÁRIO EXTERNO: POR UM FIO

Mercados… Os mercados asiáticos encerraram sem direção única nesta 6ªF. O Nikkei (Tóquio) recuou 1,0%, enquanto o índice de Shanghai avançou 0,5% na sessão. Na Europa, os principais índices de mercado se movimentam com viés mais positivo, com o DAX (Frankfurt) subindo 0,1%. Em NY, futuros se operam no vermelho, esboçando um fim de tom mais negativo para uma semana muito positiva para ativos de risco, e o dólar (DXY) se valoriza contra seus principais pares. Na frente das commodities, ativos se movimentam majoritariamente em terreno positivo, com destaque para o petróleo (Brent), que avança 1,3% após renovação de tensões entre os EUA e o Irã, e já é negociado próximo dos US$ 65,30/barril.

Por um fio… Segundo fontes da Bloomberg, o governo americano abortou uma investida militar contra o Irã na noite desta 5ªF. A medida – que envolveria uma série de ataques aéreos – teria sido ordenado após autoridades iranianas derrubarem um drone americano na região do Estreito de Ormuz, já tinha o aval presidente americano, Donald Trump. De acordo com autoridades iranianas, elas teriam evidência de que o drone estaria violando seu espaço aéreo, e a República do Irã “não hesita em defender seu território contra qualquer forma de agressão”.

Pode piorar (muito)… Tais ataques dariam outras proporções ao conflito, que já vem escalando tensões na área que concentra a produção de cerca de um terço do petróleo mundial. O fato é que ainda existe a possibilidade de que autoridades americanas revivam a operação, dado que ela já estava em fases finais quando foi abortada, e isso deverá deixar um tom de apreensão na região até que a disputa seja resolvida. O evento já repercutiu sobre o preço da commodity (Brent crude), que ainda segue com alta de 4% no acumulado da semana.

Na agenda… Para fechar a semana, o destaque da agenda econômica será a divulgação dos PMIs (Industrial, de serviços e composto) nos EUA, às 10h45, com a expectativa de um a leve melhora na margem. Mais tarde, às 11h, sai o número das vendas de moradias usadas, também nos Estados Unidos.

 


BRASIL: ATENÇÃO DE VOLTA ÀS CONTAS (DA PREVIDÊNCIA)

Mais debates… A comissão especial da reforma da Previdência na Câmara realizou, esta semana (18 e 19), as primeiras reuniões após a divulgação do parecer do relator Samuel Moreira (PSDB-SP). 65 deputados versaram sobre a matreira durante 12 horas.Guedes.

Alterações antes do voto… O relator se declarou disposto a alterar o parecer antes da sua votação na comissão. As mudanças seriam feitas através de contemplação de voto, um mecanismo legislativo que possibilita ajustes de última hora ao documento que será votado. Após as sessões, Samuel Moreira adiantou que já tem alterações em mente, mas não divulgou detalhes.

Convergência… As sessões reforçaram o entendimento que existe convergência entre a maioria dos parlamentares e o parecer do relator, que deve ser aprovado antes do final do mês. A expectativa é que nenhuma alteração de grande magnitude orçamentária seja feita antes do voto. A questão da participação dos estados e municípios ainda deve ser resolvida no plenário da Câmara.

Tapas e Beijos… Durante visita à Comissão de Constituição e Justiça, na quarta-feira (19), Sérgio Moro enfrentou mais de 8 horas e meia de elogios e questionamentos dos Senadores. O ministro se apresentou voluntariamente para prestar esclarecimentos sobre supostas mensagens vazadas pelo site The Intercept Brasil, que sugerem a existência de coordenação indevida entre o então juiz e procuradores da operação Lava Jato.

Hackers… O ministro argumentou que as matérias “sensacionalistas” resultaram de invasão criminosa, executada por um grupo estruturado de hackers sofisticados, que pretendem invalidar condenações e obstaculizar investigações em andamento, enfraquecendo instituições brasileiras.

Divergência…Moro defendeu a imparcialidade da operação destacando as divergências entre o Ministério Público (MP) e juízes que julgaram o caso, entre elas 63 réus absolvidos pela justiça.

Conversas informais… O ministro também esclareceu que na tradição jurídica brasileira não é incomum que juízes conversam com procuradores, promotores e policiais. O ministro também citou declarações de vários juízes, como a do ex-ministro do Supremo Carlos Velloso, que defendem a normalidade da atuação de Moro durante o caso.

Afastamento… Os críticos do ex-juiz pediram que Moro se afastasse o renunciasse de seu posto como ministro da justiça para garantir a imparcialidade da sua pasta. Em resposta, Moro solicitou a divulgação de todas as mensagens retidas pelo site para que a sua imparcialidade seja julgada pelo público brasileiro.

O troco…. Entre os críticos mais duros do ministro da Justiça, estavam vários senadores citados na operação Lava Jato. Fora esse viés revanchista, a reunião demonstrou que a atuação de Moro durante no caso divide por linhas ideológicas.

Calmo e contido… O ministro manteve a sua compostura e se defendeu das acusações de conluio de forma contundente. O futuro de Moro depende do conteúdo das mensagens que ainda serão divulgadas, até o momento, o ministro ainda retém o apoio da maioria do Congresso e da opinião pública além de forte suporte do presidente Bolsonaro.

Na agenda..Não existem indicadores relevantes a serem divulgados ao longo do dia.

E os mercados hoje? Os mercados externos seguem em clima de cautela em meio a escalada de tensões no oriente médio, o que favorece alguma movimentação de realização de lucros após uma semana tão positiva para ativos de risco. O mercado doméstico volta do feriado com fôlego renovado, e deve surfar a onda de otimismo que fez com que bolsas quebrassem recordes no exterior. Com isso, esperamos um dia com viés positivo para ativos de risco brasileiros nesta 6ªF.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +0,90%, aos 100.303 pontos;

Real/Dólar: -0,26%, cotado a R$ 3,85

Dólar Index: -0,40%, cotado a 97.255;

DI Jan/21: – 5 pontos base, 6.000%;

S&P 500: +0,30% aos 2926 pontos

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

 


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo

– Desviar recurso do BNDES para Previdência desfalcará Tesouro.

– Impasse no Cade ameaça atrapalhar negócio de US$ 34 bi da IBM

– Moro está vivo, mas depende de Bolsonaro, dizem lideranças

– Disputa por indicação de ministro do TSE racha STF;

 

O Estado de São Paulo

– Só reforma não basta mais para crescer, afirma secretário de política econômica.

– Mulheres representam menos de 1/3 da chefia dos partidos

– Incêndio interdita a ponte do Jaguaré na Marginal do Pinheiros

– Trump ordenou ataque ao Irã, mas voltou atrás, diz jornal

 

Valor Econômico

– Projeto vai reformular carreiras e folha de salários dos servidores

– Floriano deixa pasta para presidir Correios

– “Sempre fui um poder moderador”, diz Heleno

– Site sugere que Moro interferiu na escolha de procuradores

 

 

O Globo

– Estados que fizeram ajuste investem quatro vezes mais que governos endividados

– Trump aprovou ataque ao Irã e cancelou na última hora, diz ‘The New York Times’

– Governo vai revogar norma de segurança que prevê inspeção prévia em empresas

– Com a ameaça de um conflito, Golfo Pérsico está armado até os dentes

 

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

Luca de Toledo Gloeden Soares
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

Estrategista

Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

265 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami