Introdução: Mercados fechado nos EUA. Isto retira liquidez dos ativos de risco global. Sem grandes direcionadores nos mercados internacionais, as bolsas da Europa recuam, após sessão negativa na Ásia. No Brasil, o mercado digere os números da indústria de outubro. Bolsonaro fala sobre a reforma da Previdência; e Cessão Onerosa deve ficar para 2019.


CENÁRIO EXTERNO: DIA NEGATIVO PARA ATIVOS DE RISCO GLOBAIS.

Mercados… Nos EUA, é dia de luto pela morte de George H. W. Bush – algo que mantém os mercados fechados por lá. Enquanto isso, as bolsas da Europa operam em baixa, após sessão negativa na Ásia. O dólar opera sem forças frente a seus principais pares. Commodities seguem em baixa. O petróleo (brent), que avança 3% no mês, oscila ao redor dos US$61,4/barril.

Costurando acordos… Na noite de ontem, Trump disse acreditar em um acordo comercial com a China, seja “agora ou no futuro”. Segundo Trump, os chineses não querem ficar sujeitos às tarifas, e devem atender as demandas dos EUA. A notícia pode trazer algum alívio aos mercados. Mais cedo, Trump tinha dito que era um “homem de tarifas” e que os americanos tem ganhado bilhões de dólares com isso.

Ou teremos um acordo de verdade com a China ou não teremos acordo algum – quando cobraremos pesadas tarifas contra produtos chineses embarcados para os Estados Unidos”, disse Trump em seu Twitter.

 

Na China: serviços aceleram… O índice PMI sobre o setor de serviços passou de 50,8 em outubro para 53,8 em novembro. Ficou acima do esperado por alguns analistas. Assim, o PMI composto, que engloba os setores da indústria e de serviços, subiu de 50,5 em outubro para 51,9 em novembro, também superando as expectativas de analistas. Vale lembrar: acima de 50 pontos, o índice sinaliza “expansão” para os próximos meses.

Agenda de hoje… Nos EUA, no front macro, destaque para a divulgação do Livro Bege (15h). Na Europa: (1) divulgação do PMI de serviços (novembro); e (2) vendas no varejo (outubro) ganham as atenções dos investidores.


BRASIL: PREVIDÊNCIA E CESSÃO ONEROSA NO RADAR.

Sobre a Previdência – Parte I… Jair Bolsonaro (PSL), presidente eleito, após se reunir com deputados do MDB e PRB, comentou sobre a sua proposta para Reforma da Previdência. Bolsonaro sinalizou que a reforma poderia ser fatiada, começando pela idade mínima e a redução da desigualdade entre os setor público e geral.

Sobre a Previdência – Parte II… Jair também comentou que poderia aproveitar a proposta atual do governo Temer. Esta proposta inclui pontos como: (i) idade mínima, (ii) regras de transição e (iii) regimes especiais para algumas carreiras. Em nossa visão, seria positivo Bolsonaro aproveitar a PEC encaminhada por Temer. Afinal, a proposta já está pronta para ser votada no plenário da Câmara. Assim, o novo governo ganharia tempo para apresentar outras propostas nessa área.

Até 2019… Segundo noticiário veiculado pela agência Estado, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, concordaram, na noite de ontem (04), deixar as negociações em torno do projeto de lei da revisão da cessão onerosa da Petrobras para 2019. Apesar das pressões de governadores interessados na partilha do bônus, Guardia e Guedes se comprometeram a encerrar as conversas sobre uma solução para garantir o repasse da verba de assinatura do contrato para Estados e municípios. Em nossos últimos relatórios, já havíamos comentado a dificuldade da aprovação e assinatura do contrato entre Petrobras e o Governo ocorresse neste ano. O mais provável é que a votação, assinatura, e leilão ocorra no 1º semestre de 2019.

Do lado macro: produção industrial de outubro… Divulgado nesta 3ª feira (04), a indústria cresceu 0,2% m/m, após queda de 1,8% m/m em setembro. Em 12 meses, o crescimento foi de 1,1%. Os números vieram abaixo do esperado pelo mercado (+1,1% m/m e +2,1% a/a). Em suma, os dados sinalizam um ritmo ainda lento de recuperação da indústria. Ainda assim, vale notar: a produção industrial registrou a 1ª alta após 3 meses consecutivos de queda.

Na agenda de hoje… Destaque para o Índice dos Gerentes de Compras (PMI) de novembro (10h) e fluxo cambial de novembro (12h30). Às 10h, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, participa de audiência na CAE do Senado para discutir as diretrizes, implementação e perspectivas futuras da política monetária.

E os mercados hoje? Em meio a um noticiário doméstico não muito “animador”, acreditamos que os mercados locais ficarão de olho no exterior. Mantemos um viés de baixa em bolsa, e de alta em dólar e juros futuros. Aliás, a recente alta dos juros das Treasuries segue sendo uma importante mudança ao redor do mundo. Falamos disto em nosso último Apito Final.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -1,33%, aos 88.624 pontos;
Real/Dólar: +0,313%, cotado a R$3,8493;
Dólar Index: -0,08%, 96,965;
DI Jan/21: -02 pontos base, 7,970%;
S&P 500: -3,24% aos 2.700 pontos.

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg. *valores referentes à sessão do dia 31/05.


EMPRESAS:

Vale: Define metas e fecha acordo com Glencore
Impacto: Positivo.

Petrobras: Pode ser obrigada a vender fatia em refinarias
Impacto: Marginalmente Negativo.

JBS: Elege CEO Global da companhia
Impacto: Cunho Informativo.

Rafael Passos – Equipe Econômica


Jornais:

Folha de São Paulo
– Bolsonaro pretende fatiar a reforma da Previdência
– Servidora cita “lixo” no Mais Médicos e gera crise com CFM
– Gestão Covas ignora condição de pontes e viadutos de SP
– Herdeiro da OAS paga R$ 29 milhões para sair da cadeia

O Estado de São Paulo
– ANS libera troca sem carência para plano de saúde empresarial
– Reforma da Previdência pode ser fatiada
– Meio ambiente vira disputa entre militares e agronegócio
– Projeto de partilha do pré-sal recebe “contrabando”

O Globo
– Reforma da Previdência deve ser fatiada em 2019
– Bolsonaro abre diálogo com bancadas de partidos
– Fachin manda apurar caixa dois para Onyx
– Sérgio Cabral condenado em 2ª instância

Valor Econômico
– Projeto acaba com financiamento do Tesouro pelo BC
– Ministro de Bolsonaro é alvo da PGR
– Usina pronta espera aval a reservatório
– Cade poderá obrigar Petrobras a vender refinarias

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

106 visualizações

relacionados

Bitnami