Mercados Hoje: A única certeza é que não tem nada certo

tags Intermediário

Introdução: As bolsas asiáticas operaram com viés positivo, seguindo divulgação de dados econômicos mais positivos na China. Na Zona do Euro, os índices de mercado abriram negociações sem direção única. Em NY, o futuro do S&P opera no verde apesar de resultados de BofA e Netflix terem decepcionado expectativas ontem, e o dólar (DXY) recua contra os seus principais pares. Aqui, investidores aguardam os mais novos desenvolvimentos da CCJ, com a esperança de que o texto da Reforma da Previdência possa ser votado ainda hoje.


CENÁRIO EXTERNO: ENFIM, ALGUMA ESTABILIDADE

Mercados… As bolsas asiáticas operaram com viés positivo. O Nikkei, em Tóquio, e o índice de Shanghai avançaram 0,3% na sessão. Na Zona do Euro, os índices de mercado abriram negociações sem direção única. A bolsa de Londres recua 0,1% enquanto, em Frankfurt, o DAX avança 0,3%. Em NY, o futuro do S&P opera no verde e o dólar (DXY) recua contra os seus principais pares. Na frente das commodities, ativos se movimentam com viés altista. O petróleo (brent) avança 0,5% e é negociado acima dos US$ 72/barril. Por fim, para emergentes o dia tem início positivo, com divisas de México, Turquia e África do Sul se valorizando contra o dólar.

Confirmando a estabilidade… O PIB chinês cresceu 6,4% a/a no 1ºTRI/2019, mantendo o mesmo ritmo de crescimento registrado no 4ºTRI/2018 e superando a mediana das expectativas do mercado (+6,3% a/a). O dado veio como uma surpresa positiva para os chineses, pois sinaliza uma maior estabilidade econômica para o resto do mundo e ainda reforça a posição da China em um momento crucial das negociações comerciais com os Estados Unidos. Divulgados no mesmo horário, a produção industrial (+8,5 a/a) e as vendas do varejo (8,7% a/a) de março também superaram as expectativas.

Na agenda… O destaque da agenda internacional desta 4ªF será a divulgação do Livro Bege do Fed, às 15h, com o sumário das condições econômicas nos vários distritos, que servirão de base para a próxima reunião do FOMC, em maio. Ainda, o DoE americano divulga o nível dos estoques de petróleo. No plano corporativo, são aguardados os balanços da Pepsico (7h), Morgan Stanley (8h) e Alcoa (17h).


BRASIL: A ÚNICA CERTEZA É QUE NÃO TEM NADA CERTO

A única certeza é que não tem nada certo… A desarticulação do governo, cada vez mais clara nas sessões da CCJ, volta a prejudicar o andamento do texto da reforma da Previdência no início do seu trâmite na Câmara. Ontem à tarde, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, conversou com os líderes do Centrão e da oposição para tentar salvar a votação da reforma antes do feriado. Apesar do barulho da oposição, as discussões avançaram na Comissão, e existe uma chance – mesmo que pequena – de que o texto seja votado ainda hoje.

A “sombra” dos Caminhoneiros… Mais cedo, Governo anunciou algumas medidas em resposta às demandas do setor de transporte (caminhoneiros, diga-se de passagem). O objetivo era alinhar ambos os interesses, evitando uma nova paralização. Além de Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil, estavam presentes: o general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo), Floriano Peixoto (Secretaria Geral) e Tarcisio de Freitas (ministro de Infraestrutura). Em relação à Petrobras, Guedes defendeu a autonomia da estatal para definir a sua própria política de preços – fato que só poderá ser confirmado quando tivermos um próximo reajuste. As reações forma mistas, e a ameaça de uma nova paralização no dia 21 de maio segue viva.

Alinhando interesses… Vale destacar: (1) crédito de R$ 30.000, destinado aos caminhoneiros autônomos para realizarem a manutenção em seus veículos — dinheiro será via BNDES, cujo valor total é de R$ 500 milhões; (2) tabela do frete, garantindo sua validade; (3) preço do diesel garantido – isto é, um cartão com preço definido na largada da viagem, dando segurança financeira aos caminhoneiros; (4) área de descanso – construção de áreas seguras para que profissionais possam estacionar, tomar banho e descansar; (5) obras em rodovias – R$ 2 bilhões destinados para a conclusão de obras e manutenção de rodovias; (6) documento único digital – agrupamento de uma série de comprovantes para tornar o trabalho do caminhoneiro menos burocrático; (7) CNH – renovação apenas a cada 10 anos; (8) saúde – programa para caminhoneiros receberem assistência médica do Sest/Senat, gratuitamente, em várias cidades que são eixos de passagem do transporte rodoviário.

O desafio dos fretes… O principal desafio do governo é encontrar um meio de regular os fretes no país ao valor do óleo diesel. A intenção seria dar garantia de receita ao caminhoneiro atrelada à eventual variação do preço do combustível enquanto estiver em trânsito. Paulo Guedes, ministro da Economia, será o responsável para encontrar esses recursos, estabilizar preços de combustíveis e suprir os valores necessários para conceder os benefícios aos caminhoneiros anunciados hoje.

Na agenda… Em dia de agenda sem a divulgação de indicadores econômicos, o destaque fica com a divulgação do fluxo cambial semanal pelo BCB (12h30).

E os mercados hoje? Lá fora os fortes dados econômicos da china devem repercutir de forma positiva no mercado doméstico, que segue com a atenção voltada para a CCJ na Câmara Federal. Com isso, acreditamos que o dia terá viés mais positivo para ativos de risco brasileiros, mesmo que ainda muito condicionado ao desenvolvimentos no noticiário político.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +1,34%, aos 94.333 pontos;
Real/Dólar: -0,37%, cotado a R$ 3,889;
Dólar Index: +0,10%, 97.043;
DI Jan/21: -0,02 pontos base, 7,080%;
S&P 500: +0,05% aos 2.907 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Victor Candido – Economista


Jornais:

Folha de São Paulo
– STF e PGR entram em atrito um dia após caso de censura
– Para Guedes, Bolsonaro estava com o ouvido na pista ao intervir no diesel
– Contra greve, governo dá crédito de R$ 500 mi a caminhoneiros
– Operação Condor decidia assassinato de opositores

O Estado de São Paulo
– STF e Ministério Público entram em confronto por causa de inquérit
– Presidente não decide preço do diesel, diz Guedes
– Imóveis rendem a Marin R$ 37 mi para pagar dívida
– Líderes querem reajustar mínimo acima da inflação

Valor Econômico
– Governo libera Petrobras para definir seus preços
– Apuração de ‘fake news’ opõe PGR e Supremo
– Mercado prevê Selic em queda até fim do ano
– Maia e Doria estão cada vez mais afinados

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]br

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

Luca de Toledo Gloeden Soares
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Victor Candido Victor Candido

Economista

Mestrando em economia pela Universidade de Brasília - UnB. Já trabalhou no mercado financeiro na área de pesquisa e operações. Foi pesquisador do CPDOC da Fundação Getúlio Vargas. É formado em economia pela Universidade Federal de Viçosa.

209 visualizações

relacionados

Bitnami