Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Mercados Hoje: À espera do encontro

Introdução: Os mercados externos apresentam menor aversão a risco, e as bolsas globais se recuperam. As negociações comerciais entre EUA e China continuam, mas prevalece a expectativa de um acordo. Investidores ainda digerem a decisão do Brexit. No Brasil, o noticiário é concentrado aos leilões de aeroportos.


CENÁRIO EXTERNO: RISK-ON

Mercados… As bolsas sobem na Europa, após sessão positiva na Ásia. Nos EUA, S&P futuro sinaliza boa abertura para esta sessão. O dólar opera em baixa frente aos principais pares; e os juros das Treasuries oscilam sem direções claras, em meio à menor aversão a risco. Para as commodities, no entanto, viés é baixista. O brent recua, e oscila ao redor de US$67,5/barril. O minério de ferro na China recuou 0,85%, a US$86,52/tonelada.

EUA-China: negociações comerciais… Investidores seguem atentos aos avanços das negociações entre EUA e China. Ainda ontem, o vice-primeiro-ministro da China, Liu He, conversou por telefone com o Secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, e o representante do Comércio dos EUA, Robert Lightizer. Ambos os lados progrediram nas discussões comerciais, diminuindo os ruídos da última sessão. O encontro entre Trump e o chinês, entretanto, não deve acontecer no final deste mês, como era previsto. Isto porque as negociações ainda seguem em curso.

No Japão: decisão do BoJ… Mais cedo, o Banco do Japão (BoJ) confirmou as expectativas do mercado, e decidiu por manter sua política monetária inalterada. Assim, as taxas básicas de depósitos de curto prazo permanecem em -0,1%; e a meta para os juros dos bônus do governo japonês próximo de zero. Haruhiko Kuroda, presidente do BoJ ainda ponderou sobre as exportações e produção japonesas, têm sido afetadas pela desaceleração da economia global. Segundo Kuruda, a economia chinesa deverá começar a se recuperar na segunda metade deste ano.

Na Europa: o Brexit… Ontem (14), o parlamento do Reino Unido aprovou, por 412 a 202 votos, a proposta do governo de Theresa May que adia a saída do país da União Europeia. Lembrando: nos últimos dias, os parlamentares não conseguiram aprovar um acordo “satisfatório” entre as partes, e o impasse sinalizava uma saída do Reino Unido do bloco no dia 29 deste mês sem um acordo. Algo que seria considerado “catastrófico” para os mercados da região. As incertezas, no entanto, permanecem. Na próxima semana, Theresa May coloca em votação, outra vez, seu acordo inicial (com leves ajustes). Caso seja vitoriosa, uma extensão curta deve ser aprovada pela UE para que o Brexit ocorra de maneira ordenada.

Sobre o petróleo… A produção de petróleo global continuou a diminuir em fevereiro, diante dos cortes na oferta da Arábia Saudita e Venezuela. Em relatório mensal, divulgado mais cedo, a AIE estima que a produção mundial da commodity sofreu uma queda de 340 mil barris por dia (bpd) no mês passado, a 99,7 milhões de bpd. O número, porém, veio 1,5 milhão de bpd acima do nível de fevereiro de 2018. Assim, os contratos de petróleo ampliaram as perdas depois da divulgação do relatório. A AIE ainda reiterou sua projeção de avanço na demanda global por petróleo em 2019, em 1,4 milhão de bpd.

Agenda dos próximos dias… O dia é mais fraco em termos de agenda. Nos EUA, no front macro, destaque para: (i) dados de produção industrial, que deve ter se recuperado do desempenho fraco de janeiro, às 15h15; e (2) dados de confiança do Consimidor, às 11h.


BRASIL: LEILÃO DE AEROPORTOS

De olho nos leilões… O leilão de 12 aeroportos, marcado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), ocorre hoje, a partir das 10h. A expectativa é que o certame atraia grandes grupos de investidores. Especula-se que há, pelo menos, dez grupos interessados. Entre os possíveis interessados estão a Vinci Airports e Aéroports de Paris ADP (França), Zurich Airport (Suíça), Aena (Espanha), Avialliance (em parceria com o Pátria) e Fraport (Alemanha), além da CCR e Socicam, do Brasil. Serão 12 terminais ofertados em 3 blocos regionais: Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. O investimento previsto é de R$ 3,5 bilhões, durante os 30 anos de concessão. O lance mínimo para arrematar os 12 terminais é de R$ 218 milhões, outorga que deve ser paga à vista para a União.

Sobre a Previdência: os militares… A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), disse que o projeto de lei que irá tratar sobre a reforma dos militares deve ser enviado ao Congresso já no dia 20 ou 21 de março. Conforme temos comentado em nossas últimos relatórios, a Câmara espera a chegada da medida para aprovarem a admissibilidade da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Nova Previdência na Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ). Afinal, há um acordo entre os deputados para que os dois projetos sejam tramitados em conjunto na Casa. Hasselmann ainda garantiu que o relator do projeto da reforma dos militares não deverá ser um parlamentar de carreira militar.

No Senado: a comissão foi aberta… Ontem à noite, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, assinou o ato de criação da Comissão Especial de Previdência. Será presidida pelo senador Otto Alencar (PSD-BA). O relator: Tasso Jereissati (PSDB-CE). Lembrando: o texto passado na CCJ deverá ser encaminhado à Comissão Especial.

Agenda de hoje… No front macro, destaque para a Pesquisa Mensal de Serviços de janeiro. Ainda ontem, as atenções se concentraram as vendas no varejo de janeiro: vieram acima do esperado pelo mercado. Frente a dezembro, as vendas avançaram 0,4% m/m, contra expectativa de crescimento de 0,1% m/m. Em base anual, cresce 3,5% a/a (versus a alta de 2,3% a/a do consenso Bloomberg). De fato, os dados de varejo de janeiro mostram tendência de recuperação do setor neste início de ano.

E os mercados hoje? O exterior se mostra um pouco mais favorável para ativos de risco. Aqui, o nosso viés é ligeiramente mais positivo, com bolsa em alta e queda de dólar e juros futuros, diante da melhora do quadro político. Vale notar: leilão de aeroportos também deverá influencia nos mercados locais.

Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -0,30%, aos 98.604 pontos;
Real/Dólar: +0,78%, cotado a R$ 3,8461;
Dólar Index: +0,24%, 96.785;
DI Jan/21: +0,06 pontos base, 6,970%;;
S&P 500: -0,09% aos 2.808 pontos.

*Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.


Rafael Passos – Equipe Econômica


Jornais:

Folha de São Paulo
–  Polícia diz suspeitar de outro jovem no massacre de Suzano
– Para especialistas, reforçar segurança não evita ataques
– ‘Vieram à mente cenas de ataques nos EUA’, diz PM
– Putin dilui as celebrações pela anexação da Crimeia

O Estado de São Paulo
– MP investiga se ‘rede de ódio’ incentivou massacre
– Corrupção com caixa 2 ficará na Justiça Eleitoral
– Previdência: proposta de militares custará R$ 10 bi
– Procuradoria denuncia aporte do BNDES à JBS

Valor Econômico
– Bancos devem participar da nova rodada de concessões
– Banco estatal terá chairman do mercado
– Lava-Jato sofre derrota no Supremo
– Empresa ilícita não terá mais direito a Refis

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

Julia Carrera Bludeni
[email protected]

Victor Candido
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

Luca de Toledo Gloeden Soares
[email protected]

 

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

299 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami