Flash Macro | Vendas no Varejo (PMC) – Jan/20

Conceito Restrito
Resultado: -1,0% m/m; +1,3% a/a
Previsão (Guide): -0,5% m/m; +1,7% a/a
Conceito Ampliado
Resultado: +0,6% m/m; +3,5% a/a
Previsão (Guide): +0,5% m/m; +2,8% a/a
As vendas no varejo contraíram pelo segundo mês consecutivo em janeiro, em leitura que trouxe o pior resultado para o mês desde 2016. Em relação à janeiro de 2019, o resultado ainda apontou para um aumento de 1,3% no volume de vendas – valor que, apesar de positivo, representa uma desaceleração em relação ao que vinha sendo verificado nos últimos anos.
Como principais destaques negativos da leitura estão hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, com recuo de 1,2%; e combustíveis e lubrificantes, com queda de 1,4%. Normalmente, uma redução é comum no mês, uma vez que novembro e dezembro configuram meses em que as pessoas gastam mais, mas, dado os números fracos destes períodos, uma retração desta magnitude preocupa, principalmente por ainda não levar em consideração o impacto das medidas de contenção contra o coronavírus.
Por outro lado, no conceito ampliado, que leva em consideração veículos, peças automotivas e materiais de construção, a pesquisa mostrou um avanço no mês. Como principal destaque, o volume de vendas de veículos, motos e peças automotivas saltou 8,5% na margem – componente influenciado positivamente pela queda nas taxas de financiamento.

Nossa Visão: Como mencionado acima, apesar de esperada uma redução do volume para o mês, a magnitude da queda preocupa. Quando analisados em conjunto com os dados da indústria, que continuam apontando para a estagnação setor, os números do varejo corroboram com a visão de que a economia brasileira não estava nas melhores condições para enfrentar uma crise das proporções da que estamos vivendo hoje. Para amanhã, esperamos um avanço de 0,5% do setor de serviços em janeiro, evidenciando alguma melhora do setor entrando em 2020 – mas que já se torna obsoleta pelos impactos devastadores que acompanham as medidas de contenção do coronavírus.

52 visualizações

Relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami