Internacional 
• Bolsas globais operam com viés baixista enquanto investidores digerem o processo de contaminação do coronavirus ao redor do globo;
• Índice de expectativas na Alemanha registra um vigoroso aumento;
• Fed de Chicago publica amanhã o índice de atividade nacional.

Brasil 
• Ibovespa acompanha bolsas globais e opera em queda;
• Dólar continua operando em torno dos R$ 4,21/US$.


FECHAMENTO:

Ibovespa: 117.026 (-1,54%)
BR$/US$: 4,21 (+0,63%)
DI Jan/21: 4,39% (-2 bps)
S&P 500: 3.320 (-0,27)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

RADL3: 125,50 (+5,36%)
BRKM5: 35,54 (+3,22%)
TIMP3: 16,70 (+2,52%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

HGTX3: 27,42 (-12,59%)
SANB11: 43,73 (-4,93%)
CVCB3: 39,33 (-4,07%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… Bolsas globais contrariam a tendência verificada ao longo dos últimos dias e operaram em queda ao longo do pregão desta terça-feira. Preocupações em torno do novo vírus que se espalha pela China parecem ter gerado um maior nível de cautela entre investidores. Do lado positivo, o índice de expectativas para a maior economia da zona do euro, a Alemanha, impediu uma queda mais acentuada das bolsas europeias. Ao todo, o S&P500, índice americano, caiu -0,3%, enquanto o STOXX600 operou de forma relativamente estável ao passar por uma leve desvalorização de -0,1%, fechando o dia cotado aos 423 pts.

Economia alemã…. Investidores europeus passaram por um processo de alívio ao observar o índice de expectativas futuras para o mês de janeiro, produzido pela Zew. Ao registar um valor de 11,2 em dezembro, cresceu 128% e catalogou um notável valor de 25,6. O robusto avanço no índice acabou refletindo, logicamente, expectativas mais otimistas para o comércio global em função do acordo parcial sino-americano, assinado na 4ªF passada (15/01). Adicionalmente, um estudo produzido pelos Bundesbank, o Banco Central alemão, pontuou que o processo de enfraquecimento da industrial local está chegando a seu fim, criando perspectivas favoráveis para o setor.

No radar…. Em um dia relativamente fraco de indicadores para a economia global, o destaque de amanhã fica com o índice de atividade nacional do Fed de Chicago. Baseado numa média ponderado de 85 diferentes indicadores mensais, o índice busca mensurar a atividade econômica nacional, assim como sinais de pressões inflacionárias. A leitura de novembro registrou um valor de 0,56, demonstrando, principalmente, avanços nos indicadores relacionados à produção, como o emprego, que tem se mantido em patamares robustos.


BRASIL:

Mercados… A bolsa local acompanhou a tendência verificada no exterior e operou em queda ao longo das negociações. Ao todo, o Ibovespa caiu abaixo do limiar dos 118 mil pontos, registrando uma desvalorização intra-diária da ordem de 1,4%. No mercado cambial, o real continuou pressionado sob a expectativa de uma continuidade no ciclo de cortes pelo Copom. A fala de Guedes no Fórum Econômico Mundial, onde reiterou a nova normalidade da economia brasileira (juros baixos) continuou alimentando apostas em prol da valorização da divisa americana. A estabilidade do CDS de cinco anos (medida de risco-país), que continua flutuando em torno dos 100 pontos base, segue criando um entrave para um maior processo de valorização do real frente ao dólar. As taxas no mercado de juros, por sua vez, operaram em queda ao longo de todos os vértices; refletindo justamente o aumento das apostas do mercado em um novo corte da Selic na reunião de fevereiro.

Hering… Os papeis da empresa sofreram uma forte desvalorização ao longo do pregão de hoje. A Hering já vinha sofrendo nos últimos dias, mas, após a divulgação dos dados operacionais na noite dessa 2ªF, investidores não aliviaram e o papel caiu mais de 10% no dia.

Raia Drogasil… A empresa teve forte alta no pregão de hoje. A Raia segue se beneficiando de um ano positivo para o aumento do consumo. Ainda, os recentes aumentos de recomendação de algumas casas de análises ajudaram a impulsionar o papel.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável  por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Luis Gustavo Pereira Luis Gustavo Pereira

Estrategista

Graduado em Administração de Empresas pela ESPM, com pós-graduação em Economia e Setor Financeiro pela USP e MBA em Finanças pelo INSPER. Tem mais de 8 anos de experiência no mercado financeiro. Atualmente, é o estrategista da Guide Investimentos.

246 visualizações

Relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami