Fique por dentro do mundo da economia!


CADASTRE-SE AQUI

Internacional
• S&P500 ficou fechado devido a feriado, STOXX 600 opera em queda;
• Investidores se atentam, amanhã, para a divulgação do índice de expectativas na zona do Euro

Brasil 
• Ibovespa se beneficia de melhora externa e volta a operar acima dos 115 mil pontos;
• Sem participação do BCB, real segue pressionado no mercado cambial.


FECHAMENTO:

Ibovespa:115.309 (+0,81%)
BR$/US$: 4,32 (+0,84%)
DI Jan/27:6,35% (+2 bps)
S&P 500: 3.380 (N/A)

Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg

PRINCIPAIS ALTAS:

TOTS3: R$ 83,72 (+7,75%)
MRFG3: R$ 12,54 (+7,64%)
IRBR3: R$ 36,60 (+5,63%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

BBSE3: R$ 33,73 (-2,18%)
CSAN3: R$ 81,06 (-1,98%)
KLBN11: R$ 20,96 (-1,78%)


CENÁRIO EXTERNO:

Mercados… Em dia de reduzida liquidez devido ao feriado presidencial nos EUA, o S&P500, índice de referência nos EUA, não abriu para negociações. No continente europeu, o STOXX600, índice que compreende uma gama de empresas ao redor da região, operou em alta ao longo do pregão. A disseminação do coronavírus, que se intensificou após uma mudança no processo de diagnóstico, voltou a passar por um processo de arrefecimento. Concomitantemente, a redução de 10 pontos base na taxa de médio prazo pelo PBC (Banco Popular da China), conjugado a mais uma injeção de liquidez num montante equivalente a aproximadamente US$ 20 bilhões, continuou alimentando expectativas positivas em torno da sustentação do crescimento face ao impacto negativo do vírus sobre a evolução da demanda agregada.

No radar… Em dia praticamente esvaziado de indicadores econômicos, investidores se atentarão, amanhã, ao índice de expectativas para o crescimento econômico da Europa. O índice faz referência a fevereiro, e deve sofrer uma deterioração em função de fatos já conhecidos do surto de coronavírus na China. Como já mencionamos aqui anteriormente, a disseminação do Covid-2019 está marcando o surgimento de preocupações em torno da magnitude do impacto da desaceleração da economia chinesa sobre a demanda por exportações europeias, principalmente as alemãs. Além disto, existe uma inquietação em torno de como o fechamento de fábricas e a baixa utilização da capacidade instalada na China – decorrente das medidas de contenção – irão afetar as complexas redes de fornecimento, possivelmente exercendo, no curto prazo, uma pressão altista sobre os índices de preços aos produtores.


BRASIL:

Mercados… Em linha com as bolsas europeias, o Ibovespa contrariou a tendência do final da semana passada e apreciou uma valorização da ordem de 1% ao longo do pregão. No mercado cambial – em parte, devido à ausência de intervenções por parte do BCB -, o real continuou perdendo terreno contra o dólar e voltou a ser negociado acima dos R$ 4,30/US$. Na medida em que o corte de juros se dissipa e é integralmente incorporado para no preço de equilíbrio, o principal driver por traz da tendência depreciativas do real continua sendo as preocupações no cenário externo (vulgo, coronavírus). A balança comercial, na medida em que continua registrando déficits maiores, também exerce uma pressão altista sobre o dólar. Isto continua mostrando que a elevada competitividade dos produtos brasileiros no mercado internacional, decorrente de um câmbio mais depreciado, não está conseguindo compensar a ainda enfraquecida demanda estrangeira. No mercado de juros, as taxas operaram de forma comportada, enquanto o CDS de cinco anos, medida de risco-país, caiu mais de 1%, repercutindo, parcialmente, a comunicado de Bolsonaro de que a Reforma Administrativas – importante parte do ajuste fiscal – está quase pronta para ser enviada ao congresso.

Magazine Luiza… Após resultados divulgados nessa 2ªF, o papel teve forte performance no pregão. Como destaques, a empresa reportou fortes vendas nas mesmas lojas e crescimento robusto no seu segmento de e-commerce nesse 4T19. Após o resultado, diversas casas de análise reforçaram que Magazine Luiza é seu principal player para aproveitar o fortalecimento do segmento de varejo.

Cosan… A empresa teve um dia bastante volátil. Após divulgação de resultado na 6ªF, o papel abriu em forte queda, com algumas casas de análise decepcionadas quanto ao guidance para 2020. Entretanto, no decorrer do pregão, a empresa conseguiu retomar boa parte de suas perdas, ao perceber que o resultado foi de fato forte operacionalmente para todos os seus segmentos. Seguimos com uma visão construtiva para Cosan.

 

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]

Alejandro Ortiz Cruceno
[email protected]

Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável  por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Instrução CVM nº.598/2018, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
722 visualizações

relacionados

Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação

Entendi
Bitnami